sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Mas, afinal, o que se sente com uma contracção?

Sempre foi uma coisa que me meteu imensa confusão. Toda a gente falava das contracções falsas (as Braxton-coiso) e das contracções verdadeiras e dos intervalos entre as contracções para ser sinal de parto e para irmos para o hospital, mas havia várias coisas...

1 - Não conseguia perceber, afinal, o que é que iria sentir com uma contracção. Ninguém o explicava de forma que eu percebesse nos livros. Agora já consigo explicar da minha maneira. Sabem aqueles choques que apanhamos no braço todo quando batemos com o cotovelo? Pronto. Imaginem isso na barriga toda e que dure um minuto. Depois percebi o que era isso das contracções.

2 - Não me imaginei com paciência para estar a anotar uma coisa dolorosa num papel ou de estar a olhar para o relógio. E, então, saquei logo uma aplicação para isso. Esta aqui em baixo - nome mais óbvio não poderia ter. Esta foi do dia em que dei entrada no hospital, dia 20 de Março de 2014. 



3 - O que chamam de contracções falsas são, pronto, mini desconfortos ocasionais, são chatos, é verdade, mas são falsas e completamente diferentes. Pelo menos, no meu caso. 

Já repararam como está tudo muito bem feito? Por volta desta altura já estamos tão fartas de estar grávidas que as dores, apesar de muitas, são bem-vindas! :) Está tudo muito bem feito, não haja dúvidas. 

Como descreveriam vocês as vossas? Ainda se lembram?

19 comentários:

  1. Acho que diria que é uma cólica forte...mas como o meu parto foi induzido começaram logo todas seguidas e nem a epidural teve tempo de fazer efeito que a minha M já estava cá fora!!! Mas sim as contracções não são agradáveis e quando são de minuto a minuto juramos nunca mais passar por isso...Sandra "a mãe perfeita"

    ResponderEliminar
  2. Das contrações não sei como descrever...
    Mas lembro-me quando comecei a sentir o bebé mexer e me perguntavam como era (quem não tinha filhos, claro), eu explicava:
    - um borbulhar, que me faz lembrar quando sopramos numa palhinha o liquido de um copo (deu para entender?)
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  3. Olha comigo as contrações de Braxton Hicks eram como caibrãs na barriga toda. Tinha de parar durante um bocadinho e esperar que passassem mas não eram dolorosas. Já as contrações verdadeiras não tiveram nada a ver. Não tive a barriga rija, nem dores na barriga nem nada. Tive dores no baixo ventre, uma dor profunda na zona da bacia, como se fossem os ossos a afastar-se. Quando vieram essas dores de dois em dois minutos, percebi que eram contrações. Mas segundo o CTG eu nunca tive contrações acima dos 60... por isso as minhas contrações foram totalmente diferentes daquilo que eu estava à espera.

    ResponderEliminar
  4. Eu também tive alguma dificuldade em perceber o que eram contrações. Sempre ouvi dizer que se tinha dores mas no meu caso nunca tive. O único sintoma era aquele aperto em que a barriga fica uma pedra.
    Lembro-me de ir à urgencia do filho do meio porque a barriga estava dura de minuto a minuto. A enfermeira na triagem quase que não deu importâncias às minhas queixas porque eu disse que não tinha dores. Ligou-me ao ctg e deixou-me ficar. Ao fim de 10 minutos entra na sala e até se assustou com as contrações registadas no ctg.
    As contrações variam muito de mulher para mulher o que também dificulta a explicação das mesmas.

    ResponderEliminar
  5. As minhas foram induzidas, dizem que são mais dolorosas que as naturais.. Para mim são iguais a uma valente cólica menstrual misturada com cólicas de uma valente ca**neira! Lol! Por comparação com a tua descrição, as minhas foram um tipo de dor menos agudo..

    ResponderEliminar
  6. Eu tive um parto induzido, como tal quando comecei a sentir as malditas, foram logo de 2 em 2 min, por vezes menos até. Pareciam rockets! JASUS, foi a pior coisa que senti até hoje, nem as respirações aliviavam! Nada como ter tudo normal, uma agora, outra daqui a 20 min, e quando se aproximam umas das outras já se está quase no período de expulsão. Agora comigo, começaram as 3h15 e tive o rapaz às 12h15. Mas repetia tudo novamente :D

    ResponderEliminar
  7. É das coisas mais estranhas de toda a gravidez mas eu, efectivamente, não me lembro das dores. Fiz reset total assim que o piolho nasceu. E estive naquilo dia e meio!!

