terça-feira, 30 de junho de 2015

Primeiro dia de creche.



"Lá fomos deixar-te, Isabel. Ficaste a chorar e eu a chorar fiquei. Por mais que me digam que vai correr tudo bem, o meu coração está apertadinho, espremido, falta-lhe um pedaço. Quando te for buscar, juro, juro que vou transbordar de amor, agarrar-te como se não houvesse mais nada neste mundo. A verdade é que não há. Não há nada mais puro, mais verdadeiro, do que o meu amor por ti."


Foi este o texto que escrevi no primeiro dia de creche. Ficou lá apenas duas horas, para se ir ambientando. Foi há quase um ano. Naquela semana, o meu coração ficou com um nó. Depois, o nó desfez-se. A primeira vez que estendeu os braços à Margarida, a educadora, senti que estava a fazer tudo certo. Já havia ali um vínculo. Ao longo deste ano, já ficou lá a rir, sem olhar para trás, já choramingou, já me estendeu os braços, já foi a correr para as educadoras. Quando a vou buscar, vejo-a feliz. Por isso, recém-mamãs, que estão prestes a deixar os vossos filhos na creche, eles ficam bem. Confiem. E lembrem-se, o nó vai desatar-se. Vão ficar mais leves. E no final da tarde, os vossos filhos vão estender os braços para vocês e vão sentir-se únicas.  

25 comentários:

  1. Estava mesmo a precisar ler este post. Obrigada!

    ResponderEliminar
  2. Em Setembro é a minha vez e confesso que há dias fui ao colégio tratar da inscrição e saí de lá doente...nem quero pensar no primeiro dia...

    ResponderEliminar
  3. Vou precisar de reler isto muitas vezes em Setembro!

    ResponderEliminar
  4. Que post mesmo a calhar!dps de 9m em casa não vai ser nada fácil para os dois...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O meu foi aos 8 e acho que me custou muito menos do que se tivesse ido aos 4 ou 5.. Eu própria já sentia necessidade de um pouco de espaço (não temos os avós perto, era só mesmo eu e o meu filho, até o pai chegar, muitas vezes depois das 21h..). Fiz uma adaptação muito gradual, deixaram-me estar no berçário com ele mais de 1h, a conhecer as auxiliares e os outros bebês. No 1o dia esteve lá apenas 20m sem mim. Agora tem 10meses e ainda não ficou nenhuma vez a chorar, isso é que me vai partir o coração.. Prefiro que seja o pai a levá-lo, sempre que possível, porque apesar de tudo custa sempre um pouco.. Mas confesso que estava à espera que fosse pior.. E estando a trabalhar acabamos por estar distraídas e o tempo passa rápido! O reencontro é sempre MARAVILHOSO!! :)

      Eliminar
  5. Joana, obrigada por este post. Em setembro vai ser a minha vez e nem consigo imaginar, doi-me tanto o peito só de pensar. Sobretudo nela, se ela vai sentir a minha falta e chorar e eu não estou lá. Parte-me o coração. E será que vão brincar com ela como eu brinco? Dar-lhe muitos beijinhos quando acorda da sesta como eu faço? Será que se vai sentir abandonada? Enfim, resta-me ter fé. Ignorar as mensagens negativas (pessoas que só me dizem que vai ser horrível, sim já sei, calem-se sim?) e esperar que tudo corra pelo melhor.

    ResponderEliminar
  6. É por isso que gosto dos teus posts JPB! São posts positivos para as mães se sentirem bem e se sentirem compreendidas e reconfortadas, e não posts que só servem para as mães se recriminarem e pensarem que não prestam...

    ResponderEliminar
  7. Completamente de acordo, mas eu fui mais radical também me disseram vai deixando aos poucos e eu fiz ao contrário, quero aproveitar os últimos dias ao máximo, começou numa quarta assim já meia semana tinha passado :D entrei com confiança, não chorei ele ficou bem e até hoje tem sido assim, quando o vou buscar adoro ver a alegria dele quando me vê ao mesmo tempo é tão bom :)

    ResponderEliminar
  8. Vamos começar uma nova vida em setembro... apenas a meio tempo, mas já prevejo muitos nervos da minha parte! Socorro!!!

    ResponderEliminar
  9. Em setembro começa uma nova fase. A minh Bimboca já não fica com os avós a tempo inteiro. Sei que precisa de conviver com outras crianças, sei que vai ser bom para ela mas o meu coração vai ficar mirrado.
    E tenho a certeza que vou chorar baba e ranho - já assim acontece quando passo uma semana inteira com ela :p

    ResponderEliminar
  10. Ao ler senti que me estava a ler a mente. Fui levá-la hoje após 13 meses em casa...ela estendeu os braços à educadora e sorriu mas logo em seguida ouvi-a no corredor a chamar por mim...nem sei dizer qual das duas chorava mais, mas tem de ser. Daqui a pouco vou buscá-la e acho que a vou esmagar de tt beijinhos...Obrigada pela partilha!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O meu coração está consigo! Ainda ontem dei colinho a uma menina e não era a minha filha porque foi mais forte do que eu!! Vai passar em breve! Um grande beijinho

      Eliminar
  11. Aiiiii!! Daqui a 1 mes!! Já sofro por antecipação, tive de vir a procura destes posts antigos para me dar uma força!

    ResponderEliminar
  12. estava precisando ouvir isso, obrigada.
    primeiro dia do filho na creche.

    ResponderEliminar
  13. Adorei ler este post, confortou-me. Para a semana a minha menina vai para a creche pela primeira vez. Fez um ano e esteve dos 7 meses até agora com a avó. Quero confiar que vai correr tudo bem e sei que vai ser bom para o desenvolvimento dela. É o meu primeiro filho e por isso uma nova fase, mas tem sido uma viagem maravilhosa. Beijinhos PS. Depois conto como correu!

    ResponderEliminar
  14. Comecei a ler o seu post e a primeira coisa que disse foi "não vou conseguir deixá-lo a chorar!". O meu filho tem 1ano e meio e começa a escolinha na próxima semana. Estou com o coração bem apertadinho, mas sinto que ele precisa sair de casa e conviver com outras crianças, fazer atividades adequadas à idade dele, viver outras coisas! Espero que esse "nó" não seja cego e logo consiga me adaptar sem ter o meu gordinho correndo pela casa de manhã. Começamos com meio turno, mas se ele estiver a gostar, vamos passar para tempo integral. Beijinhos e obrigada pela partilha.

    ResponderEliminar
  15. Custa sempre, custou no primeiro dia na ama, custou com 1 ano na creche que hoje em dia adora.... Agora com 4 anos temos de o colocar na escola pública, dói tanto, estou farta se chorar....ele não quer, eu preciso mas tenho tanta pena de ele deixar os amiguinhos e a professora... Começa o ATL no dia 6, para se ambientar e a escola dia 13... é um aperto no coração, por mais crescidos que sejam, dói porque sei que vai chorar e sei que tenho de o deixar assim...

    ResponderEliminar
  16. Ainda hoje quando encontro uma das senhoras que me ajudou a criar as mlnhas filhas eu encontro um " familiar"querido. As filhas já são todas mães.

    ResponderEliminar
  17. Ja deixo o meu a 1 ano e o no nunca se desfez...

    ResponderEliminar