1.04.2016

Perdi 10 kgs num mês. Tau!

Pumba! Lembram-se de ter dito que me estava a borrifar para o tamanho da minha barriga? (aqui). Lembram-se de, alguns dias depois ter mudado de ideias e ter ganho vontade de começar a cuidar de mim? (aqui)

Mesmo que não se lembrem de nada, é o básico da gaja: borrifei-me para o meu aspecto durante uns tempos e, depois experimentei uns casacos nos quais eu não cabia e decidi mudar tudo. Tenho amiguinhos que são "donos" de uma clínica (a Clínica do Tempo) e juntei o útil ao agradável. Podem acompanhar a minha viagem nisto do emagrecimento aqui (leiam de baixo para cima). 

Ora, depois de ter feito a tal "lipoaspiração" não invasiva, mergulhei numa dieta muito restrita que durará 3 meses (isto, é, mais dois) que consiste em fazer um dia de líquidos por semana (sopa, iogurtes magros, sumos 100% com direito a um microlax pelo esfíncter acima) e, nos outros dias, iogurte magro ao pequeno almoço com 5 pedaços de fruta, depois fruta a meio da manhã, depois vegetais com carne branca, depois iogurte/fruta e depois iogurte fruta, depois jantar (sopa). 

Não posso beber líquidos à refeição, só uma hora antes e depois das refeições. Posso beber chás, mas de erva, sem ser infusões. Como me queixei que depois do jantar me custa muito sentar-me no sofá e não trincar nada, agora já posso comer 4 tostas integrais com uma fatia de fiambre de perú. 

De vez em quando cometo alguns crimes: assalto as "marinheiras" da Irene, como um quadradinho de pão do pequeno almoço dela (estamos a falar de 1cm2), como a última colher (pequenina) da comida que ela deixa... 

Porém, quando decidi fazer cuidar de mim pesava 75 kg, uma semana depois entrei na clínica com 73,5 e, agora, um mês depois, são estes os resultados (para quem não perceba são os cms de cada área do meu corpo):




Isto foi na consulta de revisão. Tenho feito sessões de Biotime todas as semanas duas vezes. 45 minutos que equivalem a centenas de abdominais mas nas áreas específicas em que mais preciso no corpo. 

Na consulta de revisão encontrei-me com um dos meus amigos de infância, o Tomás. Está ali na foto abaixo. Não tinha este aspecto quando tinha 12 anos. 

E estou a fazer isto tudo mas muito bem acompanhada, claro. Não me refiro ao Tomás. ;) Refiro-me que na consulta de revisão me analisaram o sangue, os minerais que tenho e não tenho, os radicais livres (seja lá isso o que for), para saber se está tudo a correr bem e se me estou a tratar bem, se preciso de alguma coisa. 

Conclusões: 

Tenho falta de vitamina C, K e B12. 

Tenho níveis de mercúrio altos. 

Tenho um sangue do caraças e nota-se que estou a cumprir o plano.

Mais importante que isso: posso comer as tais tostas à noite, yes!



Vou continuar a fazer a minha dietinha o melhor que consigo, ser mais activa (ando de transportes todos os dias), fazer as sessões de Biotime (como durmo pessimamente por causa da Irene, ainda não consigo ter cabeça para desporto a sério) e... daqui a um mês voltamos a falar.

Estou muito mais magra. Aquilo que, ultimamente, quando olhava ao espelho e não gostava tanto em mim, mas que associava à "velhice" ou ao "pós parto" era, afinal, gordura. Estava com um ar muito mais velho e gasto.

Já consigo vestir os meus casacos de antes, já me espremo para dentro de um 38, já não me canso tão facilmente, ando feliz por me propor a objectivos que consigo alcançar. Se ter a sorte de ir à Clinica do Tempo mexe muito com isto? Claro que sim, claro que mexe, mas a determinação é toda minha. E os dias vão passando e vai custando menos comer bem.

Tenho sorte sim em ter um marido que gosta muito de cozinhar e, por isso, não tenho enjoado de tanto vegetal! ;)

Ando feliz e sinto-me melhor! Vamos a isto, tenho, no mínimo, mais uns 6kg para perder. ;)

Quem daí fez a resolução de tomar mais conta de si? Vamos a isto? 

35 comentários:

  1. Muitos parabéns Joana! Continua assim :) Não que precises! Cof Cof! Mas nota-se o teu entusiasmo e o teu bem-estar psicológico, que é tão ou mais importante do que a aparência física. Keep up the good work!

    ResponderEliminar
  2. Parabéns! Muita bom!
    E todas sabemos o que custa fazer dieta...

