segunda-feira, 27 de julho de 2015

É um dos meus maiores medos

E já o era, ainda antes de ser mãe. Um dia, estava eu em Coimbra, entrevistei um senhor que tinha mudado de vida. Tinha decidido voltar a estudar. Tinha ido tirar um curso superior e ainda ia tirar um mestrado. Esse senhor carregava uma luz enorme, era contagiante, dono de uma voz muito serena. Esse senhor tinha perdido uma filha, que tinha sido atropelada por um carro. Não tenho a certeza do nome, acho que se chamava Leonor, e teria pouco mais de quatro anos. Foi a única reportagem em que chorei. Tentei controlar-me, mas foi mais forte. A mulher estava grávida novamente, de uma menina. Chorei mais um bocado, tentando disfarçar, muito a custo.

Não sou pessoa de grandes medos, não me deito a pensar nas coisas terríveis que nos podem acontecer. Basicamente, pode-nos acontecer tudo, mas não vale a pena vivermos atormentados, nem perdermos tempo com más energias. Não devemos sequer passar-lhes as nossas ansiedades, nem agrilhoá-los, superprotegendo-os. Eles têm de cair, têm de correr, subir a árvores. Mas... 

Mas... as histórias de atropelamentos em crianças mexem muito comigo. No outro dia li, no site do Correio da Manhã, mais uma desgraça (tenho de parar de seguir aquela compilação de desgraças no Facebook urgentemente). Tenho algum medo. Por isso, quando tiro a Isabel da cadeirinha no automóvel, não a ponho no chão. Não a deixo andar nos parques de estacionamento, vou com ela ao colo até uma zona de conforto. Não ando com ela ao meu lado em ruas muito movimentadas, vai ao colo, no marsúpio ou vai no carrinho. Não por enquanto.

Um dia, terei de conseguir. Não sabia bem que estratégia usar, além de muita conversa, de alertar para os perigos (que, bem sabemos, nem sempre é suficiente) e vi esta solução. Não resolve tudo, mas achei de génio: fazer daqueles momentos de espera, enquanto não conseguimos ter tudo a postos para sair ou entrar no carro, um jogo com os filhos. É quase como jogar ao Stop ou ao Mamã, dá licença. Parece-me que os miúdos devem alinhar nisto.


21 comentários:

  1. E esses autocolantes vendem-se por cá ou na NET? É uma ótima ideia! Tenho 3 filhos e o de 5 anos ainda tem pouco juízo em relação aos carros. Já esteve quase a ser atropelado várias vezes... Ando sempre aflita com ele na rua. Não o largo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sei!
      Mas pode ser que alguém venha aqui responder :) beijinho

      Eliminar
    2. https://www.facebook.com/parkingpal

      :) Sao magnets :) Nao sei se ja ha em Portugal algo semelhante, mas estes da imagem sao feitos nos estados unidos, e a loja online delas ainda nao esta a funcionar :) Penso que esta para breve :)

      Eliminar
  2. Este blogue é mesmo fantástico!!! Além de nos fazer rir, fala de temas super importantes! Adoro, adoro!
    Percebo que tenham de levar com gente amargurada a dizer-vos parvoíces, é o preço do sucesso infelizmente! Continuem Joanitas, que são muitos mais os que vos curtem! Beijinhos
    Sandra

    ResponderEliminar
  3. Meninas, qualquer centro de cópias vos imprime em papel autocolante, abram o computador, nem que seja o powerpoint, façam uma composição com uma mão, enfeitem como quiserem, usem a imaginação e mandem imprimir em papel autocolante de qualidade, várias cópias, não é preciso mandar vir da china... :) (digo eu, não me parece nada dificil de fazer em casa).

    Helena Santos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Questão que o marido precisa de saber: qualquer papel autocolante sai depois do carro? Thanks

      Eliminar
    2. Aquilo sao magnets :) Mas penso que havera graficas que tambem facam isso :) E se for autocolante, nem tudo sai do carro, ha vinil que da para por e tirar um certo numero de vezes, se for autocolante pode danificar a tinta do carro... Estes magnets sao feitos por nos estados unidos, mas a loja online ainda nao abriu... ja deixei o link de FB num comentario :)

      Eliminar
  4. Não entendo bem o conceito dos autocolantes. O mais fácil, a meu ver, será sempre colocar as crianças primeiro no carro e depois o resto. Pelo menos é o que faço. Beijinhos Vera e aproveito para dizer que adoro o blog ☺

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se for sozinha com as crianças, como faz para metê-las todas ao mesmo tempo? Beijinhos

      Eliminar
    2. Imaginemos 3 crianças: a de colo é a última a sair ou entrar, porque não há o risco de fugir. Depois a mais nova que já ande e em último a entrar a mais velha. Para sair do carro inverte-se a ordem. Sempre dando indicações de se manterem junto ao carro. Uma dica: pedir à criança mais velha que dê uma olhadela ao mais novo. Eles gostam de ajudar e sentem-se importantes!

