terça-feira, 7 de junho de 2016

Acho que fiquei seriamente viciada.

É um daqueles raros posts escritos por mim em que o título corresponde ao corpo de texto. Cresci sem prestar muita atenção ao meu aspecto. Claro que era vaidosa e gostava de escolher a minha roupa, os meus ténis, mas ia tudo dar muito a um look tipo Fergie antes de parecer uma menina da rua. 

Era super maria rapaz. A minha mãe obrigava-me a usar sapatos de vela de vez em quando só para desenjoar das minhas botas ténis da Nike e eram os piores dias da semana. Sentia que quando tinha de ir com o fato-de-treino do colégio que era quando estava mais cool. 

Quando comecei a actuar, a fazer stand-up, reparei que tinha de por qualquer coisa na cara porque tinha as bochecas mais rosadas que as outras pessoas e uma senhora de uma farmácia lá me esclareceu (sem eu ter perguntado nada): "quer um creme para esse seu probleminha?". 

Quando comecei a fazer televisão na SIC Radical e tive o prazer de ser maquilhada pela equipa maravilhosa que eles têm, consegui perceber que facilmente passava de um satisfaz para um bom. Porém, achei que nunca iria conseguir fazer nada do género e que, se me pintasse assim, a roupa que eu usava (calças skinny e tshirts largas até aos joelhos e ténis) deixaria de fazer sentido. 

Quando conheci o Frederico e comecei a fazer vida de casal, comecei a sentir a vontade de crescer e de explorar novas variáveis no guarda-roupa que não só a de uma adolescente em dias de educação física. Tive a sorte dele gostar de ir às compras e, juntos, lá fomos remodelando o meu armário aos poucos. Fui vendo que, afinal, o meu corpo não era tão mau quanto julgava e que escusava de estar sempre a vestir tendas para disfarçar (ainda hoje disfarço, mas já compro coisas diferentes e um pouco mais justas). Também comprei umas quantas botas, sapatos de senhora e, assim, aos poucos fui tendo outras opções no armário para quando me apetecia caprichar mais um pouco. Foi difícil ter "o básico", porque isso inclui: sapatos, malas, vestidos, casacos... 

Depois disso, com a gravidez - deve ter sido hormonal - tive vontade de ir experimentado maquilhagem. Aos poucos fui tentando aprender a espalhar base, a usar baton, a fazer o risco nos olhos, a por blush, mas nada de especial.

Tudo aconteceu agora no regresso ao trabalho, depois de ter a Irene. Tive uma vontade enorme de me arranjar a todos os níveis: usar roupinha gira, maquilhar-me, etc. Comecei a ver vídeos no youtube sobre maquilhagem, a comprar maquilhagem mais adequada (agora não consigo parar).

E, (in)felizmente, o que anda a acontecer é simples: já não me sinto à vontade para sair de casa sem estar maquilhada. Parece que não reconheço a minha verdadeira cara ao espelho. Ao fim-de-semana tento sair sem maquilhagem, mas assim que saiba que vou mais do que "lá abaixo", não consigo não me encher de betume. Isto não me parece bom nem normal. 

Vejam alguns exemplos dos últimos tempos (são fotografias que mando ao Frederico ou à Joana a mostrar o look - ainda fico contente todos os dias por já conseguir fazer qualquer coisa com a cara haha): 

Não liguem às expressões, há umas quantas em que estou a apalhaçar ;)
Depois de ver tantas notícias da Alicia sobre o facto de deixar de usar maquilhagem e de haver uma pressão forte para querermos ser todas perfeitas, só me deu ainda mais vontade de pensar no assunto. Não, não vou conseguir deixar de usar maquilhagem, mas... será que consigo não usar tantas vezes?

Acho que vou tentar não usar este fim-de-semana prolongado. Mais alguém alinha? Não, pois não? 

14 comentários:

  1. Podes sempre optar por algo mais nude, um CC cream, e uma máscara de pestanas... da-te o ar fresco da make-up, mas sem ser todo aquele arsenal do dia a dia...

