Mostrar mensagens com a etiqueta roupas. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta roupas. Mostrar todas as mensagens

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Roupas para o regresso às aulas? Giras, confortáveis e em conta!

Até agora as miúdas têm levado roupa de verão para a escola (e o bom que é ficarem vestidas só com um vestido ou uma túnica ou t-shirt e uns calções), mas o tempo já começa a mudar e temos de estar munidos.

Ontem fui com o David e as miúdas fazer o que tinha de ser feito: escolher roupa para a nova estação. Muita da roupa prática que a Isabel levava para a escola, com a idade da Luísa, era emprestada, por isso não sobrou muita coisa. Começamos agora a ver o que significa ir às compras para duas, comprar "tudo do zero". Por isso, aliar conforto, peças engraçadas, que nós gostemos e que elas gostem, e principalmente a preços acessíveis, é fundamental.

Gostámos muito da nova colecção da C&A. Há de tudo: vestidos mais compostinhos, gangas e pullovers e até uma saia de tule que me ficou debaixo de olho para outras ocasiões.
Hoje de manhã experimentámos quase tudo (só vou trocar uma camisola da Minnie, que está à justa, e mandar fazer bainha nas calças da Luísa, de resto, ficou tudo óptimo).

Que giras ficaram!














Foram com estes vestidinhos hoje.
E a Isabel com o seu relógio da Patrulha Pata
(desde ontem que pergunta as horas a cada meia hora ahah) 

A Isabel ficou feliz.
A Luísa ficou a chorar baba e ranho. Amanhã será melhor.
 
 



www.instagram.com/joanapaixaobras
a Mãe é que sabe Instagram

sexta-feira, 23 de junho de 2017

Ser mãe de meninas é...

- é ter a delicadeza e a meiguice de mãos dadas à rabugice e ao espírito indomável

- é pôr no cabelo um gancho (ou dois ou quantos quiserem), nas unhas verniz e (tentar) meter no coração bondade e na cabeça espírito crítico

- é conviver com purpurinas e castelos e microfones mas não deixar que apenas isso seja opção

- é prepará-las para saberem viver bem com os seus corpos e (tentar) que não tenham problemas de auto-estima

- é dar-lhes armas para serem independentes, fortes, destemidas e acreditarem que podem ser até astronautas se quiserem

- é querer protegê-las de tudo mas desejar que se saibam proteger e lutar pelos seus direitos

- é dizer-lhes o quão esforçadas e inteligentes são em vez de lhes dizer que são princesas, bonitas e bem comportadas

- é ensiná-las a desejar o melhor às outras mulheres, a apoiá-las, a estar lá para elas, em vez de serem as primeiras a criticá-las e a deitá-las abaixo

- é desejar que o mundo seja delas e que serão livres para ser mães, se quiserem, casar, se quiserem, trabalhar no que quiserem, namorar com quem quiserem, sem pressões da sociedade (e muito menos minhas) desde que o façam com muito amor

- é maquilhar-me à frente delas, emprestar-lhes a maquilhagem, deixá-las andar nos meus saltos altos, mas mostrar-lhes que me sinto bem de cara lavada e com jeans rotos e chinelos e que, se nos sentirmos confiantes na nossa pele, o resto não é importante

- é mostrar-lhes que é possível sermos sensíveis e sermos corajosas, que podemos chorar mas que dentro de nós haverá força para limpar as lágrimas e ir à luta


SER MÃE era o meu SONHO. 
Aconteceu ser mãe de meninas. 
Adoro (adoraria ser de meninos também, tenho a certeza). 
Adoro ser Mãe, ponto. 

E, pensando bem, se fosse mãe de menino talvez lhe desejasse exactamente o mesmo, talvez agisse de forma semelhante. Talvez não lhe comprasse tutus cor-de-rosa por minha espontânea vontade, mas caso ele o desejasse compraria, sem hesitar. De resto, educá-lo-ia com os mesmos valores, com o mesmo cuidado, com o mesmo rigor. Educá-lo-ia a defender as mulheres, a amá-las e a respeitá-las.



















Sapatos Hierbabuena
 Tutus e camisolas personalizadas Kutchies
Fotografia
Tila do Amaral
Horto do Campo Grande

 
Sigam-nos no instagram aqui 
a mim também aqui e à outra Joana aqui.
O nosso canal de youtube é este.
Enviem-nos um mail  à vontade. 

quarta-feira, 7 de junho de 2017

A Mãe não veste Prada - #06

E o modelito que a mãe veste, não sendo Prada, é Trendy Bazaar e é tão bonito quanto confortável. As calças são daquelas maravilhosas que nem amarrotam e têm umas cores vibrantes - o tal do verde água que eu adoro e o salmão. Os chinelos são da C&A e são daqueles que ficam bem com tudo (ou quase). Confortáveis e práticos. O colar é lindo e é da Pipe Lisboa, uma das marcas que descobri no Kids Market. E é isto. Um look prático, confortável e giro. 

Gostam? E da naturalidade com que uma pessoa se encosta a uma palmeira? Uhmmm conforto. ;)










t-shirt e calças Trendy Bazaar 
chinelos    C&A 
colar  Pipe



 Fotografias The Love Project


 
Sigam-nos no instagram aqui 
a mim também aqui e à outra Joana aqui.
O nosso canal de youtube é este.
Enviem-nos um mail  à vontade. 
 

segunda-feira, 22 de maio de 2017

A Mãe não veste Prada #04

As saudades que eu já tinha de andar armada ao pingarelho qual fashion blogger! :) Foi no Sábado que senti esse power todo e bastou-me um vestido que foi paixão à primeira vista da Happy Company, uns óculos de uma marca que é novidade no mercado, a TIWI, e a lente da Joana Sepulveda Bandeira que já nos atura tanto mas tanto que qualquer dia não nos pode ver à frente.

Gostam? Eu cá gosto, sem mas. Que é o mais importante. :)
(vá, dispensava o molho do cone do The Cru, que caiu na minha saia  um pouco por todo o lado.  Shiuuuu, que elas às tantas nem reparam! Reparam, reparam que elas reparam em tudo. Isto são os meus dois neurónios a conversarem).































E agora a parte mais gira: andar às compras com a 'miga no Kids Market. Irrita-me só o facto dela ser tão rápida a escolher tudo e eu ser a pessoa mais indecisa à face da terra (gostava de ser mais como ela), mas tudo bem.








Sónia e Paula, adorei conhecer-vos <3

Vestido - Happy Company
Óculos  - TIWI
Colar - Pipe

 
Fotografias -  The Love Project