terça-feira, 19 de setembro de 2017

São das mães que deixam sujar ou que até ficam com suores?

Se o meu instinto é - quando ela começa a fazer "porcarias" - dizer-lhe para parar ou para ficar tão nervosa e ansiosa que só me apetece ir comentando tudo o que ela está a fazer para não sujar nada? É. 

Se me borrifei para isso e fiquei comovida com o resultado? Oh yeah.



Vocês são das mães que deixam que as coisas aconteçam ou até ficam loucas como se alguém estivesse a arranhar as unhas num quadro de ardósia?


A post shared by Joana Gama (@joanagama) on


Não sou assim tão descontraída. Nós pés dela está um resguardo de plástico que a minha mãe me ofereceu para por por baixo da toalha na mesa de jantar. Achei que a possibilidade de acidente era menor, confesso.


A post shared by Joana Gama (@joanagama) on

Não sei para quem foi mais porreiro: para mim vê-la pintada e tão feliz ou para ela.


a Mãe é que sabe Instagram

9 comentários:

  1. A sujidade neles é vida! Sinal que mexem, experimentam, tocam e sentem. É deixá-los viver! 😘

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo! Aqui também vale (quase) tudo! E para além disso são as melhores vacinas que há!

      Eliminar
  2. Vamos deixá-los livres até dar! A minha mãe era maníaca da limpeza e eu tenho um recalcamento qualquer que agora deixo os meus filhos pintarem-se, fazerem experiências e até já fizemos luta de comida... esta última só mesmo uma vez! Mas foi tão bom poder mandar com farinha acima destes meus amores, até do pai! Be free!

    ResponderEliminar
  3. Com esta idade pintavam—se muito, abençoadas tintas laváveis do Ikea!

    ResponderEliminar
  4. Acho que este post diz tudo sobre que tipo de mãe sou :D

    http://abananaengorda.blogspot.pt/2016/10/os-bebes-precisam-tanto-disto.html

    ResponderEliminar
  5. Joana vou fazer uma pergunta que nada tem a ver com o assunto, a Irene já faz coco no penico (ou sanita vá)? Eu estou com o mesmo problema com a minha filha, pede xixi mas coco não só não pede como nunca fez no penico, só faz quando lhe ponho a fralda, isto já dura para ai há quatro meses quando fez o desfralde, tem três anos.
    Eu digo que é problema porque se chega a noite e por qualquer razão não vamos para casa, acaba por fazer nas cuecas. o que fora de casa é um bocado chato.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Com o meu filho foi igual,mas como nunca fazia xixi na fralda á noite, optei então por tirar a fralda na totalidade, e de facto ainda fez algumas vezes coco nas cuecas ( até na rua )chegou a fazer...mas acabou por passar, na escola também ajudaram um pouco...o pior mesmo era que se sentia bem e não se incomodava minimamente por andar com o "presente"!vá oferecendo o bacio com MTA frequencia ( eu até o deixava ver TV ou até um livrinho, e depois qnd ele conseguia fazer, nos fazíamos uma festa enorme de forma a faze_lo perceber que estávamos mto contentes e que Ali era o sítio certo!espero que tenha ajudado!eu tb estava desesperada e ele ainda tinha 2 e meio, o processo até tirar a fralda por completo (noite tb)foi de um mês , até não correu mal!!!

      Eliminar
  6. A minha filhota tem 3 anos e fui mãe jovem, aos 18. Neste momento tenho 21. A maioria dos meus vizinhos deve pensar que sou uma mãe completamente maluca. Acredito plenamente que a criança deve ser livre para brincar, para se sujar, também sei que provavelmente a minha filha não vai ter a maioria das experiências que eu tive em criança, com muita pena minha. Por isso faço o melhor que consigo para dar-lhe o mais parecido possível, desde dar passeios à noite quando está bom tempo, ouvir música e dançar até cair para o lado, brincar com a terra, chapinhar nas poças da chuva, jogar às escondidas, conversar, rir e cantar o mais alto que conseguirmos, pintar e desenhar, seja no papel, na parede ou no corpo... e no final disto tudo, quando ouço ela a dizer: "obrigada mamã, sou tão feliz", é que tenho a validação que não interessa o que os outros pensam, ou o trabalho que vou ter para limpar e arrumar, porque o mais importante é ela ter estes momentos que lhe permitem ser criança, ser feliz e que mais tarde, quando crescer, vai recordar com o mesmo carinho com que eu também recordo a minha infância.

    ResponderEliminar
  7. Sou das mães muito stressadas e ansiosas com a sujidade... :( tento libertar-me disto... a verdade é que ainda não fui capaz!

    ResponderEliminar