terça-feira, 28 de junho de 2016

Como dar banho a um recém-nascido?

Estava eu na Maternidade toda desconjuntada e azamboada, com dores nos pontos (sim, tive um parto natural sem pontos, mas depois fui toda aberta na barriga, que é para não me armar em boa), com o Bobi atrás com soros e medicação, e um andar daqueles estranhos de quem está à procura de trocos no chão, mas fiz questão de dar o primeiro banho à Luisinha. Já da Isabel desmaiei, quando era a hora do banho, e teve de ser o pai a ter esse prazer. Prazer ou antes "a miúda vai escorregar, afogar-se ou desmembrar-se toda, ó meu Deus no que no que me fui meter?". 

Achava eu que com a segunda já seria toda uma descontracção e até lhe daria banho com os pés, mas não. Mesmo calmas, parece que nos esquecemos de tudo, é estranhíssimo. Tive ajuda da enfermeira Sofia que, para além de gira como um raio, é das pessoas mais talhadas para a profissão que há, super serena e a dar-nos imensa confiança, mesmo que eles já tenham engolido 5 litros de água. 



Não dá antes para lambê-los como se fossem um cãozinho e pronto?! Dar dá, mas sigam antes uma lista de passos que vou sugerir, que é capaz de resultar melhor, e eles escusam de ficar a cheirar a hambúrguer. 

1) Ter tudo à mão: banheira (de preferência num sítio alto para não ficarem corcundas), produtos do banho, toalha, fralda, muda de roupa, pente ou escova (se os vossos filhos tiverem mais cabelo do que o Tony Ramos tem no corpo todo, como é o caso da Luisinha). Aquela coisa do "é só meio segundo, vou ali e já venho" never, jamais. Lembrem-se, os desastres não acontecem só aos outros (mesmo na banca ou no trocador, eles têm reflexos e conseguem deslocar-se como recrutas na tropa, em menos de nada estatelam-se no chão). Se se tiverem de deslocar, vão com eles enroladinhos na toalha. 

2) Água a 38ºC, que é como quem diz, "o que vos parecer bem, mas mais para o quentinho". Se ficarem mais descansadas, usem termómetro nos primeiros tempos. Certifiquem-se que a água está misturada, a uma temperatura homogénea (infelizmente há casos de queimaduras parvas assim).

3) Caso eles protestem de outra forma, esqueçam a regra do menos sujo para o mais sujo: é começar o banho com eles de bruços, apoiados no nosso antebraço. A Luísa adora estar nessa posição no banho e começo logo por lhe lavar as costas, o rabo, os pézinhos e as pregas do pescoço (como é possível eles ficarem com uma bola de cutão nesses refegos?)


4) Depois, virar o frango, colocando-o no nosso antebraço e prendendo-o, com a nossa mão fechada, na axila. Confesso que prefiro colocar a mão por detrás do pescocinho dela. Desde que os sintam presos e estejam confiantes e eles confortáveis, siga.

5) Deixar a cabeça para o fim, que é onde eles arrefecem mais. Lavar só o cabelo, com algum cuidado para não escorrer para os olhos. A cara é lavada depois do banho (ou antes, como preferirem) só com compressas e soro e os olhos num só movimento, da zona menos suja para a mais suja, ou seja, de fora para dentro.

6) Depois de a retirar da água, gosto de embrulá-la bem e secá-la por alto ainda no meu colo. Depois, limpar bem as preguinhas, isto se não desatarem a berrar mais que um cantor de ópera. Pôr um creme hidratante se a pele estiver seca (há bebés que adoram até uma massagem - as minhas duas dispensam bem, querem é ter roupa o mais rápido possível no corpo). 

Mais dicas:

O banho deve ser rápido porque a água arrefece muito, mas podem aproveitar esse tempo para falar com os vossos bebés, explicarem o que lhes estão a fazer (com aquela voz melosa fofinha que tanto fazemos) ou até mesmo inventarem uma música para o banho, começando a criar uma rotina boa para ambos. 


Estamos a usar produtos Corine de Farme (gel de banho, champô e leite hidratante) e tenho gostado muito. São suaves, não têm cheiro intenso (é o que se quer), são 96% de origem natural, sem parabenos, álcool e porcarias acabadas em etanol e ftalatos e o diabo a quatro, e novidade para mim, o gel de banho tem recargas, o que é óptimo para o ambiente!

Há quem lhes dê banho todos os dias, mas enquanto eles são bebezinhos não vejo necessidade nenhuma disso (só percebo a parte da rotina, vá). Dou dia sim, dia não, mas às vezes até dou só duas, três vezes por semana. Vou avaliando.


Tirando o primeiro dia na Maternidade, acho que isto dos banhos é como andar de bicicleta. Mesmo que pareçamos enferrujadas, basta uma vez para nos voltarmos a ambientar à coisa e, com o tempo - se eles deixarem - torna-se um dos momentos mais bonitos que podemos viver com as nossas crias.


