segunda-feira, 30 de abril de 2018

A comentadora tem razão.

Devia ser um novo espaço aqui no blog, tipo o aquilo da RTP que agora não me lembro o nome. Aquilo para onde os espectadores enviam e-mails e cartas e... É o provedor... (estou a ligar à minha mãe a perguntar)... Ok! O Provedor... que era com o Paquete de Oliveira, pronto. 

Os comentários de ódio (ou os que me parecem) raramente surtem algum efeito. (In)felizmente já tenho bom sistema de defesas e já compreendo mais ou menos como funciona a cabeça de um ser humano (não necessariamente a minha, ahah). 

Porém, quando fazem sentido (e quando o tom parece o certo e se torna mais fácil ouvir) ou quando são para serem ouvidos, sinto-os. E senti este - já não me lembro em que post foi ou quem foi a comentadora (desculpa e obrigada!) de que vos vou falar.

Dizia, mais ou menos, que o nosso blog às vezes parece espelhar apenas o lado negativo da maternidade e que isso também não é bom para quem lê. 

E tem razão. 

Tanto a Joana (Paixão Brás) como eu (Joana Gama) - mas mais eu - fazemos imensos posts a falar daquilo que nos atormenta e preocupa, não só como desabafo, mas também porque queremos que todas nós nos sintamos menos sozinhas. É importante que quem não dorme saiba que não está a fazer tudo errado, que não é um bicho do mato, que há muitas mais mães assim. É importante que quem não consiga dar de mamar instintivamente saiba que a norma talvez não seja essa, etc.

Eu até sorrio às vezes, pá! 


Mas a comentadora tem razão em dizer que é um ciclo também. Ao mostrarmos constantemente o lado negativo da coisa, também estamos a trabalhar e a encher a nossa/vossa cabeça com coisas negativas. Estamos a falar dos problemas. Estamos a por o dedo na ferida, quando é suposto a ferida estar ao ar, depois de desinfectar... (que raio de imagem para explicar). 

Talvez ambas estejamos cansadas. Não de amar, claro, mas a Joana porque voltou ao trabalho, tem duas miúdas para gerir e não dorme noites seguidas desde que a Isabel nasceu e eu porque ainda não consegui arranjar bem o meu ritmo desde que a Irene nasceu, mesmo apesar de já dormir à noite. Agora, com preocupações acrescidas, talvez não descanse de qualquer das formas. 

É verdade, porém, que temos de trabalhar o positivo. Trabalhar o bom. Espalhar amor. O amor também se espalha com o sentimento de pertença que temos tentado passar (e que não é desinteressado, tanto eu como a Joana também precisamos de sentir que não somos as únicas), mas há maneiras menos pesadas de falar de maternidade. 

Da minha parte estou a trabalhar o meu lado positivo. Confesso que até as coisas boas me dão para a tristeza, a comoção faz-me sentir saudade ou o que for. Vou fazer esse treino em directo convosco. 

A verdade é que sem "apesares de tudo", tenho uma filha magnífica e que, tal como diz o meu ex-marido "este é o meu melhor trabalho". Espero bem que seja. É o mais importante para mim. 


Vou tentar transmitir-vos esse optimismo, esse lado bom, sem tirar os pés do chão :) Vai fazer-me bem. Espero que a vocês também.

Vou tentar descobrir um outro caminho para vos fazer sentir coisas boas sem ser pela partilha de coisas negativas ou sem ser por partilha de coisas tão positivas (e pouco reais) que vos faz sentirem-se falhadas (não vou fingir que a vida é perfeita, não consigo e este blog não é um desses).

Obrigada, comentadora e leitora :)


Nota: o Facebook decidiu mudar o seu algoritmo e a partir de agora vai mostrar-vos mais posts dos vossos amigos e menos de páginas onde fizeram like. Querem saber quando publicamos coisas?
👉 Aqui na página de Facebook da Mãe clicam onde diz “A Seguir” e seleccionam "Ver Primeiro"
Sigam-nos também no Instagram:

5 razões para ir passar o fim-de-semana ao Aqualuz em Tróia

No fim-de-semana passado fomos até Tróia, a convite do Aqualuz: nós - JPB e JG - e mais umas quantas bloggers, como devem ter visto nas 1817269 stories que fizemos (ahah).
Hotel incrível, staff incrível e um ambiente muito acolhedor, completamente family friendly, com piscina, kids club, baby club, sala de amamentação, discoteca (sim, sim, foi ver mães e filhos a dar tudo!) e muitas actividades para os miúdos. Tudo pensado para que os pais possam também desfrutar um bocadinho enquanto os miúdos se divertem e fazem amigos. 
Eis as 5 coisas que mais nos agradaram no Aqualuz.

