terça-feira, 23 de maio de 2017

Sim, separei-me.

É verdade. 

Não sinto que tenha sido uma decisão, mas antes uma consequência inevitável. 

Aconteceu para que possamos os três sermos mais felizes em conjunto, mas separados. 

"Os pais são muito muito muito amigos, mas já não são namorados" - tenho esta pronta para quando as perguntas se tornarem mais difíceis. 

E somos. E vamos ser. 

Há um coração que bate por causa do brilho que tivemos nos nossos olhos um dia enquanto olhávamos um para o outro.

A nossa filha é a nossa vida. A nossa filha é o nosso bem mais precioso. 

Um bem, não de pertença, mas um bem de bondade, de pureza, de felicidade. 

Olhei para nós os três e quis ver-nos a todos mais felizes. Vamos ser. Estamos a ser. 

Merecemos todos que o nosso acordar e deitar sejam apenas pausas no melhor que podemos ter da vida e não que a vida seja uma espera por, um dia, algo ser menos imperfeito. 

Há imenso amor nesta família. Imenso. Continuará a haver e, agora, terá mais espaço e mais silêncio para ser visto e sentido com nitidez. Sem complicações quando tudo se tornar mais habitual, quando os medos desentupirem as gargantas. 

Nunca haverá ninguém que ame mais a nossa filha que eu e o pai.

Estamos unidos para sempre pelo amor, os três. 

"Os pais são muito muito muito amigos, mas já não são namorados". 

Quando há certezas, não há opções. 

Para mim, o amor vencerá sempre. 

E não há nenhum mais forte que este que eu e o pai da Irene conhecemos juntos, ao mesmo tempo: o incondicional. 

Fotografia por The Love Project da Joana Sepúlveda Bandeira


........................................

Sigam-nos no instagram 
aqui 
a mim também aqui e à outra Joana aqui.
O nosso canal de youtube é este.












Deixo-a ir de férias com os avós?

Acho que haverá poucas memórias mais doces do que as de férias com os avós e, ainda por cima, com os primos. 

O momento terá chegado? Este ano era pessoa para deixar a Isabel ir com os sogros e as duas primas (6 e 3 anos) uma semana de férias para a praia, num empreendimento com piscina. Mas nunca sem fazer um bocadinho de overthinking. 

PRÓS
Criar uma relação ainda mais forte com os avós
Criar uma relação ainda mais forte com as primas
Sair da rotina da escola-casa
Ter praia, piscina e muita brincadeira 24 sobre 24 horas

CONTRAS
O máximo que ficou sem nós foram duas noites. Terá saudades? Chorará durante a noite?
Precisará de mim/nós?
Terão os meus sogros forças para "aguentar" as três?
Ou elas em férias portam-se de maneira diferente?
Virá com os dentes cheios de cáries? (Esta foi a brincar, sogrinhos, não se zanguem comigo)

Na verdade, acho que esta lista até foi escusada, acho que já tenho a minha decisão tomada. Temos. Se realmente os sogros se sentirem com força e coragem para levar as três, é porque terão genica e já não estarão propriamente à espera de passar uma semana descansados a ler na toalha da praia. Além disso, irão na mesma altura uns tios do David também com os dois netos, o que ajudará a ter mais uns olhinhos debaixo dos cinco. 

Estava a pensar ir no fim-de-semana anterior para um hotel próximo (reduz o número de dias) e depois deixá-la lá os outros cinco dias. Sendo que queria deixar abertura para ela, caso não queira ficar mais tempo, poder chamar-me (iria buscá-la). Acho sinceramente que não irá acontecer, com tanto forrobodó.

O que fariam vocês? Acham cedo? Adorariam ter a oportunidade e seria uma parvoíce não aproveitar?



Num fim-de-semana em Cabanas de Tavira há dois anos



............
............
Sigam-nos no instagram aqui 
a mim também aqui e à outra Joana aqui.
O nosso canal de youtube é este.

segunda-feira, 22 de maio de 2017

A Mãe não veste Prada #04

As saudades que eu já tinha de andar armada ao pingarelho qual fashion blogger! :) Foi no Sábado que senti esse power todo e bastou-me um vestido que foi paixão à primeira vista da Happy Company, uns óculos de uma marca que é novidade no mercado, a TIWI, e a lente da Joana Sepulveda Bandeira que já nos atura tanto mas tanto que qualquer dia não nos pode ver à frente.

Gostam? Eu cá gosto, sem mas. Que é o mais importante. :)
(vá, dispensava o molho do cone do The Cru, que caiu na minha saia  um pouco por todo o lado.  Shiuuuu, que elas às tantas nem reparam! Reparam, reparam que elas reparam em tudo. Isto são os meus dois neurónios a conversarem).































E agora a parte mais gira: andar às compras com a 'miga no Kids Market. Irrita-me só o facto dela ser tão rápida a escolher tudo e eu ser a pessoa mais indecisa à face da terra (gostava de ser mais como ela), mas tudo bem.