    ResponderEliminar
  2. Ahhhh tou como tu!!! Depois de velha deu-me pra isto!!! Lololol

    ResponderEliminar
  3. Eu acho que ficas muito bem maquilhada, arranjada com essas roupa bonitas :-) Penso ser importante que nos sintamos bem, se te apetece maquilhar, maquilha. Se te apetece descansar, descansa. Por ex. não te maquilhes quando vais "só ali abaixo" ou quanto estás simplesmente por casa.
    Eu tenho algumas manchas na cara. Há uns largos anos todos os dias me maquilhava. Depois pensei: porquê? Fará isto sentido? Naaaa, deixei-me disso durante uma data de anos, e guardava a maquilhava para ocasiões especiais.
    Actualmente voltei a maquilhar-me diariamente (excepto se estiver por casa, se for "só ali" ou num instantinho ao supermercado), e gosto, gosto muito. Gosto de me sentir bem, de me sentir bonita e de estar bem comigo.
    Se o farei para sempre?!... Sabe-se lá, talvez daqui a um tempo me "farte" outravés :-)
    Beijinhos e boas pinceladas eheheh

    ResponderEliminar
  4. Eu super alinho... Não uso maquiagem todos os dias, faço doutorado, e não tenho obrigação de estar todos os dias na faculdade então quando fico em casa e vou só levar a filha na escola, ao supermercado, coisas do gênero não uso... Aos fins de semana uso só o rímel e o batom, mas queria muito aprender a usar direito a base sem ficar com a cara amarela....

    ResponderEliminar
  5. Alinho, naturalmente.

    Uso maquilhagem diariamente quando vou para o trabalho mas... FDS e férias, JAMAIS!

    ResponderEliminar
  6. Olha agora com isto de ter ficado em casa de gravidez de risco e agora com a licença não saiu tantas vezes de casa e quando saiu cuido-me mt mais do que antes que ia tds os dias trabalhar. Acho que nos faz bem cuidar um pouco, faz bem ao nosso ego. E olha k eu sou mt maria rapaz... trabalho com homens e faço trabalho de homens....

    ResponderEliminar
  7. Eu maquilho-me todos os dias, a não ser que não saia de casa.. Mas nao vejo isso como algo mau, vejo como quando visto uma roupa bonita em vez de vestir uma roupa de andar por casa ;) Acho que nos devemos sentir bem conosco e se a maquilhagem te faz sentir mais bonita porquê deixar de usar? Não uso nenhum exagero mas uso os produtos básicos para corrigir a pele (ninguém gosta de mostrar manchas, borbulhas e afins), rimel, blush e baton.

    ResponderEliminar
  8. Acho que o importante é estarmos bem connosco próprias. Independentemente se usamos ou não maquilhagem. A meu ver, o importante a reter da mensagem da Alicia é não cedermos a pressões sociais. A não termos de estar sempre bem para agradar. Agora... se estamos a agradar a nós próprias, porque não usar maquilhagem todos os dias? Se isso nos melhorar o ego, se nos sentimos confortáveis, GO ON!

    ResponderEliminar
  9. Bem, eu uso de vez em quando... E quando uso de vez em quando, é um BB cream, um rimel, uma sombra e um baton... em dias de extrema "loucura" um blush... mais frequentemente, apenas um batom bem hidratante, ou de cieiro...
    Mas isso sou eu... Que não me sinto bem "mascarada". Já houve dias que me maquilhava sempre porque sentia essa pressão, que tinha que estar como todas as outras estavam... depois veio o "click", não tenho que ser como toda a gente, posso ser só eu, tenho é que me sentir bem com isso... Quando não sentir, está na hora de mudar...
    É como quando vou ao cabeleireiro "menina, tem que tapar essas brancas", mas porquê? Porque alguém disse? Ainda me sinto bem com elas, quando não sentir falamos no assunto, até lá, são só minhas! ;)

    Cada doido com a sua mania...

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  10. Joana fica tão bonita com batom rosinha :):) é que a Joana tem uma cara de boneca , fica linda maquilhada . Continue!! Também não saio de casa sem o básico corretor-bb cream - pó- rímel :p

    ResponderEliminar
  11. Creme Hidratante de rosto Benamor, BB cream, rímel e um bom batom hidratante. Tá feito. Arranjadinha, sem estar demasiado produzida. Em dias especiais esmero-me mais. :)

    ResponderEliminar
  12. Eu não me maquilho ao fim de semana/férias a não ser que vá jantar fora/tomar um copo, acho importante essa pausa da "máscara"...

    ResponderEliminar
  13. Eu uso diariamente, se usamos no trabalho para nos sentirmos bem, também devemos usar no fim de semana ou ferias... ou estamos a tentar demonstrar alguma coisa aos outros?

    ResponderEliminar
  14. A decisão é e será sempre tua (mal seria!), mas experimenta lá ver fotos tuas de há um ano atrás e as dos últimos anos e diz-me a diferença... Não estás mais bonita porque tens mais betume. Estás mais bonita porque te sentes mais bonita! E isso transparece tanto para quem já te acompanha há algum tempo!... Tanto, caramba! Se gostas do betume, se isso te dá aquele boost de auto-confiança que tantas vezes precisamos, porque não? Tens é de te sentir bem :)

    ResponderEliminar