Mostrar mensagens com a etiqueta fotografias. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta fotografias. Mostrar todas as mensagens

segunda-feira, 24 de julho de 2017

Quem está a trabalhar não devia abrir este post (nem quem já foi de férias e voltou ao trabalho)...

É muito sol, amor e coisas boas. Bem, se forem como eu, que fico mais feliz ao ver pessoas felizes, vão gostar.

Estamos de férias na Fuzeta e está a ser bom demais. As praias para estes lados são maravilhosas, as miúdas andam felizes da vida, nós não paramos quase tempo nenhum na toalha - sabem como é - deitamo-nos cedo para aguentar a pedalada e acordamos cedinho também: único defeito da casa onde estamos, não tem estores (a dona da casa até uma taça de figos nos deixou!). Adoro férias e estas estão a ser as melhores de sempre: com as duas, sendo que a Luísa já anda pela praia fora, delira com água e dá umas belas gargalhadas. Está numa fase incrível!

Bem, fotos, fotos:


Uma publicação partilhada por Joana Paixão Brás (@joanapaixaobras) a


Uma publicação partilhada por Joana Paixão Brás (@joanapaixaobras) a


Uma publicação partilhada por Joana Paixão Brás (@joanapaixaobras) a



Uma publicação partilhada por Joana Paixão Brás (@joanapaixaobras) a




Uma publicação partilhada por Joana Paixão Brás (@joanapaixaobras) a


Uma publicação partilhada por Joana Paixão Brás (@joanapaixaobras) a


Uma publicação partilhada por Joana Paixão Brás (@joanapaixaobras) a


Uma publicação partilhada por Joana Paixão Brás (@joanapaixaobras) a


Uma publicação partilhada por Joana Paixão Brás (@joanapaixaobras) a


Coisinhas de que possam ter gostado: 

Braçadeiras - Netbebé
Fralda de banho reutilizável Luísa - Rebento
Golinhas das miúdas - Gama RústicaBikini mãe - Triumph
Fato de banho mãe - Summer Factory



FÉRIAS, QUERIA-VOS TANTO!
Queria, já não quer? (cssssstum).
Sigam-nos no instagram aqui 
a mim também aqui e à outra Joana aqui.
O nosso canal de youtube é este.
Enviem-nos um mail  à vontade.

sábado, 24 de junho de 2017

Sinto que a minha carreira mediática já me passou ao lado


Confesso que fiquei histérica com o convite. E não estou a exagerar. A verdade é que sinto que a minha carreira mediática já me passou ao lado. Sinto que tive um timing ali em que podia ter apostado, mas que tomei outras decisões com o que sabia e sentia naquele momento.  Agora, claro que posso fantasiar com elas, mas só por não saber se levariam ao mesmo resultado. 

Houve uma altura em que fazia rádio (na rádio mais ouvida do país e no programa mais ouvido) e televisão e stand-up e comédia de improviso. Sentia-me realizada, mas cansada, mas sentia-me realizada, mas cansada. Deixei de o fazer, apostei noutras coisas, mas agora sinto falta. 

De verdade, só uma dessas é que não depende de mim, que é a televisão. Este convite fez-me sentir que não é por ter deixado de ser boa que não faço televisão, mas talvez porque já não seja adequada ao formato ou por haver gente mais adequada e isso não é errado. "É a vida a acontecer!" - por muito imbecil que possa parecer esta frase. 

Tenho saudades de andar de um lado para o outro, de espectáculo em espectáculo, de 5 euros em 5 euros, de grupo de amigos para pessoas da televisão, de fazer festivais em dois meios diferentes. Convenci-me que me tinha cansado e que não me mereciam por me darem tão pouco, mas eu recebia mais do que isso. Recebia utilidade, como aqueles cães com o barril ao pescoço (S. Bernardo?). 

Ontem matei as saudades - um bocadinho - e fiquei muito satisfeita por ver que a Mariana (Bumba na Fofinha) faz aquilo que faz na perfeição. Não sou provedora de nada, mas olhei para ela a trabalhar e pensei: isto está bem entregue. Como se pudesse descansar em relação a mim própria, mas sem saber bem porquê. 