Sónia e Paula, adorei conhecer-vos <3

Vestido - Happy Company
Óculos  - TIWI
Colar - Pipe

 
Fotografias -  The Love Project

domingo, 21 de maio de 2017

E o prémio de melhor pequeno-almoço vai para...



Gostaram? Do product placement? Eheh Estou a ficar pro nisto. Super subtil. 

O pequeno-almoço da Irene sempre foi algo pouco pacífico. Uma das razões tem que ver com o faco dela (ainda) mamar de manhã e, por isso, o apetite para comer depois do acto ser variável. A outra é que tento ser consciente relativamente ao que ela come - tem sido um caminho, até foi uma leitora que me avisou que ela comer frutinha de manhã sem nada no estômago e diariamente não era uma boa opção. Daahhh. 

Fomos ao lançamento das novas papas Pequeno Buda da Iswari e vim de lá satisfeita porque finalmente consegui mais uma opção para o pequeno almoço dela. Já temos as panquecas, os cereais de milho com leite vegetal (agora não me lembro de mais) e ontem de manhã foi a farinha de banana-maçã. 

Eu sinto-me muito mais feliz e descansada a saber que ela está a comer coisas boas, coisas que alimentam e que lhe fazem bem. Habituá-la a comer bem - já para não falar que funciona como profilaxia (uhh que ela sabe palavras complicadas - faz-me mais feliz também. 

Estava cheia de medo que ela não gostasse porque não tem açúcares adicionados, nada desses "decotes abusados" que fazem com que todos nós olhemos gulosos para a comida e que não a vejamos por aquilo que ela vale a sério (ahaha). GOSTOU! Adorou!

E eu no meu potinho de hoje, para variar do iogurte com aveia e tal e tal, também me afiambrei ao Pequeno Buda (salvo seja). 

Querem dar dicas para pequenos-almoços? A malta agradece ;)


... ja estou cheia de saudades dela.

A minha fotografia preferida nos últimos anos.

Mariana Ferro do a Mãe já vai e as vossas queridas.

Mariana Ferro do a Mãe já vai e as vossas queridas.

Houve uma leitora que me pediu para mostrar a tatuagem e aqui está o meu Catclaw


Fotografias: Pau Storch (excepto as duas primeiras que foram minhas que o Pau ainda não esteve cá em casa - ignorem o duplo sentido, por favor)
O meu macacão e o da Irene: Little Jack Baby Clothes 

........................................

Sigam-nos no instagram 
aqui 
a mim também aqui e à outra Joana aqui.
O nosso canal de youtube é este.

Fui ao Olivier de Ténis, aceitável?

É que nem pensei muito no assunto. Nunca penso. Raramente, vá. A verdade é que eu acho que tenho um free-pass para me vestir como eu quero já que sou eu quem me veste. Se depois me sinto desconfortável qb quando vejo toda a gente com uma indumentária diferente? Sim, mas não consigo evitar. Eu visto como me sinto e não tanto para onde vou. Se isso faz com que às vezes pareça estar a ter um esgotamento nervoso e noutros pareça que vou almoçar ao Olivier mas vá para o meu ginásio? Sim. Não sei ser de outra forma. E, depois, também tenho um emprego que me permite (acho que - na volta faço a mesma coisa há 10 anos por ser tão pouco formal na minha indumentária, haha) ser quem eu sou. Não tenho essa dualidade da "Joana profissional" e da Joana normal. Também não tenho a "Joana eventos" e a "Joana fotografias profissionais". Prefiro o desconforto de não estar vestida como manda a "etiqueta" do que andar disfarçada. Às vezes, se o desconforto no geral for muito, simplesmente não vou ao sítio. Até que ponto é que devo ir a sítios nos quais não me sinta integrada? Com que intuito? Claro que devemos sair para fora da nossa "zona", mas é quando compensa. 

Sei ou senti que para blogger não era este o aspecto que esperavam (pode ser só projecção minha, na volta nem pensaram nada sobre mim haha). Primeiro, não sou blogger. Tenho um blog, é diferente. E não é um blog pipi (pelo menos a minha parte, ahah), é um blog de maternidade, de mulheres que são mães e que pretende ser realista. Fui ao Olivier e fui como me vesti para trabalhar. Fui almoçar com a minha Susana (que disse nunca ter ido a nada tão finório) e voltamos com esta comidinha toda no bucho e uma quebra de rotina a meio de sexta.


Isto sou eu em blogger. Ahah.


 

 

Dois coktails sem álcool que nos fizeram sentir que tínhamos feito o check-in num hotel de 5 estrelas num destino qualquer paradisíaco (não que alguma já lá tenha estado).



A festejarmos o facto de eu já caber nesta camisola outra vez. :) 

Pormenores que fazem toda a diferença...

