quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Mudem a vida das próximas grávidas e bebés.

Nem é preciso por-me aqui com argumentos. A verdade é que acho que até os 6 meses não são suficientes e que deveriam ser, pelo menos, um ano (para quem quisesse, sem cortes abusivos). Estou a falar da licença de maternidade, sim. 




Porém, vamos lá assinar esta petição para que sejam revistos os nossos "direitos" e se aproximem mais do que seria razoável: 

http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=Licencaparaamamentar

(eventualmente iriamos falar sobre isso, mas queria agradecer à nossa leitora Inês pelo "pressing" por e-mail- OBRIGADA!)

11 comentários:

  1. Olá Joana (s)!
    Gosto muito do vosso blogue e ainda bem que fizeram um post sobre isto!
    Quem me dera puder ter usufruído da licença a 6 meses, mas por questões profissionais não foi mesmo possível... estas eras da escravatura do dinheiro (e contas para pagar) são muito complicadas!
    Já assinei a petição e espero que todas as leitoras o façam!
    "É pelo nosso bem maior: os nossos filhos.

    Mara C.

    ResponderEliminar
  2. Assinado. Se existe a amamentação exclusiva até aos 6 meses não faz sentido que as mães sejam obrigadas a ir trabalhar ao fim de 4 meses... Não é possível amamentar em exclusivo, estando pelo menos 7 a 8 horas fora de casa.
    Mas, na verdade, acho que a licença de maternidade deve aumentar para todas as mães, amamentem ou não...
    Ainda é preciso fazer muito no nosso país para estimular o nascimento de mais crianças. Hoje em dia, com o que pagamos de creche, pediatra, e consultas na gravidez, ter filhos é quase um luxo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E o seu post sobre isto está onde?

      Eliminar
    2. LOL, muito boa a primeira resposta.

      Eliminar
    3. Há gente muito má mesmo! Bolas.. Não sei o que vêm para aqui fazer..qual é a necessidade? Espero que se sintam muito melhor depois de gozarem com outras pessoas.

      Eliminar
  3. devíamos ser como a Suecia, tenho uma amiga minha a viver lá e a licença lá é uma ano paga a 90%

    ResponderEliminar
  4. Assinada. Esperamos que daqui para a frente seja diferente :-)

    ResponderEliminar
  5. Já tinha assinado. Excelente alerta!

    ResponderEliminar
  6. Eu vivo na Alemanha e aqui a licença é de um ano, mas pago apenas a 65%... De qualquer dos modos, é excelente poder estar em casa durante o primeiro ano de vida do meu filhote!

    ResponderEliminar
  7. Eu vivo na Alemanha e aqui a licença é de um ano, mas pago apenas a 65%... De qualquer dos modos, é excelente poder estar em casa durante o primeiro ano de vida do meu filhote!

    ResponderEliminar