A localização.
Tróia é um paraíso, a uma curta distância de Lisboa. Tem praia calminha para os miúdos, está perto da Comporta para um passeio mais demorado, não tem uma imensidão de pessoas e sente-se verdadeiramente a natureza por ali.

Piscina interior.
Apesar da piscina exterior ter o ar mais convidativo de sempre, a piscina interior é fundamental para abril (apanhámos chuva e sol, uma misturada).

Buffet.
Com crianças, dá um jeitaço ter ali logo à mão toda a comida disponível e, melhor ainda se houver muita variedade.

Kids club e discoteca.
E, claro, os animadores. Muito brincaram as miúdas. Fizeram colares, usando a tesoura para cortar bocadinhos de palhinha, desenharam, brincaram livremnete, fizeram pinturas antes da discoteca, dançaram...

Quartos.
Enormes, espaçosos, branquinhos. O nosso tinha quarto, sala com sofá cama e ainda cozinha. Nota 10 para o facto de terem pensado na forma de adaptar os espaços às crianças com redutor, bacio, banco, barreiras para a cama...





















Nota: o Facebook decidiu mudar o seu algoritmo e a partir de agora vai mostrar-vos mais posts dos vossos amigos e menos de páginas onde fizeram like. Querem saber quando publicamos coisas?
👉 Aqui na página de Facebook da Mãe clicam onde diz “A Seguir” e seleccionam "Ver Primeiro"
Sigam-nos também no Instagram:
E nos nossos pessoais:

domingo, 29 de abril de 2018

Temos uma prenda para vocês... Vão se passar!

Não é por ser dia da Mãe em breve, não é por mais nenhum motivo que não... termos pensado em vocês!

Ok, não fomos nós sozinhas. 

Em conjunto com um dos meus centros comerciais preferidos (o Alegro de Alfragide) oferecer-vos 100€ em compras num cartão de oferta para gastarem nas Lojas Aderentes dos Centros Comerciais Alegro e Galerias Comerciais Immochan em Portugal.

O que têm de fazer?

Tudo explicado no nosso post de instagram, sigam-nos e ao @ccalegro para começar ;)



Uma publicação partilhada por a Mãe é que sabe (@amaeequesabe.pt) a


E, por acaso, tenho uma ligação emocional com este Centro Comercial, acreditam? Como foi aquele que passei a frequentar quando me juntei ao pai da Irene, foi lá que a Irene cresceu e também foi onde passei mais momentos com ela. É o nosso centro comercial e sempre foi muito prático para nós a vários níveis. 

Naqueles momentos em que dar maminha à Irene era terrível porque passamos pela crise dos três meses e tinha mesmo que dar de mamar num sítio calmo e relaxado (e têm espaços de amamentação), a quando ela começou a fazer o desfralde e tem sanitas pequeninas, aos escorregas e brincadeiras lá dentro e tanto nos safou de ficarmos sem planos à última por causa da chuva... 

Parece parvo, eu seu, mas gosto do Alegro (de Alfragide, mas já percebi que há outros que ainda não conheço), onde parece que o centro comercial tem personalidade e que cuida de nós, não vos sei explicar. 

Internem-me. Ahah

Nota: o Facebook decidiu mudar o seu algoritmo e a partir de agora vai mostrar-vos mais posts dos vossos amigos e menos de páginas onde fizeram like. Querem saber quando publicamos coisas?
👉 Aqui na página de Facebook da Mãe clicam onde diz “A Seguir” e seleccionam "Ver Primeiro"
Sigam-nos também no Instagram:

sexta-feira, 27 de abril de 2018

Também és do Pai.

És sim e ainda bem. 

Estás doente, tenho dormido contigo durante as sestas e à noite, mas é sexta-feira e é dia de ires para o Pai. Ainda bem. 

Ainda bem que vais porque o Pai também é aquele quem trata, que te dá mimos e que faz brincadeiras contigo para tomares os medicamentos. 


