sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Gastei 20 euros por causa do meu duplo queixo.

Vale a sempre a pena sair. Nem que se vá completamente enroladas naquilo a que chamamos kispos, mas que não passam de edredões para pessoas.

Aproveitamos para ir ao Alvito. Ela adorou ver os patinhos logo à entrada. Perguntei "como fazem os patinhos" e ela respondeu "ão, ão, ão", por isso pude verificar que sim, era minha filha (como se o facto de ter saído de dentro do meu pipi, não fosse suficiente). 

Estava muito frio e muito vento, mas fomos devidamente equipadas, julgo. Eramos as mais agasalhadas do jardim, mas nem foi por aí que demos muito nas vistas. Demos porque eu sou muita linda. 

Não, não foi por causa disso (mas sou, claro). 

Foi porque cometi a atrocidade de usar um selfie stick (aqueles tripés que são monopés para, supostamente, podermos filmar de outras perspectivas mas que o próprio fabricante sabia que ia ser mais utilizado para massajar o nosso ego) e isso deixava as pessoas em choque.

Eu sei que é esquisito. Sei. Parece que a pessoa tem um braço biónico e que, ainda por cima, não dá para perceber como é que as fotografias se tiram sozinhas (a Irene tinha o comando), mas não houve ninguém que não tivesse reparado na nossa presença. Se calhar foi só mesmo pelo facto de ser muita linda, nem teve nada que ver com o selfiestick.





Bom, isto para dizer que os pauzinhos já voltaram a estar à venda na Fnac se andavam doidas para comprar um. Para mim dá jeito porque, na maior parte das vezes, saímos sozinhas e quero que ambas apareçamos nas fotografias sem que eu pareça ter uma papada enorme por causa da posição a segurar o telefone. Sim gastei 20 euros nisto por causa da minha papada. Ridículo.



Borrifei-me para o vento. Dá fotos giras. E não só por eu ser muita linda.



Daqui a uns anos, a Irene vai perguntar o que é que a mãe tinha sempre na mão nas fotografias e eu vou dizer que, dantes, há 20 anos, para as pessoas tirarem fotos a elas próprias mais distantes (algumas pessoas mais parvas como eu), andavam com um ferro. Ela vai rir-se. 


O selfiestick? Nem se nota na foto! Só parece que fui amputada e que a minha prótese é uma muleta. 



Vale sempre a pena, sempre a pena. 

Ainda não sei se falo também do selfie stick,...

7 comentários:

  1. Nao conhecia, mas até que ficam umas fotos bonitas. * beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Fartei-me de rir com o texto, demais! Eu vou muito à Ásia em trabalho e foi lá que vi o stick pela primeira vez. Eles usam aquilo all the time, todos! Toda a gente tem um! Ainda estive para comprar um mas achei que cá em Portugal ia parecer estranho e que o marido me acusasse de maluca...

    ResponderEliminar
  3. Loool brutal adorei!!!!Os teus textos são espectaculares!!!beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Dá-lhe forte com o pau de selfie, JG!!! ������

    ResponderEliminar
  5. Adorei o texto e sim, é útil, porque as fotos ficam mais giras que as selfies mas continuo a preferir pedir a alguém que me tire fotografias :)

    ResponderEliminar