    ResponderEliminar
  8. Não senti contrações "reais"! Ás 39 semanas teve de sair cá para fora! Mas nos entretantos senti as tais contrações de Braxton-Hicks e que não são dolorosas, simplesmente sentia a minha barriga a contrair-se, ou seja parecia que se estava a apertar tudo. Quando ia fazer os traçados era engraçado, o meu marido ficava muito aflito porque a maquineta apitava tresloucadamente!
    A.

    ResponderEliminar
  9. Lembro-me muito bem das minhas (10/12/2012), senti o mesmo que uma dor menstrual assim mas em grande escala, não duravam muito tempo mas o desconforto era brutal,o facto de não me poder levantar da cama e quase não me poder mexer (pois tinha 2 CTG na barrigona e mal me mexia um deles perdia logo o sinal) tambem não ajudava nada

    ResponderEliminar
  10. Foram assim como que umas dores de período mas um bocadito (coff coff) mais fortes! Felizmente foram só duas que "chegaram a dentro". Bem dita epidural!!

    ResponderEliminar
  11. Eu também usei epidural, mas como o parto foi induzido, já tinha contrações muito fortes. Julgo que devem existir dois tipos de contrações, pelo que vejo nos comentários e pelo que tenho falado com outras mulheres. As minhas foram como dores menstruais muito fortes. Na verdade, acho que já tive dores menstruais mais fortes (cheguei quase a ter febre e a vomitar com as dores) por isso não achei nada de terrível. O toque o quando me empurraram a barriga para ajudar a Lara a nascer foram o pico dessas dores.

    ResponderEliminar
  12. Contraçõe de barriga nada mais do que cólicas mestruais um pouco mais fortes, mas já o chamado parto de rins... ai Jesus parace cólicas renais bem fortes, foi nessa parte que após 12h lá cedi à epidural.. eu só pedia ao meu marido murros nas costas que ele não dava e eu desesperada olhava para a parede com vontade de bater la com as costas mas onde não conseguia chegar por causa do ctg:).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Credo 12 horas ali a sofrer sem epidural??? Eu estive 4horas e so pensava k ia morrer, e por pouco nao podia levar epidural, 4horas após o inicio das contraçoes ja eu tinha 7cm de dilatação...

      Eliminar
  13. Dores menstruais elevado a 100! Com vontade de vomitar a certa altura, porque aquilo aperta tudo. Também foi induzido e quando começaram foi logo a abrir, nem tinha tempo de respirar. Até fui chamada de "boa parideira" pela enfermeira :D mas esqueçam lá bolas de pilates, movimentos, respirações, blá blá blá - pode resultar para muita gente, mas eu só conseguia estar na cama encaracolada. Abençoada epidural!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem toda a razão. Naquele momento as aulas de preparação para o parto nao servem de nada. Chega a uma certa altura e é impossivel pensar em respiração e blablabla, no inicio ainda é possivel, mas quando as contrações se intensificam, nem pensar conseguimos

      Eliminar
  14. Parto induzido às 38sem, epidural (bendita!!), posso dizer q não sei o q é uma contração! Costumo dizer q tenho dores de cabeça mais fortes do q as dores de parto, que foram nenhumas!!:)

    ResponderEliminar
  15. Foram horríveis... eu só dizia que ia morrer (abençoada epidural)...

    Foi tão horrivel mas tão horrivel... por causa da hora certa de ir para a maternidade estive em casa durante 4horas a sentir as contrações e a pensar que ia morrer... maldita a hora em que liguei para a maternidade... pois disseram me para me deslocar para la apenas quando tivesse contraçoes de 5 em 5 minutos mas teriam de ser já há duas horas...

    Mas depois de tudo isto senti me uma kate midelton capaz de vir embora para casa naquele dia...

    ResponderEliminar
  16. As contracções de Braxton-Hicks sentia-as (sinto-as) como um peso, algo a repuxar e a barriga muito dura. Normalmente não doem. Quanto às contracções do trabalho de parto eram dolorosas. No auge, eram como uma cãimbra enorme que envolvia todo o abdómen e costas. A mim as respirações ajudavam-me, não tanto a aliviar a dor, mas a manter-me focada em algo e a passar aqueles segundos/minutos. Quando me perguntaram se queria epidural, preferi as contracções (uma agulha nas costas??? hell no! eu tenho tudo controlado, obrigada :D ) Só teria valido a pena para não sentir as suturas da episiotomia :p (mas isso já é outra conversa).

    ResponderEliminar