    ResponderEliminar
  3. Parabéns Joana, estás óptima e no bom caminho para fazeres fintas às gajas de Ermesinde ;)
    conta-me lá, isso não interfere com a amamentação? beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Wtf? Gajas de Ermesinde? heheh Não, não interfere. Cada pessoa e "estado" tem um plano específico. No meu caso, por exemplo, não tomo suplementos alimentares por poder mudar o sabor do leite e não querermos correr esse risco. Tudo o resto e apoiando e muito a amamentação (são nutricionistas, sabem muito o valor) é adaptado. Como mais proteínas à noite, etc. ;) E os proprios "treinos" não envolvem minimamente as mamocas! Beijinhos

      Eliminar
  4. Parabéns. O teu entusiasmo fez com que eu também queira cuidar mais de mim :)
    Espero que atingas o teu objectivo. Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não me poderias ter dito melhor coisa Eunice!! Obrigada!

      Eliminar
  5. Muitos parabéns! Recomecei a minha dieta ontem e isto está um bocadinho mais ou menos. Por "isto" entenda-se a minha força de vontade.
    Vou passar a relatar tudo aqui: http://www.vinilepurpurina.com/2016/01/03/e-a-dieta-recomeca-hoje/

    ResponderEliminar
  6. Estamos juntas, agora que vou regressar ao trabalho, é a desculpa perfeita para entrar na linha!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E torna-se muito mais fácil porque não temos imensa comida à disposição e temos mesmo que nos mexer! Uma coisa que noto imensa diferença é em andar de transportes públicos... Emagreci logo!

      Eliminar
  7. Muitos parabéns Joana! Estas a ir muitíssimo bem. É muito compensador ver os resultados do nosso esforço. Tive bebé há 3 semanas e quero muito perder os kilos que cá ficaram e os que já cá andavam a mais. Hoje comecei com a alimentação saudável e logo que possível querido voltar a praticar algum desporto.

    ResponderEliminar
  8. Hoje lembrei-me de um post para vocês, com o seguinte título: "A perna do frango é sempre para a mãe e para o pai"! Peço desculpa pelo anonimato, mas tenho vergonha de me expor.
    Sim, eu e o meu marido somos daqueles doidos que nunca perguntam às criancinhas, querem a perna? Nós simplesmente ficamos com as partes do frango que gostamos mais eheheheheeh. Maldade não é, elas também não são esquisitas e confesso que os peitos e afins não são para mim. Eu ainda vou um pouco mais longe, ontem estava a partilhar uma salada com elas e chegou a uma altura que eu disse, esta é a última garfada que vos dou e lá me deliciei sozinha com o resto da salada eheheheheh. Eu sei que parece pior do que é, mas a verdade é que não devemos por sempre as crianças à nossa frente... Elas têm tudo, todo o amor e atenção, carinho do mundo, porque não colocarmo-nos à frente de vez em quando? Lanço o mote, caso se identifiquem! Beijo e continuem o bom trabalho!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Nós ficamos com as partes do frango que gostamos mais"?
      "Não devemos por sempre as crianças à nossa frente"?

      Faz bem em continuar no anonimato, que é para ter muita vergonha! Muita mesmo!

      Eliminar
    2. Anónimo das OO:15 eu não acho que seja caso para ter vergonha, se a leitora não gosta de peito e para as crianças é indiferente, deveria ela comer aquilo que não gosta só porque sim? tipo castigo porque para os meninos tem de ser sempre o melhor? eu assisto muito é ao contrário, ainda este fim de semana uma criança de um casal amigo quis várias coisas de um churrasco e depois deixou tudo no prato porque era um exagero de comida, nem comeu ela nem comeram os adultos, mas isso já ninguém acha estranho!

      Eliminar
    3. É bem verdade, estamos totalmente subjugados à cultura do endeusamento das vontades das crianças!

      Eliminar
    4. No meu caso não faço isso, mas não censuro. Se para eles é indiferente, porque não comer o que mais gosta? No meu caso, dou-lhe as pernas porque sei que é o mais tenro e saboroso. Sendo ela a minha pessoa preferida no mundo inteiro, dou-lhe sempre as partes melhores :D Não porque me sinta na obrigação, mas porque quero. É sempre assim com o esposo tb. Tentamos deixar sempre as partes melhores da comida um para o outro (depois de tirarmos pra ela, xD) , os ultimos pedaços de bolo, o último Ferrero ou Rafaello. e acabamos sempre por partilhar tudo. Acho que ambas as situações têm a sua lógica. Comer o que gostamos mais porque é indiferente para as crianças, e dar a parte que gostamos mais porque os amamos e até nisso os mimamos. Não tem de ter vergonha, não. As crianças devem ser postas sempre à frente, mas apenas nas coisas relevantes. Acho que a parte do frango que cada um come é irrelevante... Vergonha era não lhes dar comida ! xD

      Eliminar
    5. Luisa Reis,

      Também não concordo com o exemplo que deu, mas acho que a culpa é dos pais das crianças que não lhes ensinam certos valores (por exemplo, não desperdiçar comida).
      Mas não é por causa do seu exemplo que deixo de achar vergonhoso a atitude da senhora em questão.
      Conheço um caso, de uns pais que a vida toda deram a perna do frango ao filho, e nunca sequer lhe perguntavam se gostava ou não. Houve um dia já ele era jovem adulto, que num jantar familiar disse que não queria a perna do frango porque não gostava. Os pais ficaram muito chocados (?????) porque pensavam que o filho gostava. Mas a verdade é que nunca perguntaram, nunca quiseram saber, porque não lhes dava jeito. Simples assim. A perna do frango era o que SOBRAVA, depois de eles comerem os peitos.