Eu sou daquelas totós que, quando gosta de algo que comeu num restaurante, repito. O bife de lombo, os carpaccios de melão ou o de peixe branco (disse a Susana que eu não como peixe) e o tártaro estavam muito muito agradáveis. Estou a babar-me toda. Por causa disto, que ainda só tenho 30 anos.
Têm ido almoçar calmamente com a vossa bff? Óptimo sítio... :) Não encham a barriga com os cocktails como nós, tentem moderar para conseguirem não sair de lá a rebolar... 


Restaurante: Olivier Avenida

........................................

Sigam-nos no instagram 
aqui 
a mim também aqui e à outra Joana aqui.
O nosso canal de youtube é este.

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Já temos casinha!

E está um amooooooor! Já vos tinha dito aqui que estava à procura de uma casinha e a que mais me fez brilhar os olhinhos foi esta, ainda por cima de uma loja-fábrica aqui perto de casa :) Quando a Isabel chegou a casa e a viu ficou maluca (literalmente) e disse que a queria levar para a escola para brincar com os amigos (awwww! Que fofa!). Quando lhe disse que não podia ser, fez uma das maiores birras de que tenho memória (lindo e cómico ao mesmo tempo, eu sei), mas depois lá me lembrei de lhe dizer que no verão podíamos convidar três ou quatro amigos para vierem cá a casa com os pais e ela parou logo de chorar (o pior vai ser escolher os amigos snif).

Vejam lá se não está de sonho!





As peças mais pequeninas vão sempre para o andar de cima - inacessível à Luísa - quando acabamos de brincar.



Peças de uma coleção que a minha querida mãe andou a fazer quando eu estava grávida e descobrimos que seria uma menina <3

Amor da mãe, coração bom <3





Estas luzinhas da Primark estão só à espera de pilhas e devem ficar bem queridas - aliás, até gostava de iluminar as divisões :)



O pai coelho estava no trabalho e foi buscar a filha à escola <3 (ai as saudades, David!) Entretanto, a Sandra tinha contado histórias na escola.



A divisão dos quartos foi escolhida por ela (e que coincidência! - ficou igual à cá de casa hehe)





Se o quarto já estava lindo com a cama nova (mostrei-vos aqui), agora ficou DE SONHO.  <3
Obrigada, avô Fernando por teres dito logo que querias colaborar <3


Coisinhas de que podem ter gostado:

Casinha/estante - Expomad Mobiliário e Decoração
Coelhos, miniaturas e afins - Maria das Festas; Docinho de Açúcar; Nas Nuvens (Saldanha); Loja Quer.

Cama da Isabel - Pineapple Party



............
............
Sigam-nos no instagram aqui 
a mim também aqui e à outra Joana aqui.
O nosso canal de youtube é este.


quinta-feira, 18 de maio de 2017

Vou sair à noite! YEAHHHHH!

Não sei qual das duas mais histérica: se eu com 14 anos pronta para a minha primeira ida a uma discoteca algures na linha de Cascais (daquelas com matiné, que terminava às 22h - já sei chamava-se Bahaus!!!) - se eu com 30 anos após duas filhas e uns 400 (?) dias com ordem de clausura.

Não sou louca para levar estes tamancos, como devem imaginar.

Não é que, desde que elas nasceram, seja o programa que mais aprecie, até porque isto nunca acontece:


Já todas sabemos que, com filhos em casa, não há descanso que nos valha no dia seguinte, nem dá para ficar a babar a almofada e a emborcar litradas de coca-cola zero e um granda bigmac (sim, era este o meu ritual de pós-noitada) e, como já não vou p'ra nova, sei o quanto custa recuperar. Por isso, não vou ver o sol nascer, não senhora. Mas vou divertir-me, isso de certeza!

No sábado, dia 27 de maio, vou à V FESTAZUL, no Convento de S. Francisco em Santarém. Nunca fui (apesar de no ano passado terem lá estado meio milhar de pessoas, eu não estive - seria por estar muito grávida?) e sempre me disseram que era uma festa GIRÍSSIMA, por isso este ano vou lá abanar o esqueleto.

Além do ambiente, da atuação dos DJ Gonçalo Henriques, Fernandinho e Corto Maltese, sei que o propósito da festa não poderia ser melhor: com a organização das Asas Pela Vida, e com o patrocínio do Gotik Gin e da CUF Hospital Privado de Santarém, o dinheiro das pulseiras vendidas reverterá a favor da Ajuda de Mãe de Santarém

Digam que vão, aqui no evento!

Se no ano passado, juntou-se na festa mais de €8000.00 a favor da Fundação Luiza Andaluz, espero que este ano iguale ou supere!
Vamos lá divertirmo-nos e sermos solidários?
Conto convosco, gente de Santarém (mas não só)!

............
............
Sigam-nos no instagram aqui 
a mim também aqui e à outra Joana aqui.
O nosso canal de youtube é este.