sexta-feira, 22 de setembro de 2017

A Irene está louca com isto.

E eu também. 

Recebeu algo diferente. Algo que não é para comer nem para brincar. Algo que é para ver, sentir, mexer e, acima de tudo, fazer sonhar. 

É um Mini Mô Garden, umas plantinhas para despertar na Irene a vontade de cuidar e de ver. Não conhecia e sinto o amor em cada pormenor. A Irene também sentiu (os meus gatos também estão a sentir amor por aquele pon-pon cor-de-rosa, mas isso é outra conversa) e hoje, a primeira coisa que foi fazer foi ir buscar o pózinho de fada que estava dentro do vaso. Não o largou e quer dormir com ele. Isto tudo porque a Bete, no vaso, decidiu por um frasquinho com pozinhos cor-de-rosa, de fada, portanto. 



Quase o melhor de tudo é que este tipo de plantas só precisa de luz natural (e nem precisa de ser directa) e de muuuuita pouca água de 15 em 15 dias. Acho que são o meu tipo de planta, honestamente. 




Praticamente não temos visto televisão. Só de manhã uns 10 minutos enquanto preciso de distrair o bicho para me arranjar.  Não há mais televisão, nem iPad (consegui cortar com muitos dos hábitos com mudanças recentes na nossa vida) e sinto que este Mini Mô veio reforçar uma fase menos ruidosa, mais em paz.





a Mãe é que sabe Instagram

1 comentário:

  1. Engraçado. Aqui no Brasil usam muito, inclusive ensinam a fazer. A primeira vez que vi, num programa de Tv, pensei por que raio iria ter aquilo em casa? Da segunda vez que vi alguém a ensinar a fazer e a explicar a harmonia que traz para a casa e para os cuidadores, pensei...Mau!! Isto é capaz de ser mesmo bom. E já fiquei curiosa para fazer o meu :) Agora vem a Joana falar dessa harmonia pronto. Vou comprar tudo e começar. :)

    ResponderEliminar