Gostei muito de ir. Gostei muito do que fui falando. Gostei muito da dupla que lá estava. Adorei conhecer o Guilherme do Por Falar Noutra Coisa e adorei o Dário e a sua autenticidade.  Porém, tinha saudades de ser maquilhada e penteada e de conversar com a equipa e de abraçar os cameras - sinto-os quase como família, que "esquisito".. 

Gosto de fazer televisão, sinto até que preciso e não há que ter vergonha disso. Certo? Há quem precise de fazer Kitesurf, eu gosto de comunicar. Gosto de "aparecer", mas não sinto que seja para ser famosa. Sinto que é por causa da adrenalina e por gostar de fazer rir. 

Agora tenho o stories do instagram, ninguém me maquilha e os dados do telemóvel não esticam (estou para ver a conta deste mês), mas que tenho saudades, tenho! Também vos tenho aqui, mas este lado do meu coração não tem tanta graça, tem mais amor :)

Ontem fui ao CC All Stars Black Friday e foi às 16h50, quem quiser ver, esteja à vontade! 

Mariana e Guilherme, não ficaram no vosso melhor, mas o blog é meu, tinha de ser esta. :) 



✩✩✩✩✩✩✩✩✩✩

Sigam-nos no instagram aqui 
a mim também aqui e à outra Joana aqui.
O nosso canal de youtube é este.

Enviem-nos um mail  à vontade.

sexta-feira, 23 de junho de 2017

Ser mãe de meninas é...

- é ter a delicadeza e a meiguice de mãos dadas à rabugice e ao espírito indomável

- é pôr no cabelo um gancho (ou dois ou quantos quiserem), nas unhas verniz e (tentar) meter no coração bondade e na cabeça espírito crítico

- é conviver com purpurinas e castelos e microfones mas não deixar que apenas isso seja opção

- é prepará-las para saberem viver bem com os seus corpos e (tentar) que não tenham problemas de auto-estima

- é dar-lhes armas para serem independentes, fortes, destemidas e acreditarem que podem ser até astronautas se quiserem

- é querer protegê-las de tudo mas desejar que se saibam proteger e lutar pelos seus direitos

- é dizer-lhes o quão esforçadas e inteligentes são em vez de lhes dizer que são princesas, bonitas e bem comportadas

- é ensiná-las a desejar o melhor às outras mulheres, a apoiá-las, a estar lá para elas, em vez de serem as primeiras a criticá-las e a deitá-las abaixo

- é desejar que o mundo seja delas e que serão livres para ser mães, se quiserem, casar, se quiserem, trabalhar no que quiserem, namorar com quem quiserem, sem pressões da sociedade (e muito menos minhas) desde que o façam com muito amor

- é maquilhar-me à frente delas, emprestar-lhes a maquilhagem, deixá-las andar nos meus saltos altos, mas mostrar-lhes que me sinto bem de cara lavada e com jeans rotos e chinelos e que, se nos sentirmos confiantes na nossa pele, o resto não é importante

- é mostrar-lhes que é possível sermos sensíveis e sermos corajosas, que podemos chorar mas que dentro de nós haverá força para limpar as lágrimas e ir à luta


SER MÃE era o meu SONHO. 
Aconteceu ser mãe de meninas. 
Adoro (adoraria ser de meninos também, tenho a certeza). 
Adoro ser Mãe, ponto. 

E, pensando bem, se fosse mãe de menino talvez lhe desejasse exactamente o mesmo, talvez agisse de forma semelhante. Talvez não lhe comprasse tutus cor-de-rosa por minha espontânea vontade, mas caso ele o desejasse compraria, sem hesitar. De resto, educá-lo-ia com os mesmos valores, com o mesmo cuidado, com o mesmo rigor. Educá-lo-ia a defender as mulheres, a amá-las e a respeitá-las.



















Sapatos Hierbabuena
 Tutus e camisolas personalizadas Kutchies
Fotografia
Tila do Amaral
Horto do Campo Grande

 
Sigam-nos no instagram aqui 
a mim também aqui e à outra Joana aqui.
O nosso canal de youtube é este.
Enviem-nos um mail  à vontade. 

quarta-feira, 21 de junho de 2017

É a saúde dos nossos heróis que está em jogo!

Não se brinca com o sol. Pode-se brincar ao sol, mas com cuidado, sempre com cuidado.

