quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Sonho com uma casa de campo

Sonho com uma casa com jardim. Ou com um quintal. Sonho com a Isabel a rebolar na relva. Passarinhos pousados nos parapeitos das janelas. Um cão a correr. Amigos nas espreguiçadeiras a beber uma cerveja. Churrascadas e música alta. Crianças a dispararem pistolas de água e a darem gargalhadas. Uma horta com morangos e alfaces. Ervas aromáticas. A carrinha do pão a apitar. Ver o pôr-do-sol, embrulhados numas mantas. Ouvir o som dos grilos no verão. O som da lenha a estalar no inverno.

Tudo isto sem estar uma hora no trânsito infernal e a desejar, todos os dias, viver num T0 na rua do trabalho. Perto das comodidades de uma cidade. Sem as paredes estarem a cair de podre e sem um vendaval dentro de casa. Sem ter de vestir 14 camisolas à Isabel e um gorro. Sem ter de pôr um desumidificador em cada canto. Sem ter de gastar um dinheirão em aquecimento. Uma casa barata.
Já estraguei tudo, não já? Isto só existe nos filmes, não é?
Ou há por aí alguém que tenha conseguido transformar este sonho em realidade?



9 comentários:

  1. Só me queixo da hora a q passa aqui o padeiro (11hrs aprox.), de resto estou em oeiras e é tudo mto acessível. O apartamento deixamos arrendado quando veio o segundo filho. Em relação a condições o frio ha o por todo o lado, mais a mais esta casa é antiga, e a humidade idem (por aqui muita, o musgo a toda a volta da casa este ano denuncia-o bem). E depois toda a manutenção é puxado.. ainda ha pouco antes de ler o blog hoje, pensava eu olhando pela janela quando é q o pai ca de casa vai dar uma cortadela na relva.. e q o muro la atras precisa ser pintado. A garagem de ser arrumada, esta uma pocilga. E das humidas. E o Tobias de ser passeado o q requer a forca do pai (tenta caçar tudo num raio de n kms, faz umas investidas de arrancar braços!). Mas sim, e mto bom abrir a porta e ter o nosso espaço, la isso é. E um limoeiro maravilhoso q esta carregado de momento (plantas aromáticas nao consigo, ha um problema de lesmas nos canteiros, nem com o truque do sal lhes escapa nada. Só roseiras vingam..). Mas pronto Joana, isto para partilhar q estou em Oeiras, os acessos são bons, e ha uma carrinha de padeiro diariamente :) ( e uma do gás botijas a 5a feira)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tente cinza da lareira ( ou outra que seja exclusivamente vegetal) para resolver o problema das lesmas! ;)

      Eliminar
    2. Obrigada Isa, vou tentar pois bem!

      Eliminar
    3. Fiquei cheínha de inveja, mãe Joana! Mesmo. Apesar de acreditar que seja uma confusão e seja preciso uma enorme organização e tempo.

      Eliminar
  2. Joana, os meus avos deixaram-me uma casa que poderia ser transformada nesse sonho e com o qual também eu sonho, mas infelizmente nem sempre a vida é fácil e por vezes para procurar um futuro melhor para nós e para os filhos afastamo-nos daquilo que poderia ser o sonho, e depois é toda esta conjuntura! Mas ainda tenho esperança em um dia transformar a casa q era dos meus avós nesse sonho, não digo para habitar diariamente mas pelo menos nas ferias e fim de semana! Por agora mantenho-me por Leiria que pode não me dar todos esse prazeres, mas pelo menos o padeiro e o peixeiro também passam a apitar aqui à porta e os passarinhos tb os consigo ouvir, algumas vezes até tenho o prazer de ser acordada por eles! A relva esta a cargo do município é menos uma despesa e pelo menos ainda se vai mantendo bonito! Ah e o melhor é q se esta a 5minutos do trabalho. A vantagem de se vive numa cidade pequena!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Parece-me muito bem, Patrícia! Que um dia consiga realizar esse seu sonho. Fico a torcer!

      Eliminar
    2. Assim espero e vou continuar a lutar por isso!

      Eliminar
  3. Passei toda a minha infância/adolescência numa casa com praticamente tudo o que descreves. Até ao momento, não sei o que é viver num apartamento, pelo que compreendo esse sonho que tem. Agora casada e com uma bebé de 15 meses, continuamos a viver numa casa com jardim, cães, uma horta grande, um pátio grande para ela brincar, onde se houve os passarinhos, os grilos numa noite de verão. Onde passa o padeiro, todos os dias, logo pelas 5 da manhã e nos deixa o pão pendurado no portão. Onde passa a peixeira a buzinar pela rua fora. São os benefícios de viver numa vila :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que sonho, Paula! Tão bom e que sorte a da sua bebé. Beijinhos para os três e para os cães hehe

      Eliminar