terça-feira, 7 de abril de 2015

Na saúde e na doença.

Ainda não nos tinha acontecido, mas chegou a vez de ficarmos os três doentes. Os três não, os quatro, que nem a minha mãe se livrou. E é do piorio! A sério, é tão difícil ser mãe, estando doente!

Primeiro foi a Isabel, perdeu o apetite, apesar de nós insistirmos e insistirmos e insistirmos para que comesse qualquer coisa. Começou com cocós moles (que pensei serem do dente canino a nascer), mas duas noites depois estava com vómitos, a vomitar água e pouco mais. Foram três dias sem comer grande coisa e a deixar-nos os nervos em franja.

Quando começou a melhorar, foi a vez da minha mãe. Depois, o David que, coitado, ainda por cima teve de ficar com a Isabel sozinho enquanto eu estava a trabalhar. E eu, mesmo tentando passar entre as gotas da chuva, também não me livrei. Estive a trabalhar muito mal-disposta e durante a noite foi o vê se te avias! Como é que nos levantamos para socorrer um filho a chorar, completamente azamboados, frágeis, com náuseas e vómitos?
Bem, três das baixas já estão operacionais. Só falto eu. Socorro!

6 comentários:

  1. É muito complicado, o meu também está doente, primeiro era só tosse e expectoração, agora ligaram do infantário que está com febre, mandei colocar supositório mas não tarda vou buscá-lo não consigo ficar a trabalhar e saber que ele precisa do meu colinho :(

    As melhoras.

    ResponderEliminar
  2. Já nos aconteceu o mesmo. Primeiro a filha com vómitos, que no dia seguinte passou para mim e para o pai... ficamos os 3 doentes.
    É bastante difícil cuidar de uma criança doente, estando nós também doentes.
    As melhoras!

    ResponderEliminar
  3. E quando somos 4 em casa?? Eheheh no final de janeiro andamos cerca de 3/semanas todos doentes com gripe... Eu também fui a ultima a apanhar... Até para desmaiar me deu... Enfim... As melhoras para todos ;)

    ResponderEliminar
  4. Não é fácil :-(.
    Rápidas melhoras.

    ResponderEliminar
  5. Aqui em casa tá a filhota. Gastroenterite...

    ResponderEliminar
  6. Não é nada fácil....já tive uns momentos de muito má disposição em que não conseguia tratar do filhote e senti-me tão mal, tão inútil por não ser capaz, que desejei nunca mais ficar doente! As melhoras por aí!

    ResponderEliminar