sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Querem ver-me a mexer?

Só me vêem em fotografias, mas neste caso (que sorte) vão poder ver as minhas bochechas e a minha boca em itálico (quase tanto como a Bárbara Guimarães) a falar.

Este foi um convite feito pela Marta que é  The Coolunista, fez uma série de vídeos para ajudar novas bloggers e decidiu convidar-nos para falarmos sobre como conciliar o trabalho com o blog (e, no nosso caso também, a maternidade). A Joana Paixão Brás, infelizmente, não pode ir - exctamente por não dar para conciliar com o trabalho, que engraçado), mas eu fui e apostei numa camisa de Zebra para parecer que percebia de moda.

Azares dos azares... Pareceu uma entrevista algo Zoológica.

Eu cá gostei muito de ir, até porque foi logo uns dias depois de pintar o cabelo, por isso estava impecável.


              


E vocês? O que acharam? ;)

Joana, fizeste falta. Será que irias com um padrão dálmata? ;)

15 comentários:

  1. Gostei muito. Mexes-te muito bem. ;) E dizes coisas giras. :)

    ResponderEliminar
  2. Eu não consigo ouvir o vídeo...é um problema só meu?

    ResponderEliminar
  3. Eu não consigo ouvir o vídeo...é um problema só meu?

    ResponderEliminar
  4. Olá Joana.
    Gostei muito de te ver mexer. O que eu achava que tu eras conhecendo a escrita, foi o que aqui vi, com movimento e som :-)
    Ah tens uma voz doce.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  5. ADOREI. És uma pessoa que eu adoraria conhecer pessoalmente. Farto me de rir com os vossos posts e fartei me de rir agora com o vídeo. És uma pessoa bem disposta. Beijinho Joana. Tania

    ResponderEliminar
  6. Ficaste muito bem! Achei linda a coincidência dos padrões e adoro a menina que te entrevistou!

    ResponderEliminar
  7. Vocês sabem que há pessoas (milhares? Dezenas de milhar?) que mantêm blogues e que trabalham a tempo inteiro há quase vinte anos, não sabem? Isto não é rocket science... nem é preciso um curso para isto (o workshop do Arrumadinho é só ridículo)...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O worskshop do Ricardo foi e é muito útil para quem gosta, quer e precisa de saber mais sobre a blogosfera, sites e internet em geral, que era o meu caso. E para quem quer encarar isto como um potencial negócio (ajuda-nos a perceber o mercado, agências de comunicação, publicidade, etc, etc). Há milhares e dezenas de milhar de blogues, mas não haverá milhares e dezenas de milhar com sucesso. O curso não é garante desse sucesso (óbvio), mas se me ajudou a limar algumas arestas e, principalmente, a orientar-me e a potenciar as minhas capacidades, acho que sim.

      Eliminar
    2. Depende do que entendas por "blogue de sucesso". Há carradas de blogs que, não gerando receita para quem os escreve, nem tendo hordas de seguidores, são blogs com muito sucesso na medida em que satisfazem quem os escreve e quem os lê. Conheço vários assim. Para mim, um blogue com sucesso é aquele que é fiel a quem o escreve, que conta uma história, e que, em calhando, tem os mesmos seguidores há imenso tempo. (Eu tenho blogs há mais de dez anos e pessoas que me lêem há... mais de dez anos. Não ganho dinheiro com ele - porque não quero, não é nem nunca foi o meu objectivo, nem mesmo quando a blogosfera virou intervalo para publicidade - mas nem por isso deixa de ser um blogue de sucesso. Escrito sem fórmulas (a coisa dos três posts por dia, por exemplo - há alturas em que estou dias sem escrever e outras em que escrevo bem mais de três posts por dia), só porque me dá prazer escrever e guardar memórias. O facto de ter leitores é um bónus. E acho sinceramente triste que se comecem blogues não com o intuito de partilhar coisas, mas sim com o intuito de fazer deles um negócio. No vosso caso, arrisco dizer que não foi o conhecimento que o Ricardo te transmitiu que vos fez ter um blogue muito lido. Se vocês não trabalhassem no meio em que trabalham - e se não tivessem os conhecimentos que têm - o vosso "sucesso" (entre aspas porque não é o meu conceito de sucesso, bem entendido) teria demorado bem mais a chegar e não haveria Ricardo que vos valesse.

      Eliminar
  8. Desculpa a questão, mas estas mais forte não?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isto foi gravado antes de a JG ter voltado ao trabalho (ela diz que vai voltar a trabalhar em breve), portanto, antes de perder os 10 ou 11kg que já perdeu.

      Eliminar
    2. Ehhhhhh o quê que isso interessa???? Até podia ser uma orca!! o que interessa é o conteúdo!!!
      Parabéns Joana. Já segui o blog e deixei de seguir porque me pareceu desinteressante a certa altura. A tua entrevista fez com voltasse! Também comecei a seguir a Marta e de todos os vídeos de vi o teu é sem sombra de dúvida o mais interessante. Para além de conteúdo, tem imensa piada.

      MG

      Eliminar
  9. Não, já tinha voltado ao trabalho. Disse que tinha acabado de voltar a trabalhar. Impossível estar mais forte. Nunca estive tão magra hahah

    ResponderEliminar
  10. Muito interessante. A sério que depois de ver o vídeo, há alguém que o que lhe ocorre é perguntar se a Joana está mais forte? Tipo, "pareces engraçada e inteligente, gostas do que fazes e deves ter algum sucesso, estou a rebentar de inveja e por isso vou-te chamar gorda". É triste ser assim...

    ResponderEliminar