Escolhi Ambre Solaire, que tem uma gama para crianças testada sob controlo pediátrico, não só porque me agrada escolher produtos que tenham história e credibilidade: Ambre Solaire está há mais de 30 anos em Portugal e apoia a Liga Portuguesa Contra o Cancro, já há 17 anos, com a missão de sensibilizar os portugueses para hábitos mais saudáveis de exposição solar.

Já viram o vídeo amoroso dos Heróis por um Sol Saudável? Aquele que partilhámos há uns dias no nosso Facebook? 



Convidamo-vos agora a participarem no passatempo aqui onde podem ganhar cabazes de produto para toda a família. E, já agora, a verem o quão divertido foi ver as nossas filhas a tentarem pôr protector uma à outra. 










Só assim ficamos descansadas, com a gama infantil testada sob controlo pediátrico... (e cheiram tão bem, tão a praia, trazem-me tantas memórias boas...). 

♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡ 

Coisinhas giras: 



Fotografias - 
The Love Project 

Piscina - Aquashow - Quarteira
✩✩✩✩✩✩✩✩✩✩

Sigam-nos no instagram aqui 
a mim também aqui e à outra Joana aqui.
O nosso canal de youtube é este.

Enviem-nos um mail  à vontade.

terça-feira, 20 de junho de 2017

A.p.a.i.x.o.n.a.d.a ❤












Coisinhas giras: 

Saia - Tuc-Tuc 
Férias - Aquashow 
✩✩✩✩✩✩✩✩✩✩

Sigam-nos no instagram 
aqui 
a mim também aqui e à outra Joana aqui.
O nosso canal de youtube é este.
Enviem-nos um mail  à vontade. 

segunda-feira, 19 de junho de 2017

A Joana Paixão Brás diz que faz anos. Ou estará a mentir?

Ai que coisa mais linda e maravilhosa. A Joana Paixão Brás faz 31 anos. Sabem o que é que isto quer dizer? Uma dezena de posts a dizer que está muito linda e que não veste Prada (só porque não pode) e 82 festas de aniversário. 

Houve uma vez que faltei à festa de aniversário dela (ou, se calhar, a todas, que não me lembro de nenhuma), mas a verdade é que tinha esperança que houvesse mais uma todos os dias do ano seguinte. Como aconteceu, por exemplo, com a Luísa. 

Fomos de férias para o Aquashow e já tinha havido, pelo menos esta festa da Luísa: 


Depois, estava eu na piscina com a Irene, vejo isto a acontecer (uma bebé a pôr à boca imenso açúcar e a espatifar um bolo perfeitamente apto para comer... só porque... sim, para a foto?): 


Esperem, mas isto ainda não acabou! Ao jantar (óptimo buffet, by the way), lá veio mais um bolo (delicioso por sinal) e porquê? Porque a Luísa fez anos há semanas e porque 80 bolos ainda não foram suficientes. 


 

 


 
Ora, a Joana Paixão Brás faz anos e certamente que fará durante um mês ou dois ou três. Vai ser a festa em casa, a festa da festa, a festa da festa da festa, as fotografias da festa, a mãe que não usa Prada, a mãe que isto, a festa dos 30 que não sei quê, mas sabem que mais? A Joana é isto. A Joana é a pessoa que mais usa o coração em tudo o que faz e sente. A Joana faz 31 anos e eu ponho as mãos no lume em que como todos esses anos foram anos em que espalhou amor por toda a gente da sua vida e em que tentou apaziguar conflitos e tentar ver sempre o lado mais positivo de tudo. É daquelas pessoas que é fiel, mesmo sem escolha -  é o amor que a faz assim. 

O amor cansa-nos, mas não apaga a nossa beleza. E tu, Joana, és bonita. Tão bonita. Continua a amar assim.

Parabéns. 

Bolo  Que Seja Doce
One 1 glitter dourado  Happy Brunette

✩✩✩✩✩✩✩✩✩✩

Sigam-nos no instagram 
aqui 
a mim também aqui e à outra Joana aqui.
O nosso canal de youtube é este.
Enviem-nos um mail  à vontade. 

terça-feira, 13 de junho de 2017

Quando morrer...



Quero que saibas que foste a minha vida. Quero que saibas que sinto que toda a minha vida foi um percurso para me tornar todos os dias mais tua e te conseguir ver e sentir melhor. Quero que saibas que chorei sempre que te vi a ser maior e que sofri sempre que sofreste e que saboreei todos os segundos e minutos das tuas conquistas e tentativas. Quero que saibas que todos os dias tentei encontrar formas e maneiras de te fazer feliz e que não te faltasse nada. Quero que saibas que sempre que falhei foi depois de tentar o melhor. Que todas as decisões que tomei, mesmo as erradas, foram a pensar no melhor para ti. Que me baixei para te ouvir, que te abracei quando choraste, que ri com as tuas palhaçadas, que te expliquei as coisas, que te contrariei, que te deixei ser, que te deixei ir de galochas praticamente no Verão para a rua só porque querias muito, que te dei muita maminha, que adorei o teu cheiro a suor, que adorei ver-te tua, que me lembrei para sempre de quando me começaste a chamar, que me lembro do nosso desespero em acertarmos a dança quando éramos as duas pequeninas e tu tinhas acabado de nascer, que adorei ver-te de longe antes das tuas amigas dizerem que cheguei, que fui tão vaidosa de nós as duas, que odiava acordar-te, que sempre te disse que és o amor da vida do pai e da minha, que te ensinei o que é amar e ser amada, que te ajudei a saltar, a correr, a andar, a mergulhar, a respirar pela boca, a tomar banho, a por creme, a cortar as unhas, a pentear... Que, mesmo que não te dissesse, sabia quando estavas apaixonada e quando as coisas estavam menos bem. Era daí que vinham aqueles abraços e aquelas saídas a duas. Só nós. Que gostei de te ouvir a respirar durante a noite. Que quando tratava de ti e estavas doente era assoberbada por um super-poder que me impedia de ficar cansada. Que adorava tomar banho contigo aos domingos e deixar a água morna bater-te nas costas enquanto sentia a tua barriga. Que não houve nada pior que ver-te tremer de convulsões e não te poder ajudar. Que beijei e senti esses pés sem nunca antes terem tocado no chão. Que saíste de mim. Que eu me tornei o meu melhor eu graças a ti. Que mudaste o meu mundo. Que nunca na vida me voltei a sentir sozinha. És o maior amor que alguma vez senti e é um privilégio ser tua mãe. Sei. Sei que vais ser uma mulher fabulosa, com um coração enorme e com uma cabeça que não te faz mal.

Tantos abraços que te dei, tantos beijinhos que, mesmo quando eu morrer, sei que o meu coração vai morar dentro de ti, onde sempre morou. 

Que os leves aos dois para o peito da tua filha. 



Fotografia - Joana Hall





✩✩✩✩✩✩✩✩✩✩

Sigam-nos no instagram 
aqui 
a mim também aqui e à outra Joana aqui.
O nosso canal de youtube é este.
Enviem-nos um mail  à vontade. 


Trabalhar em casa, como?

No feriado dava-me jeito dar uns toques no computador para responder a e-mails em atraso e para também dar avanço a uma série de coisas (vou falar numa conferência de mulheres em Setembro e ainda não sei o que vou dizer, vou fazer stand-up no casamento de uma amiga e não faço mesmo a ideia do que dizer, ...). Mesmo quando o pai da Irene e eu morávamos juntos, não conseguia trabalhar com ela cá em casa. Muito menos agora sozinha. 

As sestas não contam que é quando podemos descansar hehe. A última é que quer trabalhar como a mãe, então não para enquanto não tiver colo e estiver a carregar nas teclas todas a imitar-me. Desligo o teclado e é menos grave, mas mesmo assim... 

Acho que o truque é aceitar que não se consegue e gerir melhor o tempo enquanto ela estiver a descansar - isto é, deixar tudo para a noite. 

Alguns truques? Adorava. 


 

 


 

Coisinhas giras: 

Fotografias - Joana Hall


Colar do coração e brincos - Our Sins 

Relógio - Timex 




✩✩✩✩✩✩✩✩✩✩

Sigam-nos no instagram 
aqui 
a mim também aqui e à outra Joana aqui.
O nosso canal de youtube é este.
Enviem-nos um mail  à vontade.