      Eliminar
  5. Meninas... adoro todas as vossas ideias e comentários... parece que adivinham o pensamento das mães :) Mas cuidado com esta solução... os nossos meninos (pelo menos o meu) anda também no carro dos avós, tios, escolinha, etc... e ou põem autocolantes nesses também ou o problema poderá ser a dobrar visto eles não saberem agir sem esse guia... o mais importante é incutir neles desde pequeninos os cuidados a ter e fé... muita fé que com crianças nunca se sabe :) Beijinhos a todas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu acho que enquanto for só um, não será necessário (digo eu). Preocupa-me mais a ideia de serem dois ou três, com idades próximas. Parece-me uma boa idade para que os irmãos esperem uns pelos outros.

      Eliminar
  6. é uma ideia...é uma questão que também me preocupa...

    ResponderEliminar
  7. A loja ainda nao abriu, mas deixo aqui a pagina FB. Os magnets chamam-se Parking Pal.... e acho que vem em packs de 3 :) Espreitem a pagina e aguardem pela abertura ^_^

    https://www.facebook.com/parkingpal

    ResponderEliminar
  8. Tenho 18 anos e fui atropelada á dois meses, na passadeira, por um senhor distraído. Isto á porta da minha casa. A minha mãe esteve alguns minutos sem saber se eu estava viva ou morta. Felizmente sobrevivi mas os bombeiros disseram-me que tive sorte e que podia ter morrido. Por isso, consigo imaginar muito bem a dor desse senhor...
    As histórias com crianças sempre me tocaram no coração e agora ainda mais. Tenho 4 primas pequeninas que adoro com tudo o que tenho e apesar de terem uns pais extremamente carinhosos e preocupados, tenho medo que algum dia lhes aconteça alguma coisa.
    Adoro este blog porque é bom ver que no meio de tantas desgraças com pais distraídos ou despreocupados, ainda existem pais excelentes, como os meus.
    Só espero um dia ser tão boa como as mães deste blog.
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  9. E quando são 2 e os 2 ainda usam cadeirinha? Só falta fazer o pino para conseguir tirá-los ou pô-los no carro sempre em segurança. Tiro primeiro o mais velho e levo-o de mão dada enquanto dou a volta ao carro e entalo-os entre as pernas enquanto tiro a irmã! Não vale a pena dizer-lhe para esperar no passeio, porque não sei quando vai sair disparado para o meio da estrada por alguma coisa lhe possa ter chamado a atenção! Dos vários receios que tenho, o atropelamento é dos maiores!!!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dois com idades próximas, ui, imagino!
      Um beijinho!

      Eliminar
    2. Beijinho Joana... ando quase sempre caladinha (quem diria!!!!!??) por aqui, mas, orgulhosa, vou-te lendo e seguindo e vendo crescer este projecto tão bom! :D

      Eliminar
  10. Olá...
    Já tinha visto estas imagens e este post ilustrou perfeitamente o que me passou pela cabeça... Um dos maiores medos de mãe, penso eu... Nem quero pensar...
    Então, assim que ela começou a andar, que a comecei a "treinar" a tocar em alguma coisa ou algum lado que eu lhe pedisse (por causa das imagens dos autocolantes.)
    Já deu resultado??? Sim!!! No hospital, para fazer uns raios X, tinha ela 13 meses: Laura, mãos aqui e estás quietinha! Deixámos o radiologista de serviço admirado, já que não era normal crianças tão pequeninas portarem-se assim. Perguntou-me como conseguia, e eu disse que a tinha ensinado assim, por causa dos carros... E foi aí que tive noção que esta técnica pode realmente dar-nos aquele segundo extra para tirar a carteira do carro. Mas à vontade não é à vontadinha. Eles não estão nesta posição muito tempo, nem devem estar! E nunca sem vigilância da nossa parte!

    ResponderEliminar
  11. Há umas folhas de íman à venda na Tiger que dá para desenhar e pintar! Para os que já pintam e/ou desenham é engraçado pô-los a fazer o próprio "estacionamento"!

    ResponderEliminar
  12. http://www.amazon.com/Parking-Pal-FlowerPal/dp/B004S6W2GC

    ResponderEliminar