quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Das melhores coisas que já me aconteceram.

Sim, podia ser um post à la Joana Paixão Brás, mas não é muito a minha onda. Preciso de mais do que um dia de sol para me apetecer dar beijinhos e abraços e espalhar amor até à mesa de apoio mais próxima. É, é, Joana, é. :)

As mães a tempo inteiro vão perceber-me melhor. As mães a tempo inteiro e de "primeira viagem" ainda melhor. Porém, todas as mães me vão perceber. 

Os bebés, até, sensivelmente, aos 18 meses (não todos), precisam de dormir duas/três sestas por dia (a duração varia consoante a idade do bebé). 




Eu dava em doida para adormecer a Irene. Demorava muito. Não conseguia estar em sintonia com ela, já ia nervosa, ela também. Ainda não comunicávamos tão bem. Eu era muito ansiosa (sim, ERA, depois conto-vos as novidades maravilhosas num post mais à la Joana Paixão Brás) e isso só complicava ainda mais as coisas. Quando acabava uma sesta, já devia estar a adormecê-la para a seguinte e sempre com receio de colar ao sono da noite e a miúda deitar-se às 2 da manhã ou poder acordar às 4h. Sei lá. Muito stress como podem ver. 

Acabou. 

Depois da primeira tentativa falhada de passar para apenas uma sesta (uma sesta, a meio do dia, mais longa que as outras duas), tentei novamente e cá estamos. Agora a Irene já só faz uma sesta e, geralmente, de 2h30/3h/3h30 (consoante o tempo do sono nocturno desse dia) - sinal de que está preparada para isso - fazer a sesta longa constantemente. 

Só tenho de a adormecer uma vez. E, geralmente, está tão cansada (e respeito tanto os horários dela) que as coisas acontecem tão mais facilmente. À noite também. Ajuda a mãe estar mais equilibrada da cabeça? Claro que sim. Eles sentem estas coisas e nós tomamos decisões mais normais, menos apressadas, mais espertas e "intuitivas". Menos violentas também. Confesso que houve uma vez em que lhe tentei, de maneira menos carinhosa, por-lhe a chucha na boca. Não a magooei, mas claramente ela não queria a chucha. Houve outras em que lhe chamei nomes por dentro e isso, além de estúpido e injusto, não é produtivo nem bom para a relação e para a vida dela. 

Está tudo pacífico. O sono é uma coisa boa para ela cá em casa. E para mim também. 

Mesmo acordando demasiado durante a noite. Está tudo bem. É normal. 


6 comentários:

  1. Joana, gosto de ver que começa a levar as coisas de forma mais descontraída. Afinal ser mãe a tempo inteiro é mesmo isso, poder usufruir da sua filha sem stresses de horários e rotinas. Eles são tão pequenos ainda que não vale a pena... vão ter muito tempo para ter rotinas e horários estipulados para todas as suas actividades.

    Eu também sou mãe a tempo inteiro há 15 meses e apenas me stressei com os sonos da miúda nos primeiros 2 meses. A partir daí foi deixar andar... deixa-se dormir por volta das 22h e só acorda cerca das 8h30/9h e durante o dia faz uma sesta de 2/3h. Sabe o que fiz para isto? Rigorosamente nada! Foi a pequena que aos poucos foi acertando os sonos, sem pressão e sem stress dos pais. Ou se calhar tive sorte... :))

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Por aqui foi semelhante. Os 18 meses, quando se deu a passagem para apenas 1 sesta, foi a melhor coisa que me aconteceu.

    ResponderEliminar
  3. O meu filho tem 21 meses e já há muito tempo que faz só uma sesta, se de manhã lhe apetecia dormir dormia onde estava :) depois de almoço é que vai sempre para a caminha.

    Mas olha stressadas somos todas nós queremos impor muita regra aos nossos filhos :)

    ResponderEliminar
  4. Eles vão-se adaptando e nós só temos de respeitar essa evolução natural :) nas creches eles acabam por ir ajustando as suas necessidades de sono. No berçário faziam 2 sestas, manhã e tarde, mas na sala do ano já era só uma sesta de 3 horas. O meu está com 22 meses e na sala dos 2 anos, já só dorme 2 horas de sesta. Mas para ele é pouco, precisava de dormir mais coitado! Tento compensar à noite mas nessa altura quer é brincadeira. Depois por causa dos nossos horários, temos de sair cedo de casa...

    ResponderEliminar
  5. O meu bebé de 14 meses faz apenas uma sesta ha um mês quando começou a dormir mais durante essa sesta. Não quer dizer que por vezes não fala uma segunda quando está mais cansado. A noite no máximo as 21h está a dormir.

    ResponderEliminar
  6. O meu stressa me porque está no infantário na sala de 1 ano mas só tem 10m, quase 11, então tem de seguir as rotinas dos mais velhos. O meu tem sempre sono de manha, até mais do que depois de almoço e sinto que o sono dele nao é respeitado e eu sempre me preocupei tanto com esta parte pois foi sempre dificil que dormisse de dia. "Esticam-no" ate ao meio dia para dormir a sesta grande mas que ja esta tao cansado que dorme 1-2h. Se nao insistir mais tarde fica super inpertinente claro e a mãe e ele é que sofrem...enfim nao posso fazer muito. Respeite o sono e as sestas dela e serão sem duvida mais felizes e bem dispostas

    ResponderEliminar