sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Já dá para jogar às escondidas!

Finalmente!!


Não que tenha tido uma filha só para jogar às escondidas com ela, mas quase. Agora é quando sei que tenho mesmo jeito para crianças. Lembro-me perfeitamente desta idade do meu irmão e de todas as nossas brincadeiras. Sou daquelas mães mais palhaças que fica com o rabo de fora do pijama da Barbie (sim, tenho um haha) a esconder-se atrás da mesa de apoio da sala, ou entre o sofá e a janela.

A Irene já percebeu o conceito de ter que esperar lá fora até a mãe perguntar "onde está a mamã?" e depois ter que entrar e procurar. Parvamente (ehehe) procura sempre no último sítio onde me escondi como se a mãe não coubesse em mais lado algum. Mas lá vai ela com os seu pezinhos a fazerem aquele barulho dos anti-derrapantes no chão e eu vou ouvindo (umas vezes mais escondida que outras). Encontra-me e diz "mamã!!!". Depois vai a correr lá para fora outra vez. E, claro, já sabem como é, não se cansa. 

Esta é uma das brincadeiras que só me surgiu por andar mais sôfrega para aproveitar o tempo que passamos juntas agora que voltei a trabalhar. Na volta, até já dava para brincar há uns meses. 

Seja como for, fica aqui a ideia para quem ainda não tenha experimentado e... digo-vos já: não sei quem se diverte mais. Se eu, ela ou o pai por me ver a mim a rebolar de um lado para o outro com o rabo de fora e a miúda toda contente por me encontrar. 


Nota: Claro que já tentei que fosse ela a esconder-se, mas não resultou. Para isso ainda é cedo. Vou esperar que ingresse no Técnico ou assim. 



5 comentários:

  1. Ainda não joguei, achei que era cedo, que ela não entendia.
    Mas realmente a minha é mais velha por isso já deve der.
    Acho que já temos brincadeira para hoje ao serão, eheh.

    ResponderEliminar
  2. :) Assim que li o título deste post pensei logo na minha filha. Mas eu já estou tãooo cansada do jogo das escondidas. Calma, por favor não me interpretem mal. Sim, eu amo a minha filha mais que ninguém e adoro brincar com ela, mesmo! E acho que durante a semana temos tão pouco tempo para brincar que estou sempre a tentar iventar brincadeiras novas...mas é escusado: a escolha é sempre a mesma: "mãe, conta até 10 que eu vou-me esconder" Ela já tem 3 anos e a criatividade está no auge, e descobre sítios engraçadissimos para se esconder (dentro do roupeiro, debaixo da cama, atrás do toalheiro do wc, etc...vale tudo, e às vezes demoro mesmo algum tempo a descobrir onde está). Mas as útlimas semanas com a minha filha têm sido uma enxorrada de jogo das escondidas, TODO o santo dia a toda a hora, a todos os minutos, por tudo e por nada!!! De manhã acorda, vai-se esconder até que a encontre para ir fazer xixi, depois esconde-se outra vez até que a enocntre para o pequeno-almoço, depois até se vestir, depois para lavar os dentes, depois para se pentear, depois para vestir o casaco, depois para ... Já não aguento, juro!! E depois fica ofendida se a encontro logo: "oh mãe, tinhas de procurar primeiro na despensa, ou na sala".... O tempo que eu perco com isto de manhã. E à tarde assim que entra em casa, foge para um novo esconderijo e lá começa o teatro outra vez :) Socorro, preciso de ideias novas a ver se a distraío do jogo das escondidas :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Passei pelo mesmo karma com a minha sobrinha com a diferença que eu que tinha que estar deitada na cama, coberta e de porta fechada!

      Eliminar
  3. A minha adora, e antes de procurar, começou foi a esconder-se. dentro do roupeiro dela, dentro do meu, atrás das portas. Agora já procura tb. A nova é o macaquinho do chinês. É tão fofo! adoro brincar com ela, e tb sou mae palhaça xD o pai tb é.

    ResponderEliminar
  4. Cá em casa também é uma das brincadeiras preferidas. A Lara tem 19 meses e desde os 15 ou 16 que nos fartamos de brincar às escondidas numa versão diferente. Eu escondo-me e, quando ela está meio confusa sem saber onde estou, apareço de repente e assusto-a! Opá quanto mais se assusta mais ela gosta, dá umas gargalhadas mesmo gostosas! Depois fazemos ao contrário. Ela esconde-se e depois tenta assustar-me. Quando a vejo dou um grande grito de espanto... e ela as gargalhadas! Também não sei quem se diverte mais, ela ou eu! :)

    ResponderEliminar