segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Como está a correr a vida em Santarém?

Ninguém perguntou, mas já soube que algumas pessoas se mudaram para o campo depois da minha mudança. Não me posso sentir a responsabilidade desse passo, como é óbvio, mas fico feliz se correr tão bem como tem corrido connosco.

Não vão ouvir aqui só passarinhos. Nem sempre é bom (como em tudo na vida). Tenho melgas em casa e toda a espécie de bicharocos (até um morcego...), uma casa destas requer maiores cuidados e limpezas, não tenho amigos por perto, etc, etc, etc. Mas o que é bom, não é bom, é óptimo.

A vida é mais calma, não perdemos tempo no trânsito, há imensos parques espalhados pela cidade e vamos variando, se não formos passear depois da escola, há sempre flores para regar em casa e festas para fazer aos cães, as caras são-nos mais familiares... é bom, muito bom.

As miúdas são felizes aqui. Sê-lo-iam provavelmente numa grande cidade porque o mais importante não é onde estamos, mas com quem estamos. Mas há algo em mim que me diz que esta ligação à terra, irem apanhar amoras, ir à horta da vizinha apanhar feijão verde, andarem descalças na rua lhes dará memórias para a vida. 

Agora que a Luísa foi para a escola, tenho tido mais tempo para a casa e para mim, assim como para o blogue e outros trabalhos (escrevo e faço locuções), e, apesar de ter de ir algumas vezes a Lisboa e voltar, faz-se bem. Tenho 6 horas sem elas para gerir (e acreditem, passa a correr), mas, apesar desta fase de adaptação ter sido difícil até para mim, já percebi que vamos ser muito felizes este ano. 
Estou confiante. 

Por isso, a resposta à vossa pergunta imaginária: a vida em Santarém está a correr bem. 










 


www.instagram.com/joanapaixaobras
a Mãe é que sabe Instagram

9 comentários:

  1. Mudei me para Santarém há 2 anos e meio... O meu marido é que é de lá. Mas a adaptação é difícil. Também não tenho amigas e como trabalho longe mais difícil é de criar ou tentar criar algumas raízes... Enfim....

    ResponderEliminar
  2. Mudei-me para Santarém há dois anos e trabalho em Lisboa. O meu marido também trabalha em Lisboa. Foi o melhor que fizemos. Vivemos no campo, numa casa e num espaço fantástico que não teríamos se vivêssemos na cidade. Temos uma bebé, contamos ter mais e acho que o contacto com a natureza os torna mais ricos, máis responsáveis e conscientes do que os rodeia. Por isso estamos na mesma onda. Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só uma questão se não se importar? Trigosas ? Parece me muito uma vizinha que tenho mas que só vejo de vez em quando e ao longe.....

      Eliminar
  3. Oh Janeca, Como te entendo. Como costumo dizer a quem me pergunta com um ar sinistro " como consegue fazer tantos Klm diariamente à tantos anos?
    " e respondo sempre o mesmo , consigo porque quero ter e darao meu filho qualidade de vida, e juro que não me custa nada fazê los, sabendo que quando chego a casa estou nas minhas "raízes "
    ida e volta todos dias Santarém -Lisboa.#oesforcocompensa#

    Temos que marcar é jantarada de "Liceu "😉.

    ResponderEliminar
  4. Não vivo no campo, mas vivo numa aldeia na Margem Sul, e não trocaria esta vida por outra numa grande cidade. Durante muitos anos trabalhei em Lisboa e odiava. Desde que trabalho perto de casa ganhei qualidade de vida.

    ResponderEliminar
  5. Tb mudei ha 2 anos e meios para Santarém. Sou de Santarém vivi 10 anos em Lisboa e voltei quando engravidei da minha filha. Hoje tenho 2 filhos vou e venho todos os dias e os minhas melhores amigas estão lá! Custa? a mim custa-me as horas que se perde em viagem... Mas por enquanto tem que ser... Se compensa-compensa muito ��

    ResponderEliminar
  6. marcar jantarada para seguidoras do blog em santarém.. yeahhhhh
    Para meter a conversa em dia e trocar ideias

    ResponderEliminar