sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Não resisti! (os nossos filhos levam-nos à falência!)

Vi este casaco vintage em Notting Hill e foi paixão na hora. Rezei para que não fosse um balúrdio e não era. Ia com o orçamento todo estudadinho e os gastos extra alimentação e transportes tinham de ser poucos. Desta vez armei-me em egoísta e não trouxemos lembranças para ninguém. Só para os três. Umas almofadas para a casa, uma camisola para mim, um casaco para a chuva, um peluche e um boneco playmobil para a Isabel (os filhos saem sempre a ganhar).


Cá está ele:



Também havia um com aviões e outro com meninos a fazer desporto, mas este foi o "the one".

Desejosa de ver a filha com ele vestido e com umas galochas calçadas (estou a pensar em escolher as amarelas).

4 comentários:

  1. Não percebo a cena das lembranças, juro! Eu faço bastantes viagens por ano, se trouxer lembranças para todos de todas as viagens juro que é o custo de outro voo para ir a todo o lado. Expliquei à família e eles entenderam. No máximo vem um himan para frigorífico e se não for caro. Também raramente trago coisas para mim, penso sempre na máxima "o que é que eu conseguia fazer com está dinheiro??"

    ResponderEliminar