domingo, 5 de julho de 2015

Não tenham medo de ir.

Ouço e leio algumas mães a queixarem-se dos receios que as assombram na hora de ir passear com os filhos. 
As primeiras vezes que saímos à rua com eles não são nada fáceis, é verdade. Tirando a primeira de todas, que foi, com três semanas, ao jardim que fica a 100 metros de casa, nas seguintes voltava umas 3 vezes atrás, para ir buscar coisas. "Mais uma muda de roupa, que o cocó é muito mole e pode haver estragos, mais uma mantinha, o chapéu também é melhor levar. Ou uma touca. Se calhar a touca é mais bem pensado." Mas depois, acreditem, tornam-se mais ágeis a preparar as malas e os lanches que a Telma Monteiro a dar cabo da húngara na semana passada. 

Com 28 dias, fomos até ao Príncipe Real

Quando já dominarem a arte do passeio de uma hora ou duas, podem arriscar um fim-de-semana em família. Palavra. Uma noite fora, para irem devagarinho.

A nossa primeira escapadela foi a Óbidos. Já tínhamos estado em Évora e em Santarém na casa dos avós. Escolhemos um destino próximo (1 hora de Lisboa), para não a maçarmos muito com a viagem, e posso dizer-vos que correu mesmo muito bem. Medo com birras? Fazem-nas em qualquer lugar e não têm de se sentir envergonhadas com isso. São bebés. Se vão para um hotel, pedem cama para eles, se forem para uma casa alugada, levam uma cama de viagem. Pronto, eles têm onde dormir as sestas. Tudo controlado. Se forem comichosas com a comida para os babies, como eu era, levam sopas e comidas simples numa mala geleira. Nesta altura levei também as mamas atrás, que resolvem muita coisa.

De resto, é ir. 







4 comentários:

  1. Coisas que aprendi na Holanda...
    Com uma semana, às vezes menos, bora lá arejar para a rua... Aliás, raramente se passa um dia no hospital depois deles nascerem, normalmente passado umas 3 horas, é dado a alta e mãe e o bebé vão para casa ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu tive os meus dois filhos no inverno (se é que faz diferença lol) e não ficamos em casa fechados... saimos sempre... foram ambos por cesariana e nem às dores me impediram... Eles não quebram...

      Eliminar
    2. Pois, mas eu fiquei muito malzinho. :) três semanas foi o tempo que consegui começar a andar condignamente, sem me doer os pontos. Alem disso muita chuva e mau tempo, não ia ser bom para ninguém. Acho que nestas coisas é quando a mãe se sentir preparada. Nada de forçar. :)
      Depois disso, saímos muito, muito.

      Eliminar
  2. O meu nasceu em Dezembro, de cesariana e passados 15 dias foi Natal, logo saimos de casa, estivemos com a família inteira e no dia 24 ainda fomos almoçar fora, sem stresses :) não vale a pena complicar muito!

    ResponderEliminar