sexta-feira, 3 de junho de 2016

Coisas giras para fazer em casa.

Ontem não me apeteceu sair de casa e decidi fazer umas coisinhas por lá para a entreter, depois de tentar dar o "jeitinho" mais rápido do mundo à casa toda. 

- Fizemos comidinha com plasticina: com a vermelha fizemos tomates e morangos, com a laranja fiz laranjas e cenouras, com a amarela fizemos batatas, bananas, limões e esparguete...

- Ela, com uma faca (das dela) tentou cortar a comidinha. 

- Fizemos um bolo de aniversário e ela cantou os parabéns várias vezes como se fizesse anos. 

- Arranjei dois pincéis (também servem canetas), espetei em duas bolas grandes de plasticina e ficou com dois chupas, que depois passaram a ser também microfones. 


Olha, mãe, um NHECS!

A minha mãe que eu peço para me fazer comida e faz duas bolinhas vermelhas pequeninas e diz que são tomate cherry.

Fiz ontem a depilação com cera, ficou bem? Ainda não tirei do dedo grande que dói tanto, que mais vale deixar ficar. 
Ontem recebi uma encomenda grande e, antes de deitar a caixa fora, pensei que talvez fosse giro fingir que era um barco. E disse à Irene: "Necas, olha um barco!". Ela foi lá para dentro e, a seguir, pediu o ipad. Não era propriamente o meu objectivo, mas parecia contente por estar dentro de uma caixinha. ;) Depois, pensei que podíamos fazer uma piscina de bolas (fazendo com que ela apanhasse todas as que estavam espalhadas no chão) e ela adorou (claro que isto foi depois de ter tentado reforçar a caixa para ver se não tinha que depois ir com ela às urgências se se pusesse a brincar). 

A minha mãe gastou tudo em maquilhagem e húngaros no café lá em baixo e, por isso, dá-me brinquedos manhosos destes.

Ah! Eu sei, eu gosto de dizer ao mundo inteiro que não sou beta como a Joana Paixão Brás e não sei quê, mas como a minha infância (para além de vestir Cenoura) foi passada a usar Osh Kosh... não resisti e mandei vir!

Ainda tentou disfarçar com uma fita-cola querida, mas acho que ainda se nota que é só uma caixa de papelão.

Isto era a mãe, a achar-se muito criativa e a dizer que a bola parecia um chimpazé, mas isto não há limites? Tenho que aturar estas infantilidades?

Não me deixa ver a novela, que chatice. Toma lá a bola e, para a próxima, arranja um cão.
Hoje já estou a pensar em novas ideias para a caixa. Quero tentar mostrar-lhe que se pode fazer mil e uma coisas com coisas que aparentemente não servem para nada. Se calhar a caixa dá para ser a banheira dos Nenucos, ou para ser um carro e fazemos as duas desenhos por cima... ;) Nós também brincamos... ando a aproveitar para brincar também!

4 comentários:

  1. Eu fiz uma garagem para o Manuel...
    Se calhar podias fazer uma casinha para bonecos 😉

    ResponderEliminar
  2. http://www.tudointeressante.com.br/2015/05/27-ideias-que-utilizam-caixas-de-papelao-para-criar-atividades-e-brincadeiras-para-as-criancas.html
    Claro que depois de ler este texto fiquei com curiosidade de ver mais coisas.. barco já foi usado ontem.. hoje pode ser um carro.. e claro que depois existem aquelas pessoas com um jeitaço enorme e que fazem mil e uma coisas com papelão! :)

    ResponderEliminar
  3. Caixas de papelão dão para fazer tanta coisa! Um fogão, uma casinha, um berço, uiiii! :)

    ResponderEliminar
  4. Conhecem o livro "a caixa"? É muito giro, e parte exactamente da ideia de "o que farias com uma caixa?" ;p

    ResponderEliminar