domingo, 14 de fevereiro de 2016

Ao meu namorado.

Amor,

Ainda me lembro das promessas que te fiz ao ouvido, quando a cama era só nossa. Das viagens que fizemos de carro, ao som da nossa música, bem alta, em que cantávamos como se estivéssemos num Karaoke manhoso. Dos fins-de-semana de pijama, a ver séries atrás de séries, a preguiçar no sofá e a encomendar pizza. Dos banhos demorados, a dois, de espuma ou no chuveiro, horas a fio. Dos ataques de cócegas e das guerras de almofadas. Das viagens que fizemos juntos, a esforçarmo-nos por falar a língua local e a acabarmos por chorar a rir, quando pediste "pollo" e, em vez de polvo, chegou galinha ao teu prato. Dos hotéis, das fotografias e do tempo, que passava devagarinho. De sermos adultos, mas meio adolescentes, sem horários, sem pressas. Das poucas discussões que tínhamos, porque o dinheiro não era grande problema, porque dormíamos as horas que queríamos, porque saíamos quando nos apetecia, porque não nos esquecíamos de nada e, mesmo quando acontecia, nunca era grave. 

Mas, meu amor, agora sim, a nossa vida faz sentido. As promessas que fazemos são inquebráveis. As viagens que fazemos, ao som do Panda e os Caricas, que cantamos a três, são tão mais divertidas! Os fins-de-semana, que passam em 5 minutos, são tão cheios e tão vivos! Já viste como em dois dias fazemos tantas, mas tantas coisas? Os ataques de cócegas são agora injustos, com um ser pequenino que não consegue ripostar. As grandes viagens são poucas ou nenhumas, mas, por mais piroso que seja, a viagem interior que temos feito leva-nos tão mais longe! Ninguém pede "pollo" em vez de "pulpo", mas há uma mini-pessoa que faz gracinhas, num português difícil de entender, e todos se riem. Temos horários, temos pressa, temos sono, temos menos dinheiro, temos mais discussões, mas temos tanto, tanto em troca, numa vida cheia de amor e de desafios. Crescemos, crescemos ao lado dos nossos filhos. E lado a lado.

Meu querido,

Seremos eternos namorados. Faremos promessas. Andaremos de mãos dadas. Diremos disparates. Mas... teremos sempre alguém para quem fomos e somos exemplo. Alguém que olha para nós com olhos enormes de admiração. Somos PAIS. Exemplo, orgulho, amor.

Meu namorado,

Amo-te ainda mais agora, que passamos por tantos desafios e vejo em ti o MELHOR PAI DO MUNDO. Obrigada.
Feliz Dia dos Namorados.



6 comentários: