terça-feira, 19 de abril de 2016

A genética é fo... tramada!

Uma noite destas, acordou a chorar imenso e a queixar-se que tinha doidoi no pé. Estava com a unha encravada e eu bem sei as dores que aquilo pode dar. Sofri muito com aquela porcaria, a vida toda. Centros de saúde, consultas, podologista, mini-operações... melhorava, mas o formato da unha - côncava - não deixava que se curasse. 

Quando a Isabel nasceu, vi logo que ia sofrer do mesmo. Pior até. A genética é lixada! Tem as unhas dos dedos grandes mesmo defeituosas. Encravaram uma vez no verão, era ela minúscula, mas até agora tinha-se andado a aguentar. Ficou uma miséria. Falei com a Joana Silva, a podologista que há pouco tempo escreveu um texto excelente para o blogue sobre calçado de bebés (aqui), e ela recomendou-me uma pomada e, além de me ajudar a controlar a inflamação, sem ter de lhe cair o dedo, ajudou-me a acalmar este coração.

Não quero mesmo que ela sofra: um simples lençol a roçar dá dores terríveis! E, no inverno, umas meias parecem uma bulldozer a passar por cima! Já estou à espera da próxima vez.

E não. Não é da forma que lhe corto os cantos, não é do tipo de calçado, é mesmo da forma da unha. E, com esta idade, não há muito a fazer.


Mais alguém que sofra disto?

9 comentários:

  1. a minha S tinha o mesmo problema, a pele à volta das unhas ficavam super inflamadas, muito vermelhas... agora com quase 5 anos, já poucas vezes acontece, mas para lhe cortar as unhas é um filme.... parece que crescem de lado as unhas....

    ResponderEliminar
  2. A minha com 6 meses já foi duas vezes desencravar as unhas dos dedos grandes (e que são logo nos 2 pés ) r agora vai a 3 x:

    ResponderEliminar
  3. Opá a minha Carolina tem 6 meses e já lhe encravaram as do dedo grande dos pés umas três vezes e quando nasceu e se limaram as das mãos pela primeira vez encravaram logo duas. Faço tudo como mandam mas parece ser dela, não se queixa quando lá mexo mas acredito que a incomode. Eu desde que ela nasceu também ando sempre com as dos pés encravadas, mas as mais pequenas. Que sina! :(

    ResponderEliminar
  4. :-( tenho o mesmo problema com o Rodrigo e a Sofia.. Herdaram da mãe, e não não é da forma como cortamos as unhas!! Adoro o vosso blogue, sinto me em casa :-D.. Bjs
    Analisa

    ResponderEliminar
  5. A minha filha está a sofre disso neste momento e sim tem haver com a maldita genética pois sofro do mesmo e sou esteticista tenho imenso cuidado no corte das unhas tanto nas minhas como nas dela, mas a semana passada uma unha dela partiu por ela propria e agora ao crescer encravou estou desesperada porque já não sei o que fazer depois de idas ao centro de saúde lá ainda teem menos coragem do que eu para levantar a unha, hoje comprei um creme anestesiante para aliviar a dor e tentar colocar algodão por baixo, não vejo outra forma, naquela mini unha do pezinho dela. Já estou de coração apertado só de pensar no que lhe vou fazer logo à noite... Depois posso dizer se funcionou... bjs

    ResponderEliminar
  6. Já agora Joana, qual foi a pomada que ela te receitou? A Camila também tem as unhas um bocado tortas, ainda não se encravou nenhuma, mas estava uma a ficar muito vermelha e coloquei mytosil e melhorou bastante.
    Obrigada! Beijinho

    ResponderEliminar
  7. Cá em casa infelizmente sofro do mesmo e herdei do meu pai....Felizmente a filhota herdou as unhas do pai.
    São dores horrorosas....a mim em miúda até me chegaram a tirar as unhas do dedo grande dos pés para ver se cresciam direito...
    Espero que a pequenina melhore...
    Ps: descobri o blog recentemente e adoro ler-vos ;)

    ResponderEliminar
  8. O meu filho nasceu com as unhas dos dedões encravadas por isso não é mesmo da forma como as corto. Imagina desencravar unhas a um bebé recém-nascido.... Felizmente a pediatra tomou conta da ocorrência!
    A solução tem sido andar com essas duas unhas sempre mais compridas de forma a crescerem por fora/cima da pele. Os cantos nem pensar em cortar, têm que ficar sempre de fora do dedo. Quando estão MESMO compridas parece que cobrem a cabeça do dedo de tão curvadas que crescem.

    ResponderEliminar
  9. Euu..!! Desde bebe que a minha mãe sempre me disse que as minhas unhas dos dedos grandes dos pés eram para esquecer.
    Uma vez um medico no Hospital da Estefânia disse a minha mãe para ir comigo para a praia e andar na areia molhada "arrastando" os pés com os dedos virados para baixo (o máximo que conseguirem) que ajudava bastante aos problemas das unhas encravada, ou então para lavar os pés com agua do mar e sal grosso (também ajuda).
    A verdade é que no verão na altura da praia costumo fazer isso e por incrível que pareça elas nunca encravam no verão.
    Mas sim, já perdi a conta as consultas que fui, aos tratamentos que fiz, as dores que senti e mais ainda, as vezes que me tirarão as unhas :( por causa da maldita genética.
    Estou agora gravida de quase 38 semanas e espero por tudo, que o meu bebe não nasça com este pequeno grande problema.

    ResponderEliminar