quarta-feira, 1 de junho de 2016

O meu decote. :(

Agora a vestir um top é que reparei. Não sei se é por andar mais leve, mais feliz e, por isso, ando a reparar nas coisas mais pequenas, mas só agora é que reparei. 

Hoje estou a usar um top de alças mais decotado (na verdade é um L por causa do peso que eu tinha dantes e, por isso, fico com um decote ligeiramente mais perigoso), com um dos meus soutiens (são todos iguais, só mudam a cor) e reparei que o rego das minhas mamas está mais comprido e elas estão menos cheias. A Joana Paixão Brás uma vez falou disto e chamou-lhes sacos de chá. 

O primeiro instinto foi: "merda, já tenho de lidar com complexos suficientes, não queria agora também ter de lidar com isto". Pedi encarecidamente ao meu cérebro, mais ou menos como as pessoas quando rezam, para ele ter forças para ignorar este momento em que me olhei ao espelho, mas não. Ignorou foi o meu pedido.

Depois lembrei-me que ainda ontem estava a ver uns fatos-de-banho e que já estava a ter isso em atenção, que seria melhor comprar um com "suporte", visto que não quero ter o mamilo a espreitar ao pé dos recortes ao lado da barriga. 

O meu corpo mudou aqui. O resto não me fez confusão porque nunca fui muito fã da minha barriga, mas isto das maminhas está diferente e bem diferente. 

Ah! Lembrei-me agora que hoje, com a camisola branca do pijama, também tinha os mamilos a verem onde é que eu estou a pisar (a apontarem para baixo). 

Amamento a Irene há 27 meses. Não sei se as minhas mamas estão assim por serem "maduras" (é como se chamam as mamas de quem amamenta), mas o que é facto é que é para isto que elas servem. 

Muito orgulho tenho eu nas minhas mamas, que mais parecem um pacote de leite amolgado, que fizeram crescer a minha bebé e que ainda lhe dão conforto, mimo e maior imunidade. Ainda há outra vantagem: por estarem tão molinhas, há posições que agora consigo ter, super confortáveis, para amamentar deitada - quase que parece um act do Cirque du Soleil. 

Espero ansiosamente pelo dia em que nem tenha de usar soutien, em que só tenha de as por no bolso das calças. Está quase. 

As minhas mamas são as minhas mamas tal como elas são agora. As minhas mamas foram diferentes e agora são estas e amamentam a minha filha. 

Já não vou para miss bikini? Não, mas também nunca iria. Prefiro assim.


Agora, se um dia, depois de ter parido tudo o que quero parir e tiver algum dinheiro "de parte" me vou operar e por as mamas no queixo? Epá, talvez hehehehehe.

20 comentários:

  1. Ahahahahaha eu costumo dizer que quando "fechar a loja" pode ser que tenha dinheiro para por uns suspensórios (tirar a pele em excesso) para o peito voltar pelo menos a olhar para a frente e não para para o umbigo LOOOOOOOOOL

    ResponderEliminar
  2. Igual aqui. Nunca tiva as maminhas tão grandes como as tuas mas eram firmes e redondinhas, agora é só pele (e só amamentei 22 meses).
    Mas tb não me arrependo nada do uso que lhes dei :) Quando não quiser mais crias tb me presenteio com implantes mamários LOOL

    ResponderEliminar
  3. Por aqui igual JG. Aqui há uns tempos o meu marido fez uma observação do género "epa as tuas mamas estão metade do que eram! Mas deixa lá eu não me importo" :)

    ResponderEliminar
  4. Como te percebo e só estou a dar maminha à +/- 4 meses. Mas tb a verdade é k nunca foram todas boas, SMP tive k pensar em roupa interior com bom suporte. Partilho ideia de qd tiver parido td e for rica arranjar as maminhas :)

    ResponderEliminar
  5. Sempre a pedinchar! Agora também queres umas mamas! Ahah faz exercício! Armamento à 32 meses e as minhas mamas etão empinadas e maravilhosas. Beijos a IRene

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa genética e boa pele. Há quem nem filhos tenha e com idade inferior a 20 anos tenha o peito descaído, e quem tendo amamentado 2 ou 3 o tenha firme. Ou acha que é mérito seu ter filhos e amamentar e ter as mamas empinadas e maravilhosas? Já erros gramaticais não é genética, mas é exercício (já que tocou no assunto), mas intelectual. Já agora, qualquer pessoa que pratique exercício sabe que a primeira coisa que se perde para ele são as mamas, porque estas não são músculos, são gordura, e a primeira que se queima deixando o peito mais pequeno e vazio.

      Eliminar
  6. Por aqui 21 meses e tal e qual.. Além de tudo tenho mais uns aninhos, o que Tb ajuda.. Molinhas, penduradinhas, nada de maminhas de moça viçosa.. Porque agora já não sou moça.. Embora ainda não me considere Mulher (é muito estupido, eu sei, pode lá uma mãe não ser mulher, com quase 36 anos??? Pois.. Pode :)) por aqui duvido muito que alguma vez me sujeite a cenas para as por de novo cá em cima.. Só de imaginar as dores do pos operatório.. No thanks! :)

    ResponderEliminar
  7. Sim... mais um bocado e piso-as a andar! Mas não me importo foram fonte de alimento, conforto, defesas durante 23 meses (até há 1 semana atrás...)! Haja bons sotiens! Quero lá saber!

    ResponderEliminar
  8. Olá Joana, só faltou a foto das maminhas caídas, ahhahhaha, brincadeirinha!!!! Olha, eu amamentei 30 meses minha filha e hoje tenho as maminhas tais e quais eram antes de engravidar, dois ovinhos de codorna... Sempre pensei em depois de ter todos os filhos que quero ter (2) em operar, mas cada dia essa ideia fica mais distante e vou me aceitando assim como sou... sem peitos.. tudo tem sua vantagem, pelo menos não caem, e com sutias e roupa ninguém percebe... hehehehe!!! beijinhos!

    ResponderEliminar
  9. I feel your pain!!! -.- que saudades das minhas mamas magníficas! Agora são magníficas mas só porque alimentam a cria....

    ResponderEliminar
  10. Amei. :) ainda só amamento há 16 meses e é mesmo isso.

    ResponderEliminar
  11. A Joana é tão bonita. Beijinhos e uma hora pequenina.Patrícia

    ResponderEliminar
  12. Há esperança Joana. Infelizmente não cheguei a 2 meses de amamentação mas fiquei com autênticos sacos de chá. Sempre me disseram que 2 anos depois da amamentação melhoram, e não é que agora estão bem jeitosonhas!!!
    Só é "pena" já estar a pensar no segundo e lá vão voltar a saquinhos de chá, mas desta vez espero amamentar mais tempo :)

    ResponderEliminar
  13. "em que só tenha de as por no bolso das calças", o que me ri com isto (claro isto para não chorar que as minhas já estão boas para guardar no bolsos ;)

    ResponderEliminar
  14. Colocar um silicone é um dos meus planos para o futuro. Depois de amamentar a minha segunda filha (está quase a nascer) vou juntar um dinheirinho e por-me nisso.
    A questão é que sempre tive as mamas pequenas. Depois engravido e elas ficam perfeitas (como agora), dou de mamar o tempo que consigo e tudo ok. Depois da amamentação somem-se completamente (as minhas ficaram mais pequenas que antes e murchitas). Foi o que aconteceu depois da minha filha deixar de mamar aos 18 meses.
    Não é uma coisa que me deixe sem dormir mas, de facto, afeta um pouco a noção estética que tenho do meu corpo. Nem quero ter umas grandes mamas, quero é ter algumas. Por isso sim, se puder, farei a operação, sem dúvida.

    ResponderEliminar
  15. Depois de três piolhos também estou quase a pôr as minhas mamas no bolso... É triste mas é a realidade! 😂😂😂😂😂😂
    Também sonho com o euromilhões para poder encher os saquinhos de chá...

    ResponderEliminar
  16. Aiii o que me ri com este post, vi me de repente a rir me da minha desgraça mas com vontade. "por as mamas no bolso" fenomenal hahahaha. Beijo duma mãe que sabe.

    ResponderEliminar
  17. Bah, idem, aqui só ao segundo e com 25 anos...estão deprimentes. Operar desisti quando me fui informar que, no meu caso, é necessário retirar pele e, como tal, há uma cicatriz grande da aureola até à base da mama e depois na base, e ainda com sorte à volta da aureola. Nao sei sinceramente o que me deixaria mais deprimida, as cicatrizes todas ou a mama descaída.

    ResponderEliminar
  18. Same here. Primeiro queria pôr silicone porque as tinha minúsculas e a minha mãe dizia: espera, tem filhos primeiro. Esperei. Agora já tenho um filho de quase 2 anos, doido pela sua maminha. Pensei: assim que ele desmamar, e com o dinheiro que já poupei em latas de leite, pago o raio de umas mamas à casa dos segredos no Ângelo Rebelo.
    O raio do gaiato ainda não quis largar a mama. Para ajudar à festa, eu já estou com o meu relógio biológico outra vez a dar horas e já dou por mim outra vez a contar dias de ovulação e períodos férteis...
    Por este andar quando chegar o dia de ir finalmente à clínica do Ângelo Rebelo, já aquilo é um restaurante chinês.

    ResponderEliminar
  19. Não estás sozinha... Por aqui, também se amamenta há 27 meses. O mesmo "problema" e tenho 38 anos, e a força da gravidade aumentou significativamente ;). As minhas mamas nunca foram boas (excepto agora nestes últimos 27 meses), e talvez por isso, consigo até conformar-me com os saquinhos de chá, pelo menos para já. Eu sou mais do género de ter dores de cabeça quando vejo a minha barriga e coxas, coisas que tinha tudo no sítio, onde tudo ficava bem, mas nunca mais consegui. Mas sabes que mais JG? Também prefiro assim :D

    ResponderEliminar