Sigam-nos no instagram @aMaeequesabe
E a mim também;) @JoanaPaixaoBras

12 comentários:

  1. Joana PB o que se passou no teu parto? Ou no depois do parto? Gostava de saber. Será que perdi um post? :| O importante é estarem ambas bem, mas já percebi que algo muito chato aconteceu. Não vais querer partilhar? bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que não perdeu nenhum post!... Pelo menos eu também ainda não li nada sobre isso, e também tenho curiosidade.
      Talvez a JPB ainda não esteja preparada para contar, mas acredito que acabará por partilhar :-)

      Eliminar
  2. Olá Joana...
    Fico feliz por ler o teu documentário e apresentares o produtos que usas.
    Desde sempre a Matilde usou Corine de Farme, mas recordo que na gravidez, as amigas todas falavam em vários produtos de outras marcas melhores e mais caras por vários e diversos motivos... nunca liguei e achei sempre que a Corine de Farme faria o seu trabalho corretamente.
    Caso ocorresse alguma alergia, nessa altura logo se via...
    Hoje a menina Matilde tem 2 anos e ainda usa os produtos Corine de Farme... falta aqui a JE render-se aos mesmos produtos, mas sofro de uma doença "louca" que é preguiça... lavar a cara e siga... :) tenho de me dedicar mais a mim, bem preciso...
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Eu vou no 2ª e do 1º o pai deu banho p'raí 10 dias seguidos que eu tinha medo. Deste, eu sempre :) mas pelos vistos estou o cumulo da descontração e faço tudo ao contrário ehehe lavo a cara com água no banho, logo a 1ª coisa (deste n usei compressas com soro para nada, nem para o umbigo), e depois 5), 4) e 3) tudo ao contrário :) Mas o pequeno já fez 1 ano e está fino!
    Muitas felicidades e continuação de boa recuperação.

    ResponderEliminar
  4. Eu utilizo os produtos da mustela e tenho adorado. Como ele ainda é muito pequenino e frágil, o meu marido foge na hora de dar banho ao nosso filho ihihihi :P

    ResponderEliminar
  5. Fiquei um bocado confusa com a parte da limpeza dos olhos... Sempre ouvi dizer que devem ser limpos de dentro pra fora e NUNCA ao contrário :/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. se limpar de dentro para fora as remelas e sujidades que tem no canto do olho que são produto da limpeza natural do olho ou ate se o bebe tiver uma infeção no canal lacrimal vai espalhar tudo pelo olho. por isso, deve limpar SEMPRE de fora para dentro

      Eliminar
  6. Por aqui a pequena nasceu em pleno Inverno um frio de rachar, mantinhamos o quarto a uma temperatura amena mas ainda assim ela não achava piada numa banheira igual a essa, então pedi à minha mãe que fosse comprar a shantala!! Foi a melhor coisa que podia ter feito, ela ficava nas nuvens, toda muito sossegadinha toda submersa! Tomou banho lá até aos 13 meses, altura em que passei a dar na nossa banheira! Já considerou a shantala? Eles gostam mesmo, e quando têm aquelas crises de cólicas também ajuda!!!

    ResponderEliminar
  7. Olá Joana, gostei muito deste post :) também tive o meu segundo filho este ano, em Abril. O banho dos dois não tem nada a ver :) a Maria gostava e ainda gosta da água tépida, o João gosta da água quentinha. Ela adorava massagem, ele detesta. Ela chorava para entrar, ele chora ao sair. Ela gostava da posição de bruços, com ele tem de ser de barriguinha pra cima. Com ela usei Mustela, fez reação e foi Óleoban até aos 2 anos; com ele estou a usar Bioderma e é excelente. Já a minha mãe dizia que temos 5 dedos numa mão e nenhum é igual, e com os filhos tb é assim :) um beijinho grande e agora é aproveitar, não é?

    ResponderEliminar
  8. Experimente a banheira shantala. A minha filha tem 2 meses e adora, nem um choro! A shantala remete-os para o útero materno e para além disso gasta-se muito menos água...e a água não arrefece tão facilmente. Beijinhos, bons banhos!

    ResponderEliminar
  9. Agora com o segundo também achei que sabia tudo mas no primeiro banho dele, ainda no hospital, quando a enfermeira perguntou se eu queria dar, eu disse:ah é melhor não! Lol depois em casa já não me atrapalhei! Eu lavava logo a carinha no banho,no início, e depois passava na mesma as compressas nos olhos. O pescoço e as mãos (que estão sempre fechadas) guardam tanto cotão... Incrível! A parte da limpeza dos olhos não é consensual, mas eu sigo o que diz o pediatra Mário Cordeiro e ele fala em limpar de dentro para fora. Para mim faz mais sentido pois se limparmos ao contrário estamos a trazer as impurezas para o canal lacrimal desnecessariamente. A partir dos 4 meses já tomavam banho os 2 na banheira de plástico e agora já tomam na grande e é uma festa (2.5 anos e 6 meses)!

    ResponderEliminar
  10. na minha opinião, os produtos Corine de farme parecem fazer publicidade um pouco enganosa... se virmos os ingredientes dos produtos apenas a calendula (quase no fim da lista 0,003%) é natural... o resto inclui químicos como sulfatos, PEGs etc...

    ResponderEliminar