domingo, 26 de junho de 2016

Xô daqui, cólicas!


A Isabel foi um recém-nascido calminho. Os amigos até diziam que nunca a ouviam chorar e a Joana Gama chegou mesmo a dizer que ela chorava em mute. Mas recordo-me de nem sempre ser assim. Tenho uma imagem do David, meio desesperado, a andar com ela de um lado para o outro nos corredores da casa, como se estivesse a desfilar. Era, às vezes, a única maneira dela se acalmar e parar de chorar. Lembro-me de uma noite em que desatei também eu a chorar, por já não saber o que fazer. Vi-a inconsolável: nem o colinho, nem o som da minha voz, nem o swaddling, nem o white noise a ajudavam. Sofreu um pouco de cólicas nos primeiros tempos, se não me falha a memória até aos 3 meses. É normal, o sistema digestivo está muito imaturo. Por mais que eu tentasse ter cuidado com o que comia (há listas por todo o lado com os alimentos mais propensos a provocar-lhes cólicas), não vi nunca grande correlação. Agora sei que muito provavelmente, muitas das vezes, não seriam bem cólicas, mas ela a expressar-se, a comunicar, e que aquela manifestação de sofrimento – mais ao final do dia – seria a forma dela libertar o stress dos estímulos visuais e sonoros do dia. Eles são tão pequeninos que precisam muito de estar ao nosso colo, até para a temperatura se auto-regular. O nascimento deve ser um choque e tanto...

No entanto, havia dias em que não tínhamos grandes dúvidas de que seriam cólicas. Se agora com a Luisinha voltarmos a passar pelo mesmo, já tenho uma listinha de coisas a pôr em prática [além de já estar com mais estaleca e estar menos ansiosa]:

- na amamentação, há que corrigir a pega, de forma a que não entre ar desnecessariamente

- fazer massagens circulares e ginástica com as perninhas, tipo bicicleta (ajudava imenso a Isabel a soltar os puns)

- muito mimo e muito colo, pô-la mais vezes na postura vertical, coladinha a nós e fazer pele com pele, ou colocá-la de bruços, com a barriga pousada no meu braço

- usar mais vezes o sling/ pano elástico (vai ser como estar de novo na minha barriga e ali a ouvir bem perto o coração da mãe)

- fazer muito swaddling

- usar white noise (era incrível como aquele som, que remetia para o tempo no útero acalmava a Isabel)

- metê-la numa banheira shantala (nunca experimentei com a Isabel, mas desta vez tenho mesmo muita curiosidade)

- usar aqueles saquinhos de sementes que se aquecem no micro-ondas

Se nada disto for suficiente (muitas vezes não é...), irei pedir novamente instruções à pediatra, de forma a que me aconselhe um probiótico. Deverei usar o Bivos, em gotas, que é dos mais estudados em todo o mundo e dos mais recomendados nas cólicas e diarreia dos bebés.


Como não sou médica nem trabalho na área da saúde - nem os nossos filhos são todos iguais - o que vos recomendo são apenas as minhas experiências e truques. Por isso, caso estejam nesta luta contras as malfadadas cólicas, aconselhem-se com o pediatra dos vossos filhos, antes de administrar o que quer que seja, além do leite materno. E, já sabem, muita calma nessa hora! Uma certeza vos dou: vai passar!


Isabelinha com 10 dias

Se tiverem mais dicas, apitem.


*post escrito em parceria com a agência de comunicação

23 comentários:

  1. cá em casa comprei bebegel, cortamos a canula e colocamos o produto no lixo. Colocamos o tubinho no rabinho (untado com vaselina) e com ajuda das massagens na barriguinha o ar e cocó vai saindo. Resulta muito bem connosco. Fazemos várias vezes ao dia e o bebé
    não se tem queixado das cólicas :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Veja se o bebe nao cria habituaçao e depois só faz com esse estimulo ;)

      Eliminar
    2. Por aqui também foi esse o truque: massagem circular, bicicleta com as pernadas, a canula e o biogaia. Até aos 3 meses fazíamos essa rotina duas a três vezes por dia (o biogaia uma vez por dia apenas). Não cria habituação, pois não é utilizado o laxante. Essa informação foi confirmada pela enfermeira de família e pude confirmar a sua veracidade pois desde que o intestino da garota começou a funcionar direito nunca teve prisão de ventre, nem gases acumulados e nunca mais precisou de "ajuda".

      Eliminar
    3. Eu também usei essa técnica muiiiiitas vezes. Era a nossa tábua de salvação. Sempre a achei preferível às outras pq não lhe dava qualquer tipo de medicação. E resultava mesmo! Ele ficava imediatamemte aliviado.
      Com o passar do tempo, a situação normalizou, apesar de ele ser naturalmente um pouco preso.

      Eliminar
  2. Olá Joana! Antes de mais muitos parabéns pelo blog! Adoro o estilo descontraído, a proximidade e a "realidade"!

    Eu fui mãe (de primeira viagem) um dia depois da Luisinha nascer. A minha pequerrucha tem tido cólicas especialmente nos últimos 3 dias e de facto também ainda não encontrei receitas milagrosas...a massagem e os movimentos com as pernitas ajudam bastante mas não resolvem... O que mais me confunde é ela procurar mama nessas alturas (mesmo tendo mamado há muito pouco tempo) e acalmar assim...
    Obrigada pelas dicas e muitas felicidades para vocês ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ana, a maminha serve, e muito, de consolo! É normal que queiram ainda mais maminha quando têm dores ou estão em stress, é a forma que encontram para se sentirem protegidos e se acalmarem!:)

      Eliminar
  3. Infacol, infacol! 1 pipeta antes d cada mamada e colicas nem ve-las! :D

    ResponderEliminar
  4. Infacol, faz milagres :)

    ResponderEliminar
  5. Chá de funcho para a mamã (passa no leite e dizem que faz maravilhas) :)

    ResponderEliminar
  6. Olá Joana!
    Em primeiro, parabéns pelo nascimento da Luisinha! Muitas felicidades para todos!!