      Desculpe se eu não concordo com esta maneira de ver as coisas. Acho que devemos SEMPRE dar o melhor aos nossos filhos, a carne mais tenra, o peixe que eles mais gostam, a fruta sem estar podre. Que devem ser sempre os primeiros a serem servidos.
      Na minha opinião, não faz qualquer tipo de sentido, eu estar com os meus filhos e eles estarem a pedir comida e eu dizer "esta é a última garfada que vos dou e lá me deliciei sozinha". Não faz sentido. Não faz.

      Se há alguém que tem de deixar de comer, sou eu e o pai, não os meus filhos.

      Eliminar
    6. StarBreaker,

      "Vergonha era não lhes dar comida".

      Foi isso que aconteceu segundo a senhora "esta é a última garfada que vos dou e lá me deliciei sozinha com o resto da salada eheheheheh"

      Eliminar
    7. Que post tão engraçado, obrigada pela sugestão! ;) Acho que vamos aproveitar esta polémica, mas não vejo que mereça tanta profundidade. É uma preferência como tantas outras e tudo depende de como nos faz sentir. Pessoalmente dou sempre à Irene "as melhores partes", porque é isso que me dá mais gozo. Devemos sempre arranjar o melhor equilibrio para a família porque é o que nos favorece a todos. ;) A mãe é que sabe porque a mãe ama o filho e deve amar-se a si também ;)

      Eliminar
  9. Acho um ótimo tema a ser abordado pelas meninas! O endeusamento das crianças é uma tendência crescente. Porque não comparar tratamento que a sociedade dá às crianças versus idosos? O abandono dos idosos é cada vez mais e infelizmente uma realidade no nosso país...

    ResponderEliminar
  10. Cabra. Eu agora vou ficar badocha e ela toda boazona. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tu estás grávida. Mais linda e boazona é impossível! :D

      Eliminar
  11. Fico muito feliz por ti Joana e pelos resultados rápidos que conseguiste atingir. Não censuro. Mas já pensaste no "depois"? O problema é que se não adoptarmos um estilo de vida saudável, voltamos rapidamente a cair nos mesmos erros e a gordura reaparece... Já ouvi falar imenso na Clínica do Tempo, mas penso que os preços praticados por eles também não acessíveis à bolsa de qualquer um... Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que me preocupei com isso e a ideia é "não voltar a cair nos mesmos erros". ;) Uma das atenções que eles têm no plano é "reeducação alimentar" ;) Eu agora sei o que é muesli e adoro, por exemplo ;) Os planos e preços variam de pessoa para pessoa e existem várias modalidades de pagamento, mas sinceramente não estou a par heheh

      Eliminar
  12. Está ótima, muito mais gira:) Continue no bom caminho!

    ResponderEliminar
  13. Conseguimento (adoro este "neologismo" xD) brutal! Ainda melhor é o que se ganha a nível interior, saber que se está a caminhar para um objectivo e a tirar tempo para cuidar de nós, perfeito! Eu voltei ao ginásio desde os 3 meses do filho (tem agora 6) e foi uma mudança gigante no meu humor. Até o pai beneficia pois não tem de me aturar tão rezingona. Não mexam com as minhas horas do ginásio, que eu mordo!

    ResponderEliminar
  14. Parabéns pela motivação e pelos resultados!
    No entanto fiquei com uma dúvida... há algum plano para resolver o mercúrio em excesso? Sabe-se que é muito prejudicial para a saúde, mas nunca tinha ouvido falar dessa análise e ainda menos do que fazer com o resultado.

    Obrigada e boas refeições!

    ResponderEliminar
  15. Na minha gravidez meti uns pouquinhos 36kg (os outros comiam e eu engordava a ver)... Hoje o meu bebé tem 18 meses e eu já perdi 33kg :)

    ResponderEliminar
  16. Parabéns! É mesmo preciso muita força de vontade. Sei o que é isso. Coragem e força para a frente. Está super gira agora, também acho que não é bom nem fica bonito perder demais. (Fora isso, adoro ler os seus posts). Beijos

    ResponderEliminar
  17. Muitos parabéns pelo trabalho...mas uma pequena duvida...Estes tratamentos ficam em que valor?

    ResponderEliminar
  18. Olá boa noite. Fiquei impressionada. Mas já agora é se não for indiscreta ..... em quanto lhe ficaram esses 10kg? €€€

    ResponderEliminar