Mostrar mensagens com a etiqueta aniversário. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta aniversário. Mostrar todas as mensagens

3.24.2019

Os pais dos amigos da Irene vão deixar de me falar, mas...

Ando a pedí-las e já ouvi das boas. No outro dia, numa festa de aniversário de um dos amigos da Irene (foi no Jardim Zoológico), a mãe (adoro-a) disse-me: "Isto é tudo por tua culpa, por causa da festa do ano passado". Queixava-se que tinha subido a fasquia a nível de festas de aniversário e que, por causa disso, os miúdos tinham ficado mais exigentes. Percebo o desespero. A primeira festa da Irene - ainda o blog não tinha levantado vôo - foi cá em casa com um pão de ló e uns papéis recortados à volta (foi adorável e mais do que suficiente). 

Assim que ela me disse isso, lembrei-me de quem tinha levantado a fasquia das festas para a Irene e foi claro... JOANA PAIXÃO BRÁS. A senhora que me introduziu a todos os conceitos betorros do smash the cake e ter fotografias com enquadramento de peluches para por os bebés à frente, sei lá. 

O que vale é que nunca temos dificuldades em encontrar parceiras magníficas (graças a vocês, thank you). Este ano não foi excepção. Quis o destino que conhecesse a mãe do Manel num hotel para onde fui passar férias no Verão do ano passado e quis o destino que ela abrisse uma das ideias mais geniais de sempre (a meu ver, se calhar a vosso ver foi o Betadine - isso é lá convosco). Que ideia? Um angariador de serviços para festas de aniversário. Chega de andar aí a fazer mil e cinquenta perguntas nos grupos de mães a ver o que é de confiança ou não e repetir os mesmos posts sempre que os miúdos fazem anos para saber se alguma coisa mudou. A Ana e a sócia (yo, man) acharam que tinham de contribuir para o diminuir da ansiedade parental no que toca a isto das festas de aniversário e quiserem facilitar-nos a vida com a Party Office

Nem preciso de vos explicar nada, porque um site pensado por duas mulheres interessadas e focadas dá numa plataforma facilmente navegável. Qualquer sugestão que tenham, a Ana e a sócia (yo, man) terão todo o interesse em ouvir porque a ideia é... fazer-nos felizes (enquanto encaixam algum para a família, pois bem). 

Nisto, tudo o que existiu na festa - à excepção dos amigos da Irene e respectivos pais e familiares, foi tratado através da Party Office

A saber: 

- A esplêndida Planner e decoradora @PartiesLove - com o bolo feito por @Cake.addicted e catering pelos @bombons_da_joana (cakepops, cupcakes e copinhos com fruta e doce);

- Balões da @1001_festas

- Fotografias pela doce @Piccola_stories e

- Animação a cargo da Playbus



Já viram estes saquinhos tão queridos com brindes lá dentro? Tudo dentro do tema que a Irene mais queria: Os Mundos de Mia.

Eu só não dei o título a este post de "comovi-me com a mesa dos bolos" porque não iriam acreditar, mas aconteceu. Já viram os pormenores das borboletas? Tanto amor e carinho aqui... Que arte... Toda a gente ficou... espantadíssima. Agora que tivemos mais uma festa "de beta", acho que já posso usar superlativos à vontade. Chiquérrimo.

E a Mia versão bolo? Tanto pormenor... o cabelo, as asas, as botas. Caramba. Espero que haja prémios deste tipo de pastelaria e que as senhoras envolvidas nisto ganhem o Óscar equivalente à qualidade do trabalho. 

Estes brigadeiros foram a minha desgraça. Bem que tentei não trazer os restos para casa, mas fui obrigada e foram todos comidos pelo caminho... desde Belém até Benfica... Rapidinho... 

Nem sei o que vos diga. Não imagino nada mais mágico do que isto. Como subir a parada nesta mesa? Só se com brilhantes a serem deixados cair do tecto por uma maquineta qualquer e que fossem comestíveis. Isto já nem é decoração de festas de aniversário e pastelaria, isto está ao nível de... sei lá criação de cenário para palco, para cinema... Não sei.

E as fotografias captam muito bem a harmonia da mesa a nível de cores, carinho... sabores... sente-se bem o ambiente mágico. Mas achavam que ficava por aqui? Pela mesinha? Não. Aqui a blogger Joana Gama rebentou a Internet (não tive controlo nisto, foi a Party Office que tratou de tudo, ahah, senão a miúda seria recambiada a um pão de ló e a uma velinha que nunca mais acaba para cuspir o bolo todo de maneira a ir todo para casa - e também ficaria uma festa bem fofa, diga-se de passagem, ahah).

Vejam-me só... os unicórnios, os cogumelos mágicos (não desses mesmo mágicos), e não aparece a fotografia, mas a Irene ainda foi brindada com duas árvores (cerejeiras) do lado direito para compor o espaço... Foi aqui que comecei a ter um ataquezinho de pânico e pensei "eu não vou arrumar nada disto", ahah. 