    Eu sou mãe de uma pimpolha de 4 meses. A minha bebé é muito sôfrega a mamar, metade da refeição é ar. A pega é corrigida constantemente, mas mesmo assim, a rapariga engole muito ar. Felizmente, é uma bebé muito tranquila, e mesmo com cólicas pouco chora (chorava, essa fase já passou).
    Para aliviar as cólicas fazemos muita ginástica de pernas, muitas massagens circulares. O banho alivia-a imenso.
    Nas situações de maior agitação coloco-a deitada no meu peito, de barriga para baixo de pernas flectidas. Como foi uma bebé pélvica esta posição ajuda-a imenso. E o saco das sementes foi uma preciosa ajuda!

    Mas como diz, cada bebé é um bebé!
    Beijinhos e felicidades,
    Margarida

    Ps-o medicamento ajuda muito, por indicação da médica de família e do pediatra demos o simicol (e como este esteve esgotado passamos pro infacalm).

    ResponderEliminar
  7. Olá!!!
    Na minha pequena usei umas vezes o colimil, outras vezes o chá da nutriben para as cólicas e por fim a chupeta para a acalmar.
    E sempre que mudava a fralda fazia a ginástica (que ela adorava).
    Nunca foi muito atacada pelas cólicas, muitas fezes era excesso de estimulação mesmo.
    Boa sorte ;)

    ResponderEliminar
  8. O truque da ninfa nunca falha. Os meus nunca tiveram cólicas por causa disso. 😉

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E qual é o truque da ninfa??

      Eliminar
  9. A nossa pediatra recomendou esse mesmo que aconselhas ao nosso Bernardo e ajudou bastante! Mas o melhor mesmo para nós foi usar e a abusar do sling, muito colo e muita paciência!

    ResponderEliminar
  10. Embalar sentada na bola de pilates. É um balanço semelhante ao que têm no útero. Com a minha filha resulta sempre.

    ResponderEliminar
  11. olá! sou mãe de 1ª viagem e o meu pequeno sofreu mto com cólicas! mto mesmo, eu desesperei durante 4 meses! Tentei de tudo! Chás, para mim e para ele, estimulação com a canula, massagens, tudo o que havia na farmácia... e tudo o que aliviou, não foi milagroso como me diziam! Foi o infacol! Andava sempre a ver quem é que ia para fora para me comprar e cheguei a comprar na Amazon, cheguei a trocar emails com a farmacêutica mas não podem vender directamente para Portugal...

    ResponderEliminar
  12. Infacol, sem dúvida...ajudou e muito e li de tudo sobre ele d não tem contra indicações. O pediatra aconselhou e eu depois de noites e noites de desespero acabei por mandar vir de londres... recomendo.

    ResponderEliminar
  13. Eu bebia chá de funcho e ia oferecendo o alivit gases da nutriben entre as mamadas.

    ResponderEliminar
  14. A minha pequenita teve desde que veio para casa quase..as vezes lá precisei usar a cânula do bebegel mas as massagens ainda a irritavam mais! Comecei a dar Alivit gases e ajudou muito! O banho quentinho era maravihoso especialmente na posição de bruços..deixava-a lá a marinar e ela adorava e ficava calminha! A certa altura perto dos 2 meses piorou e comecei infacol apenas nas mamadas da tarde que era quando tinha cólicas e é maravilhoso!! Mas lá para os 4 vou retirar aos poucos para ver se já não precisa..acredito que não!

    ResponderEliminar
  15. O nosso pequenote tinha imenso ar no sistema digestivo - eram puns e arrotos olímpicos! O milagre foi o wrap, ou o santo pano, como lhe chamo. O bebé fica na posição vertical, a barriguita está quente e é "massajada" pelos meus movimentos e a posição de sapinho também ajuda a soltar os puns. A técnica que eu mais usava era a wrap cross carry com um pano não elástico. Acabou por ter muito poucos episódios de cólicas a sério, e aquela "descarga emocional" de fim de dia era suavizada por se sentir seguro junto a mim. Também era remédio santo quando ele não conseguia adormecer: ala para o pano e ir dar um passeio. Ainda hoje - ele tem agora quase 9 meses e já gatinha e se põe de pé - fica calmo e feliz no pano (às costas, que para a frente já está pesadote...), se tiver sono adormece, se não tiver fica a conversar e a brincar e a ver o que estou a fazer.

    ResponderEliminar
  16. O meu filho também chorava muito e pensávamos que seriam as cólicas mas semanas depois descobrimos que sofria de refluxo e desde que começou a tomar o gaviscon nunca mais chorou daquela forma e as cólicas foram muito poucas, pois poucas vezes chorava 😊

    ResponderEliminar
  17. Somos fãs da Shantala! Tenho vídeos da minha Joana em que conseguimos realmente ver como ela ficava relaxada e parecia que reconhecia o sitio onde passou 9 meses!!!
    Quando estava mais birrenta (mesmo não sendo cólicas) era para lá que ela ia.. um banho de 10 minutos só mesmo para ela se acalmar e relaxar de seguida uma massagem e alguma ginastica às pernitas, maminha e voilá maravilhas das maravilhas.!
    Experimenta é mesmo muito bom para eles!

    ResponderEliminar