terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Saudades de "nós" e não de "ti".

Saudades de estarem grávidas? Tomem um pontapé!



Adorei estar grávida, mas nunca pensei que fosse dizer que sim a esta pergunta. Principalmente porque o final da gravidez é uma espera terrível para que tudo acabe. Até parece que é de propósito, para não irmos apavoradas para o hospital no dia do parto. 

O meu marido diz que, assim que a miúda saiu cá para fora, lhe disse que queria ter outro! Não sou masoquista, mas acho que, se calhar, pensei que iria ser tudo ainda pior. E quero, quero ter outro. Se o meu patrão estiver a ler isto, já não tenho emprego quando acabar a licença sem vencimento. 

(a disfarçar)

Quero ter outro, mas eissshhh... é daqui a muito tempo... Se tenho 28 anos, ainda tenho mais, pelo menos, uns 10 anos de fertilidade... 

(suspiro)

Hoje vesti um dos pijamas que usava quando já estava no final da gravidez. Chorei. Odiei ver-me magra ao espelho e, lá está, mais uma coisa que nunca pensei que fosse dizer (até porque eu e magreza...). 

Estou cheia de saudades de ser um "nós". Saudades de tudo. Lá fui eu à à caça das fotografias aqui no computador.


É esquisito estar aqui a publicar a foto de algo por cima do qual fiz xixi, mas acho que... é o único caso em que não é doentio.


Ao longo de toda a gravidez fui anotando as semanas que tinham passado. Se comecei na 7ª, imaginem aqui a ansiedade do bicho. 


A primeira vez que senti que estava mesmo grávida e não, não é uma publicidade de fino à clínica onde fui seguida nem à minha adorável médica, Dra. Marcela Forjaz. ;)


A fotografia está uma trampa? Tirada pelo marido que pouco se mexe do sofá. Era o enquadramento que havia (Fifa na PS e a cana de brinquedo dos gatos), que bonito. Já estava aqui bem grávida ou será que não? Acho que já ia para além das 38... Era "a qualquer momento" dizíamos nós às pessoas para as assustar.


Era isto que me estava a encher a barriga. Este pedacinho de gente que, aqui, tinha quase um mês. Amo-a mais do que tudo, mas agora que já sei como são as coisas, quero outra vez, quero mais e, se possível, uma igual porque é impossível ser melhor do que isto.

Saudades...

6 comentários:

  1. Tambem adorei estar grávida. Do principio ao fim. Nada de enjoos, nenhum mal estar, só senti contracções no dia que ela decidiu nascer. Adorava passar por tudo de novo.

    ResponderEliminar
  2. nao tenho moral p comentar este post. Já la vão 4 'barrigas felizes' (nome do nosso blog) e apesar de o 2014 nos ter escapado (pq temo los todos de anos pares, 2006, 2008, 2010, 2012) sei q o fenómeno da multiplicação nao cessou ainda actividade p esta família. Já nao tenho é os 26 anos com q tive a primeira, ainda assim estou mais enérgica q nunca. E estranhamente em forma (yeaaahhhhh!!). Gostei sempre das gravidezes ate a data, dos partos nem ve-los (no ultimo nao deu p epidural o q nos foi partilhado com cara de pesar. Ao q parece disse q nao faz mal, perguntei então pela eutanasia). E depois no fim ha de subito o mistério orgânico q nos faz esquecer tudo quase de imediato (apropriado) e olhar p aquelas pequenas criaturas engelhadas e sujas como se também nos tivéssemos acabado de nascer.

    ResponderEliminar
  3. Até fico com as lágrimas nos olhos... Adorei!

    ResponderEliminar
  4. Ai
    qe saudades da minha barriga!! Foi uma gravidez santa! Tive uma barriga linda! Super redondinha e empinada! Toda a gente dizia ser menino! Lol Nada de enjoos... dores... mau estar... fiz tudo até ao dia dela nascer.. e realmente assim qe nos põem o nosso tesouro em cima do peito toda suja e enrugada.. esqecemos tudo! É magico! E tudo qe importa é aquele tesouro! E qe saudades qe já tenho dela peqenininha!! Mas cada dia a amo mais e mais! E os sorrisos... enchem-me o coração! :'-)

    ResponderEliminar
  5. Amei estar grávida, foi uma gravidez tranquila, fotografei a evolução da barriga todas as semanas, tive uma cesariana marcada por ele estar sentado e correu tudo super bem. Gostei tanto que já estou a repetir a dose! Mais um menino, quase a mesma DPP! Estou de 23 semanas exatamente na mesma altura que estava há 2 anos! :)

    ResponderEliminar