Pai também é aquele que, durante a noite, não dorme para ver se tens febre ou não. Ou, no teu caso, se estás a tremer de frio porque a febre subiu ou se estás a fazer uma nova convulsão. 

Pai é aquele que te pergunta se queres água porque estás doente e tens de beber água para não desidratar e é também aquele que pergunta o que queres almoçar e que faz a tua comida preferida quando estás doente.

Pai é aquele que olha para ti e pensa "se pudesse ficar eu doente em vez dela...". 

Por isso hoje estás doente e vais para a casa do Pai. Mesmo que eu não consiga deixar de pensar que gostaria de te ter juntinha a mim e ser eu a cozinhar para ti (o melhor que consigo) ou a dar-te água. 



O colo da mãe é bom por ser o da mãe e não por ser o único. E o do pai o mesmo. 

Vou dormir de certeza na mesma a pensar em como estarás, mas com mais forças para não dormir no dia seguinte. 

Hoje é dia da casa do Pai, amanhã já voltas. 


Nota: o Facebook decidiu mudar o seu algoritmo e a partir de agora vai mostrar-vos mais posts dos vossos amigos e menos de páginas onde fizeram like. Querem saber quando publicamos coisas?
👉 Aqui na página de Facebook da Mãe clicam onde diz “A Seguir” e seleccionam "Ver Primeiro"
Sigam-nos também no Instagram:

quinta-feira, 26 de abril de 2018

Oooops... voltei a mudar de visual!

Não estão bem a ver as gargalhadas da Isabel quando a fui buscar à escola! Primeiro, passou por mim e nem me reconheceu! :) 
Nunca tinha pintado tão escuro na minha vida! Mas... arrisquei e adorei! Cheguei à Nela (vou ao cabeleireiro na Amadora, mas também há em Alcântara e em Belas) e pedi castanho escuro. É um tom canela muito bonito e acho que realça o castanho claro dos meus olhos. Só tenho esta foto do Pau Storch mas podem ir espreitar aos stories a mudança de visual (só têm 18 horas - muahahahah - riso maléfico ). 
Ainda não é com este tom que eu quero casar, por exemplo, quero um intermédio, mas para já ficou mesmo como eu queria. Já me disseram "tu és 8 ou 80". Sim! Gosto de ir variando, experimentando, testando. Desta vez, acertei, acho :)

Cabelo Nela Cabeleireiros
Foto Pau Storch


Nota: o Facebook decidiu mudar o seu algoritmo e a partir de agora vai mostrar-vos mais posts dos vossos amigos e menos de páginas onde fizeram like. Querem saber quando publicamos coisas?
👉 Aqui na página de Facebook da Mãe clicam onde diz “A Seguir” e seleccionam "Ver Primeiro"
Sigam-nos também no Instagram:
E nos nossos pessoais:


segunda-feira, 23 de abril de 2018

Estou a tentar deixar as rotinas...

... pelo menos todos os dias!

É muito fácil para mim optar por aquilo que me deixa mais confortável. Sem grandes eventos e festas, mas não quero que a Irene fique um bicho do mato como a mãe. E há eventos e programas aos quais não se consegue (nem se deve dizer que não).




Aproveitem para ir ao este espectáculo, além de ser um fim-de-semana totalmente diferente (por terem uma das personagens preferidas deles em palco, ali tão perto), estão também a alimentar-lhes a fantasia... ;) 


É por aqui que vão andar: 

28 Abril –  Porto | Coliseu | 
Sessões: 15h30 (ESGOTADO) e 18h30

5 Maio (ESGOTADO) e 6 Maio – Lisboa | Coliseu dos Recreios
Sessões: 11h e 15h30

12 Maio – Coimbra | Convento de São Francisco
Sessões: 11h e 15h30

27 Maio – Braga | Fórum Braga
Sessões: 11h e 15h30


Bom show dji bola, malta!

Mais informações sobre o espectáculo aqui :)
Nota: o Facebook decidiu mudar o seu algoritmo e a partir de agora vai mostrar-vos mais posts dos vossos amigos e menos de páginas onde fizeram like. Querem saber quando publicamos coisas?
👉 Aqui na página de Facebook da Mãe clicam onde diz “A Seguir” e seleccionam "Ver Primeiro"
Sigam-nos também no Instagram: