1.09.2015

Restaurantes onde ir com os filhos #3 - Claro!

Vamos a isso, vamos a mais um restaurante onde os nossos filhos são muito bem recebidos e onde nos dê gozo ir com eles (e até sem eles, neste caso). 

Este restaurante é, para mim e para o meu rapaz (o que tem bigode farfalhudo, o pai da miúda, pronto), muito importante. Além de o termos conhecido juntos (não há cá histórias de já lá ter ido com uma ex qualquer), foi onde ele (depois de uns copinhos) me pediu em casamento (um dia conto como foi, mesmo que não vos interesse, é a vantagem de um blogue hehe). Foi também onde lancei o meu livro também ("Estou toda grávida", é giro hehe). 




É mesmo na marginal, por isso a vista é o que nós sabemos. Tem parque de estacionamento próprio, mesmo à entrada do hotel. Ah! É num hotel (Solar Palmeiras). Por isso, se forem lá numa de festarola com malta que depois não deva conduzir, há sempre um sítio onde possam ficar sem ser no vosso sofá.



A comida? Excepcional. O Chef Claro (ele chama-se Vitor Claro, daí o nome do restaurante) gosta tanto do que faz que até no nosso primeiro jantar (há 2 anos, acho), já fazia as coisas assim: vai servindo sem dizer o que é e, depois de tentarmos adivinhar é que ele se descose (e nem sempre, gosta de guardar o seu segredinho). É também apaixonado por vinhos, pelo que no restaurante tem sempre escolhas curiosas e que, geralmente, dá a conhecer a quem lá vá, incluindo o seu próprio "Dominó".


Tem desde coscorões de alheira (cujo cestinho, por termos gostado tanto, foi o sítio onde levámos as alianças do nosso casamento), ravioli de fois gras com amendoins e caldo de castanha, carpaccio de novilho com dobradinha, etc. Não divulgo mais que o homem pode cobrar direitos de autor. 



O pão é feito por ele, a focaccia também... só para terem uma noção do amor à comida. 
Para restaurante de cozinha de autor, o preço é mesmo muito em conta. Para a qualidade da vista? Nem preciso de dizer mais nada... 





Aquisição recente de cadeiras do Ikea para os bebés se sentirem crescidos connosco à mesa. A Irene estava a delirar e portou-se bem durante uma hora (!!!). 




Aqui está ele, o homem "da hora", Chef Vitor Claro! Refiro-me ao senhor da esquerda, a pessoa da direita é a minha filha.




 Vista: Excepcional.

 Estacionamento: parque privativo.

 Comida: cozinha de autor, com amor.

 Preço: para cozinha de autor: preço muito em conta.

 Crianças: bem recebidas com cadeiras e espaço para correrem.

✔ ✔ Serviço: óptimo, somos recebidos como habitués e ficámos amigos do chef. 

Sem comentários:

Publicar um comentário