1.27.2015

Vvvvvvvvvvvvvvvv (som do secador)

O meu marido ainda hoje adora o som do secador. Diz que se lembra da mãe estar a secar-lhe o cabelo, com ele sentado na sanita e de adormecer com cabeça encostada ao peito dela. Gosta do quentinho e do barulho. 

Quando estava grávida e secava o cabelo, ele aproveitava quando saia do banho e, apesar de não precisar, passava com o secador pelo corpo também. Digo "apesar de não precisar" porque calhou-me um velhote com tanto pelo quanto uma manga: nenhum! Demasiada informação? Sim, sempre. 

O meu pai também (acho que era o meu pai, nunca me lembro bem), depois de eu ter o pijama vestido, também me punha um bocadinho o secador por dentro do pijama e eu adorava o balão de ar quente. 

Pelos vistos, o namoro do ser humano com o secador é ainda anterior à nossa infância. Vem de quando éramos bebés. Nunca tinha ouvido falar disto até começar a investigar maneiras de acalmar recém nascidos (para quem ainda não seja mãe, eles choram muito e nem sempre é maminha ou fralda suja). 

E não é que o som do secador é muito parecido com o barulho que eles ouvem dentro do nosso útero e, proporcionalmente, no mesmo volume? 

Há a teoria de que os bebés deveriam só nascer 3 meses depois, que deveríamos ficar grávidas durante um ano se isso não fizesse com que nos esvaíssemos em sangue pela coisinha (adoro!), porque nessa altura os bebés já estão mais desenvolvidos cerebralmente (e não só) e o parto não seria tão traumático (para eles). A Natureza faz com que eles nasçam mais cedo, mas é pelas mães, segundo essa teoria. 

Às vezes, essa inquietude "traumática" e desesperante (para nós) do recém nascido, faz com que mediquemos a torto e a direito os nossos bebés achando que "só podem ser cólicas". Eventualmente essas "cólicas" acabam por passar e, erradamente, atribuímos a um determinado medicamento ou probiótico em vez de ser o próprio bebé que se encontra mais "situado". Estou a gastar imensas aspas, eu sei. 

Durante os três meses seguintes (cá fora), eles sentem que não pertecem a lado algum e têm saudades do útero. Por isso, o swaddling (embrulhá-los numa manta, bem apertadinhos e fazer shhhhh bem alto ao ouvido), o som do secador e outros, visto que reproduzem as condições do útero, fazem com que fiquem mais calmos.

Experimentei isso com a Irene e resultou. Usava isto quando estava desesperada (não é que eles sejam insuportáveis, mas nós, mães, estamos a passar por muita coisa ao mesmo tempo e torna-se, às vezes muito complicado):


Claro que não é o secador em si que é milagroso, o som do aspirador também resulta (não tenham medo de os acordar enquanto aspiram a casa se forem recém nascidos, até ajuda) e o som do exaustor. Lembro-me de precisar de ir fazer xixi e de a por na espreguiçadeira ao pé do exaustor para poder fazer xixi durante um bocadinho, sem me stressar. Abençoados aparelhos.

Depois não só lhes passa como voltamos a estar bem da cabeça e a conseguirmos ser criativas e ter instinto para os afagar, mas este é um óptimo truque de emergência!

Funciona quase com todos, verdade?

6 comentários:

  1. Com o meu 1º filho o secador funcionava para acalmar mas só enquanto ainda não ferrava no sono. Com o meu 2º agora de 3 meses ele só aceita aspirador por exemplo quando já dorme profundamente,continua a dormir, mas se está a chorar não se acalma com o mesmo. Só mesmo a mama ;o) Mas o enrolar na manta é a unica coisa que o faz adormecer mais tranquilamente, só o facto de ele ter os braços livres é o suficiente para não conseguir pegar no sono, qualquer barulho que o sobressalte, mesmo que baixinho, fá-lo mexer os braços bruscamente e acorda. Eu adoro secar-me depois do banho com o secador ;o)

    ResponderEliminar
  2. Confirma-se! A Bia tem um ano e dois meses e nos primeiros meses foi uma salvação! Agora não o suporta! Só tenho pena de ter feito essa mesma pesquisa quando ela já não passava as noites em pranto, mas ainda ajudou qualquer coisa! O incrível é que quando o contava ninguém acreditava (até me deviam chamar louca). Só quando assistiam ao fenómeno é que se rendiam ahah mas realmente tem toda a lógica. Recriar o ambiente do utero, onde se sentiam tão bem, só faz com que se sintam protegidos ;)

    ResponderEliminar
  3. Joana Silva1:08 da tarde

    É mesmo idêntico ao som do interior do utero o barulho do secador.. lembro-me de ouvir o som do útero quando ia as consultas da gravidez e a medica ouvia o coração da princesa..
    Com a minha filhota tb funcionou algumas vezes..

    ResponderEliminar
  4. Q máximo!!! Pensei q só eu era do outro mundo :) o meu adormecia com o barulho do exaustor na cozinha!!! Qdo n havia maneira d adormecer, eu punha-o no carrinho, na cozinha e ligava o exaustor :) ainda há quem goze cmg por isso, mas pelos vistos n estou sozinha no mundo ;)

    ResponderEliminar
  5. Secador, aspirador e... nebulizador! Sim, o nebulizador só com soro fisiológico tem efeitos mágicos :-)

    ResponderEliminar
  6. Secador, no período das cólicas - essas parvas que nos sugam o dinheiro sob a forma de probióticos - fazia milagres.
    Não és a única mãe que bate mal ;)

    ResponderEliminar