O unicórnio da Mia com ar de boss por saber que rebentou a internet com este catering e decoração. Olhem só para o ar dele de "... easssyyyy... Pipoca mais Doce... isto só começou agora, muahahha". 

A festa foi no fantástico espaço da Terra dos Sonhos. Recomendo vivamente: espaço exterior, espaço interior, tudo bonito e adaptado aos miúdos (com copa e tudo) e com total segurança. Não tivemos que nos preocupar com nada. 

Vejam só esta entrada. Nem o meu casamento teve tanta atenção (e ainda bem que teria sido um desperdício, hahah). Tanto amor, querida Ana e sócia (Yo) da Party Office. Nem sei o que vos diga. 

A Terra dos Sonhos é uma organização social, sem fins lucrativos, focada na promoção da saúde emocional de crianças, jovens e idosos. Sensibiliza e inspira a sociedade para a importância do bem-estar emocional e mental na qualidade de vida e saúde física das pessoas. Neste link têm tudo o que precisam de saber para colaborar. Confesso que não estava tão por dentro da sua missão e que agora irei informar-me mais e contribuir. Que boa causa. É a de todas nós também, certo? Obrigada por nos terem recebido. Foram acima de amáveis.

A Irene adorou a festa, também porque finalmente a deixei andar de t-shirt e de pernas ao léu. Além disso estar pintada pela PlayBus como Wonder Woman deixo-a na pele da super-heroína a tarde inteira.


Baby Luísa :) É assim que elas falam das bebés, não é? Baby L., vá :D 


Sinceramente? Acho que a Irene teria amado a festa mesmo que fosse algo mais simples e intimista. Felizmente que tivemos a sorte de conhecer a Ana e este ano as coisas desenrolaram-se assim. Foi fantástico, foi de sonho e, sabem que mais? Stressei-me 0 porque sabia que tudo iria correr tranquilamente por estar sobre a alçada da Party Office. Porém, no próximo ano, quem sabe se não apenas um bolo no parque com os amigos? Nem tudo tem de ser grande, nem tudo tem de ser muito, este ano foi (e são memórias que nunca se apagarão), mas nós sabemos, mais que ninguém, que o sorriso dos nossos filhos é tão grande quanto a brincadeira e isso... podemos dar-lhes em qualquer circunstância.

Posto isto...estava a pensar em pedir à Party Office para oferecer uma festa de aniversário a uma das famílias que nos leia... o que acham?? :) Eheheheheh.






3.20.2019

Se procuram um espaço para festas, tenho aqui a solução!

Eu sei. Já estive nessa luta: arranjar um espaço para festas de anos, que, de preferência, tenha um bocadinho de exterior para os putos correrem e apanharem ar, caso esteja bom tempo, ou para os adultos conversarem e se esquecerem, por 5 minutos, de que estão numa festa infantil. 

A Chan Events Planner, além de organizar e decorar as festas, tem um espaço fantástico, em Tires, e foi lá que fizemos a festa deste ano (a da Irene já tinha lá sido no ano passado e tínhamos gostado bastante). 

Está tudo preparado para as festas dos gaiatos: além de a casa de banho ter fraldário, o espaço tem frigorífico, microondas, aparelhagem, tv, wifi, mesas, cadeiras, sofá, um canto grande com para os miúdos brincarem à vontade, com casinha e mesa de maquilhagem e com aquela piscina de "bolas que ninguém quer ter em casa mas que ali são o máximo" (ahah). Lá fora, cadeiras e triciclos e até insuflável se estiver bom tempo. 

Confortável, tamanho óptimo e ainda éramos bastantes, entre amigos da Alice, da Isabel, primos, amigos, família, padrinhos, filhos de amigos... imensa gente, mesmo! 

Fica a dica, que sei bem que não é assim tão fácil arranjar um espaço com isto tudo e tão acolhedor.

Gostámos muito, de tudo! 

Fiquem com mais mil fotos desta tarde tão especial <3 




































E a Camila com menos de um mês ali ao colinho do pai, hein? Adorável <3 obrigada por tanta entrega, Hugo e Ana. You rock! 


Espaço e decoração: Chan
Catering: Cacau Cru

Fotografias : The Love Project


6.18.2018

Último dia com 31 anos

Sabem o que acho disto de fazer anos? Adoro! Continuo a adorar. E cada vez mais: sinto-me cada vez melhor, mais calma e serena, menos exigente comigo e com a vida, no geral. Continuo sonhadora mas já não vivo angustiada. Aprendi a apreciar as conquistas dos outros de forma a que não me sentir uma falhada por não conseguir ou não ter. Aprendi a rodear-me de quem me quer bem, a dizer "não" mais vezes, a ter mais confiança em mim. E isso só tenho conseguido com a idade, só ela me tem trazido esta tranquilidade. Eu era muito exigente. Eu era muito ansiosa. Eu queria o MUNDO e parecia que enquanto ele não chegasse eu não estaria completa. Aprendi a sentir-me completa mesmo estando incompleta: tinha demasiadas coisas na minha lista, lista essa que nunca parava de crescer. Insatisfação, sabem? Acho que nem era coisa de menina mimada, era coisa de quem achava que tinha de provar ao mundo e a si mesma que conseguia. Ser, ter, ter, ter, ser. 

Agradeço às minhas filhas por isso. Ainda não me sinto com a plenitude que desejaria, mas estou a caminho. Umas aulas de Yoga, meditação e espero conseguir. Separar o essencial do acessório. Ser e sentir mais do que ter: não ando a comprar nem metade do que comprava, uso roupa de há anos e anos e está tudo bem com isso: prefiro poupar para viajar e para casar. Sim, tudo luxos, mas acreditem que há uns anos eu achava que tinha de conseguir TUDO e TUDO AO MESMO TEMPO. Agora sei estabelecer prioridades. 

Último ano nos 31 e este ano foi um ano em que percebi que não faz mal (voltar a) mudar e que é bom estarmos os 4 juntos, a pouca distância uns dos outros, mesmo que isso implique viver mais a correr e viver num T2 minúsculo e sem elevador na cidade. Que eu posso e consigo trabalhar numa área diferente daquela em que sempre trabalhei (televisão) e que consigo estar bem e realizada. Que não faz mal ter "falhado" mais um ano nas operações bikini/verão/não sei quê: quando começar a dormir durante a noite, logo terei cabeça para me levantar às 6h30 para ir correr. Está tudo bem como está: é o possível e o possível é suficiente.

Venham os 32 anos ainda com mais força e amor, o resto vem!

Foto tão fixe do Pau Storch - lembrem-me só, da próxima vez que me passar pela cabeça usar o macacão com fecho atrás, que é uma péssima ideia, principalmente quando se está naqueles dias... vocês sabem.
Por alguma coisa estava guardado no armário há meses...

Sigam-nos também no Instagram:
E nos nossos pessoais:



3.20.2018

Filha minha não vai ao cabeleireiro fazer unhas!

Nunca verbalizei, mas já pensei nisto quando vi uma miúda de uns 5 anos a arranjar as unhas com a mãe. Já devia ter aprendido que nestas coisas da maternidade a melhor mãe é aquela que não o é. Antes de o ser e antes de passarmos pelas situações, todas somos as maiores. Em chegando o momento, olhamos para trás, deixamo-nos de ideias feitas, de intenções, de regras e regrinhas impostas por nós e pelos outros, e agimos, mudando ou não de opinião. 

A Isabel pediu-me para ir ao "cabeleiro" pintar as unhas da cor da mãe e eu achei uma ideia bem gira. Ia fazer anos e já sabia que ela ia adorar ir comigo arranjar as unhas e cortar o cabelo. Fomos. Caguei nas minhas ideias pré-concebidas e quis deixar a miúda feliz. Uma coisa era se fizessemos disto rotina, tendo ela quatro anos. Nada contra, pode fazer sentido para alguém (e fazer estes programas juntas é ter momentos de mãe e filha e isso só por si já é excelente), mas prefiro ir sozinha, ter um tempinho para mim, que já é bem raro e, por outro lado, acho precoce que uma criança tenha acesso a estes serviços por rotina. Brinquem ao faz de conta em casa e pronto. 

Fomos ao Nela Cabeleireiros, na Amadora, e foi um espetáculo: unhas cor de rosa e brilhantes, cortou a franja e ainda saiu de lá com duas tranças no cabelo. Eu aproveitei e fiz umas madeixas, ela levou a LadyBug que recebeu nos anos e brincou por lá enquanto esperava por mim. Ainda encomendei uma pizza com muito ananás, como ela gosta, e comemos por lá. Uma manhã muito fixe e diferente e ficámos lindonas :) 

Levámos a Joana do The Love Projectque já é família, para registar o momento. Como sempre, adoreeeeei! Obrigada, Joaninha, pela tua paciência e dom natural para crianças (e fotografia,  mas isso é demasiado ÓBVIO).

Há ali um sorriso e um olhar da Isabel para mim que me derrete toda. Que sejamos sempre assim cúmplices!


























Nota: o Facebook decidiu mudar o seu algoritmo e a partir de agora vai mostrar-vos mais posts dos vossos amigos e menos de páginas onde fizeram like. Querem saber quando publicamos coisas?
👉 Aqui na página de Facebook da Mãe clicam onde diz “A Seguir” e seleccionam "Ver Primeiro"
Sigam-nos também no Instagram:
E nos nossos pessoais: