segunda-feira, 2 de outubro de 2017

Ainda mama?

16 meses. Mama. E acho que é a coisa que mais gosta de fazer na vidinha dela.

Eu também gosto. Muito. Menos durante a noite, confesso (ainda se fosse de 3 em 3 horas ou 4 em 4 horas... mas não, é quase de hora a hora) - calma, não são todos assim, não vamos culpar a mama (provavelmente sem mama também acordaria), e, assim que passe o período de adaptação à escola, iremos a uma consulta tentar descortinar o que se passa e ver se há coisas, que não sejam agressivas, que se possam fazer para melhorar as nossas vidas.

Não me espanta o espanto com que reagem ao facto da Luísa ("ainda") mamar. As pessoas não estão habituadas a ver. Perdeu-se, ao longo dos anos, esta partilha, principalmente no ocidente. Por isso, considero importante fazê-lo, com naturalidade, quando tiver de ser. Já houve sítios onde a distraí com outras coisas porque não me apetecia; mas, na maioria das vezes, não me incomoda absolutamente nada. Percebo que cause estranheza - já anda, já come com a própria colher, já parece tão autónoma e "ainda" mama? Habituámo-nos a achar que só os bebés até aos 6 meses mamavam (máximo dos máximos, 1 ano...). Mas, não, os bebés devem mamar, caso a mãe queira e tenha essa possibilidade, no mínimo, até aos dois anos. A partir daí, acontece o desmame natural que se poderá situar, segundo estudos antropológicos, entre os 3 e os 8 anos. Isto seria o "desejável", mas defendo que não tem de ser necessariamente a nossa escolha.

Todas conhecemos uma tia, uma avó, uma vizinha que deu de mamar até tarde, até o puto "ir para a escola". E, lá está, por falta de hábito, achámos estranho. Eu, com uns 19 anos, confesso, achei estranhíssimo quando uma miúda se levantou da sua cadeira e foi pedir maminha à mãe. Preconceito meu. Falta de hábito. Desinformação.

Agora, e respeitando quem não o queira - ou não possa - fazer, respeito igualmente quem faz amamentação prolongada. Já não me causa estranheza. Já sei que é normal. Que não é sinónimo de carência, de falta de autonomia, do que quer que se acuse, infundadamente, apenas por preconceito e desconhecimento.

Eu não sei até quando irei amamentar a Luísa. Por enquanto, estamos bem assim e não me imagino sequer a cortar-lhe com a coisa que ela mais gosta no mundo. E que, ainda por cima, lhe faz tão bem, nutricional e emocionalmente falando (porque, ao contrário do que se possa pensar, lhe traz segurança). Irei fazer ouvidos moucos a quem me disser, apenas por achismos, que já não faz sentido amamentar.

E com esta minha experiência quero passar-vos apenas isto: quem decide a hora do desmame é o bebé, a mãe, o bebé e a mãe. Os outros não entram nesta equação.






 Fotografias - The Love Project
Tudo o que já escrevemos sobre

 
www.instagram.com/joanapaixaobras

55 comentários:

  1. Eu que optei por nem sequer dar de mamar, acho perfeitamente normal qualquer criança mamar. Não me faz a menor das confusões, acho natural e até acho bonito, porque acho ternurento.
    Faz muito bem.
    Eu não tenho muita paciencia para fundamentalismos do ter que dar de mamar, e do exagero que se faz à volta disso. Mas da mesma maneira, não tenho paciencia para quem fica chocado com uma mulher a amamentar um filho, de facto, não há nada mais natural nesta vida. Ainda por cima a Luísa parece radiante e a Joana também. Que bom :)

    ResponderEliminar
  2. De hora em hora? Caramba! Com mantém esse bom aspeto?

    ResponderEliminar
  3. Quando ela acorda de noite também mama?

    ResponderEliminar
  4. E como conciliar a amamentação prolongada com a intimidade em casal? Das inúmeras vezes em que falaram em amamentação no blog, este aspecto nunca foi abordado..imagino que é porque se trata de um tema mais delicado, pessoal e íntimo, mas de qualquer forma poderia sempre ser falado em termos gerais (relativamente a todas as mulheres).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não entendo o que é que uma coisa tem a ver com a outra...

      Eliminar
    2. Não foi abordado pq uma coisa não impede minimamente a outra... N tem nada a ver.

      Eliminar
    3. Amamento o meu filho de quase dois anos e continuarei. Ele dorme connosco e a única alteração na intimidade do casal que nós somos é que deixou de existir tanto na cama antes de dormir (nós já não éramos muito convencionais nas horas...) e passou a existir noutros sítios e a outras horas. Temos um quarto de hóspedes que dá um jeitão, e sofás também servem lindamente ;) Eu vejo-me como uma pessoa completa - mulher, mãe, profissional, desportista, filha, e tantas outras coisas... Há espaço para tudo na minha vida e o meu corpo, graças a Deus, é uma ferramenta que nunca me deixa mal e que me permite tudo isto.

      Eliminar
  5. Tão bom. Eu ainda amamento o meu filho de 3 anos e, de há 1 mês para cá, em tandem com a sua maninha. Por enquanto ainda estou numa de esperar até aos 4 anos sem dizer nada. Já vou impondo regras. Quando se tornar algo desagradável para mim a maior parte do tempo converso com ele. É a vantagem.Eles já vão percebendo :)

    ResponderEliminar
  6. Por aqui já vamos em 27 meses e adoramos que venham mais meses :)
    "A hora do 'fim' e escolhida pelos protagonistas"

    ResponderEliminar
  7. A minha Teresa tem 20 meses e ainda mama. Se as pessoas estranham? Muito, mas isso é problema delas. Tirando o facto de não dar de mamar na rua, pois é proibido na França, faço-o em casa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É proibido??? Estive em França e dei de mamar na rua... De certeza?

      Eliminar
    2. Também io em França e ja dei de mamar muitas vezes em locais públicos. Não há nenhuma lei que o proibia. Ua das poucas leis francesas que involve a amamentação é a lei do trabalho em que 1 anos após o parto as mães têm direito a 1h diária para amamentar (com o bebé quando possível ou para tirar leite)

      Eliminar
    3. Tambem moro em França e ja dei de mamar em locais publicos varias vezes. Nao ha nenhuma lei que o proiba. Na realidade das poucas leis relacionadas com a amamentacao involve a lei do trabalho, em que 1h apos o parto a mae tem direito a 1h diaria para amamentar (o bebe quando possivel, ou tirar leite). Nao deixe pessoas mal informadas tirarem o seu direito de escolher se quer amamentar em lugares publicos.

      Eliminar
    4. Fui ali pesquisar a site: http://www.magicmaman.com/,comment-allaiter-en-public-discretement-ou-non,69,1955735.asp

      E o que diz sucintamente é que:
      "O artigo 222-32 do Código Penal proíbe a exposição sexual impostas à vista de outros em um lugar acessível ao público e puni-lo com um ano de prisão e uma multa de 15.000 euros. Mas isso não pode se aplicar à amamentação em público, porque a noção de exposição sexual visa a realização de atos sexuais ou obscenos. No entanto, a amamentação não tem conotação sexual"

      Portanto proibido não é, mas pode ser pouco usual.

      Eliminar
  8. A minha filha tem 18 meses e ainda mama...ela adora...e tem toda a razão desta equação apenas fazem parte a mãe e a criança!

    ResponderEliminar
  9. Ola, boa noite ;) isso de mamar de hora a hora é normal, a minha filha Mamou ate quase aos 2 anos e TB era assim, e o desmame foi por ela própria, sem pressas, isso so depende da criança e da mae.. Mas depois passa e dorme melhor :) faz tudo parte da idade deles.. Um bjnh

    ResponderEliminar
  10. A minha bebé só tem 8 meses e já me fizeram a mesma pergunta...ainda mama?? Claro! Se sair à mãe há-de mamar até aos 4 anos! 😊 As pessoas ficam um bocado chocadas quando lhes digo que mamei até essa idade mas na minha família (felizmente) é bastante normal. Tenho primos que mamaram até aos 3 e 5 anos de idade. É como a Joana diz: a mãe é o bebé é que decidem! Cá por casa adoramos esse tempinho só nosso e espero que não acabe tão cedo 😉

    ResponderEliminar
  11. O Francisco tem 23 meses e mama, apesar de já ter sido recomendado que deixasse de o fazer. Não sou capaz, ele rebifa os olhos fe tanta satisfação, adora, é um momento muito especial, assim que acorda tem que ser logo e quando está doentinho é um consolo. O desmame vai ser quando ele quiser.
    Patrícia

    ResponderEliminar
  12. Olá Joana este tema está pertinho do meu coração. O meu pequeno está quase com 27 meses e "ainda" mama. Não preciso de te dizer quantas caras de espanto já vi (é, literalmente, para o lado q durmo melhor-troca de lado, troca de mama haha)... Mas também vi várias de apoio! Ainda hj é raro o puto dormir a noite inteira - com 16 meses tb havia noites em q eu perdia q conta das vezes q acordávamos. E para provar q a maminha não tem nada a ver- há noites em q ele acorda agr e não pede para mamar. Ou seja, é da raça má p dormir. Tamo juntas! 😆

    ResponderEliminar
  13. Concordo, de hora a hora, com esse bom aspecto...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É óptimo. Estou sempre atenta a possíveis larápios a entrar em casa 😉😅😅😅

      Eliminar
  14. Olá Joana tenho um bebé de 18 meses que também mama de hora em hora de noite, já relativizei esse assunto sendo cá em casa essa dinâmica ser a normal, também não não conheço outra. No entanto por curiosidade que tipo de consulta vai ter para "avaliar" essa situação?

    ResponderEliminar
  15. 16m de amormentação tb por aqui e concordo com tudo :) força para vocês :)

    ResponderEliminar
  16. Olá! A minha filha tem dois anos acabadinhos de completar em setembro e ainda pede mama, e ainda mama quando pede...esta semana fiquei chocada, ouvi da boca de uma médica, para mim direcionada, ser contra natura dar peito após os 24 meses...enfim, tudo isto porque a tal senhora doutora não é a favor da amamentação e literalmente se negou a passar-me a declaração de amamentação para puder continuar a beneficiar das duas horas no meu emprego...disse-me que a criança já não necessita da mama para nada e que eu estava a prejudicar a minha entidade patronal por esse motivo. Desde quando é que uma medica acha que o meu emprego é mais importante que puder estar mais tempo junto da minha filha????
    Moral da historia, vou continuar a dar mama, quer tenha as duas horas reduzidas no emprego quer não tenha....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O meu tem 2 anos e 3 meses e ainda mama. Na consulta dos dois anos o médico disse que se a mãe está bem, para ele só faz bem! ;) E continuamos. Essa médica é ridícula!!!

      Eliminar
    2. Não pode ir a outra médica??
      Eu fazia queixa dessa médica. Afinal, a recomendação da OMS é que o bebé mame PELO MENOS até aos 2 anos.
      Estão a negar-lhe um direito por preconceitos sem fundamento....

      Eliminar
    3. Grave muito grave! Estão a negar o seu direito humano fundamental da autodeterminação. Embora ela não concorde não é sob o ponto de vista da ética profissional correcto que se nega a passar a declaração. A declaração apenas diz que a mãe amamenta não diz que ela é a favor.

      Eliminar
    4. Olá! Desculpe, mas estou MEGA curiosa para saber o seguimento desta história! Conte-nos como correu? Certamente foi a outra médica! E não vai fazer queixa dessa?!?

      translocacaodoamor.blgspot.pt

      Eliminar
  17. O meu filhote tem 19 meses e a "mamia" como ele lhe chama é o melhor que ele tem.
    A ligação que temos é inexplicável...
    Igualmente, amamentei o meu mais velho, mas só até aos 11 meses com muita pena minha.
    O tempo passa rápido e ele irá por deixar de mamar.
    Agora é aproveitar o pouco tempo que ainda temos...

    ResponderEliminar
  18. Sofro do mesmo "problema". "Ainda mama?quando é que acabas com isso?". No entanto foram sempre questoes de pessoas que optaram nao dar maminha aos seus filhos. Opcoes às quais devem ser tambem respeitadas.
    O meu filho tem um ano e ainda mama e Vai mamar ate ele querer.

    ResponderEliminar
  19. Adoro os achamos! Por aqui já me disseram o habitual do vicio de que já é de mais. Mas para já adorámos ela adora e dá lhe segurança assim que a vou buscar à creche é o que me pede. Eu adoro dar de mamar e que ela me faça festa ou às vezes me espete um dedo no olho. Mas é um momento nosso e adoro. Enquanto as duas quisermos ela vai continuar a mamar. Beijinhos e obrigada por falares deste assunto

    ResponderEliminar
  20. Tão bom����por aqui foi até aos 24 meses e não nos arrependermos nada! Foi ele naturalmente que deixou...confesso: tenho tantas saudades��

    ResponderEliminar
  21. Quase dois anos um e 3 anos outro! O meu segundo filho foi mais difícil retirar, mas nada que não ficasse resolvido. Agora com 3 anos e 3meses, tem o hábito de colocar a mãozinha no meu peito. É uma entrega única, não concebível a todas as mulheres( que não deixam de ser menos mães),na qual ainda há muitos peconceitos até da própria classe médica.
    Aproveite, passa rápido!

    ResponderEliminar
  22. Com muita pena minha não consegui amamentar, e às 3 semanas de vida vi-me obrigada a optar pelo suplemento, porque pura e simplesmente n conseguia extrair leite suficiente para o satisfazer. Foi uma "derrota" para mim que ainda hoje me chateia. Após a minha experiência, chego à conclusão que não vale a pena irmos atrás de fundamentalismos parvos e devemos sim fazer o que o nosso coração diz. Só nós devemos ter certezas do que fazemos.

    ResponderEliminar
  23. Eu também não percebia e também achava estranho esta coisa de crianças crescidas ainda mamarem. Depois tive um filho, e apesar de ter sido muito complicado no início, tive bastante apoio e consegui. Dar de mamar era algo que eu queria mesmo muito. O meu filho mamou até aos 2 anos. Eu queria que ele mamasse até ele querer,que deixasse a mama por sua vontade, quando estivesse preparado. Quando ele deixou, quase de um dia para o outro, quem não estava preparada era eu.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acredito. O meu tem 19 meses e ainda mama, mas aos 13 esteve doente e esteve 5 dias ke recusou a mama eu fiquei para morrer, não estava preparada para ele deixar tal como não estou agora caso ele deixe, felizmente kuando recuperou voltou a mamar.

      Eliminar
  24. Olá o meu bebé esta quase com dois anos e ainda mama. E do que depender de mim continuarei a dar. Tambem ja ouvi varias vezes a mesma pergunta. Ainda mama? Enfim... Acho que faz muito bem em amamentar a sua bebé

    ResponderEliminar
  25. A minha tem 24 meses e ainda mama. Claro que muitos ficam admirados e fazem comentários, que enfim...
    A princesa é que decide até quando vai querer 😉😊

    ResponderEliminar
  26. Olá, a minha menina tem 17 meses e ainda mama também, o pior realmente é as noites, depois de acordar a primeira vez, acabou-se é sempre com a mama na boca!Beijinhos

    ResponderEliminar
  27. O meu mais velho mamou até aos 25 meses e espero que o de 8 meses lhe siga as pisadas. Recomecei, agora, a trabalhar e pedi as horas de redução de amamentação... Houve colegas que já me perguntaram se efetivamente dou maminha, pois acham que tenho o peito tão pequeno! Respondi que mesmo pequeno sou uma autêntica vaca leiteira e que enquanto o rapaz quiser, estará tudo à sua disposição. E, para além da parte nutricional, emocionalmente ficamos ambos mais fortes com este miminho e momento só nossos!

    ResponderEliminar
  28. A minha mamonazinha tem 13 meses e o sentimento é igual, ela adora, a mae gosta, mas passava sem as noites mal dormidas. aqui estamos de 2 em 2h :( mas provavelmente sem a mama também acordava e era mais dificil faze-la voltar a adormecer.

    ResponderEliminar
  29. Joana, lembra-se daquele post acerca das pessoas dizerem que os filhos têm 347 meses e de uma comentadora - eu - ter dito que associava isso às mães que amamentam muito tempo e contam esse tempo em meses, tipo "aqui 47 meses de mama com o joãozinho" - vá ver os comentários a este post e diga-me se não tinha razão lolol ;) por mim tudo bem, live and let live, acho que não seria a minha escolha, mas quem quer força, quem não quer força também. Somos livres - mais ou menos, ser mulher é complicado, não é?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Talvez seja mais porque um bebé com 24 ou com 35 meses tem 2 anos, mas à velocidade q eles crescem é bem diferente uma idade da outra.

      Eliminar
  30. Aqui à noite também é de hora a hora. SOCORRO

    ResponderEliminar
  31. Nós fazemos hoje, 40 meses!!! 😉

    ResponderEliminar
  32. Por cá, aos 17 meses ainda se mama. Umas noites de duas em duas horas, outras sem mamar. E ouvimos comentários reprovadores desde os 9 meses!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu tenho um filho com 19 meses em relação aos comentários reprovadores eu já opto por não dizer ke dou mama! Pois já fui repreendida pela minha Enf. do Centro de Saúde, por uma médica na urgência e até pelo Pediatra. Segundo ele o meu filho já não precisa da mama e ke este leite já não lhe faz nada!! Já para não falar do olhar decespanto da generalidade das pessoas kuando eu lhes dizia com orgulho ke ainda amamentava e olhavam-me como um ET. De kualker modo eu adoro dar de mamar e o meu filho também precisa deste conforto ou até desta refeição. Eu não o vou desmamar simplesmente porque me dizem para o fazer kem sabe sou eu e ele, aliás até mais ele ke tem vindo a reduzir o número de mamadas consoante a idade. Isto tudo é um processo natural e eles vão largar a mama kuando se sentirem preparados, tal como começam a andar, a falar ou até no desfralde!

      Eliminar
    2. Já percebemos que sabe muito de amamentação. E de escrita? Aí é que a coisa falha.
      Seria melhor aprender a escrever, é possível que lhe venha a fazer mais falta do que os conhecimentos em amamentação.

      Eliminar
  33. Sendo um tema tao natural, porque passar a vida a aborda-lo? Nao vejo necessidade de continuar a bater no ceguinho quando tanta a gente faz o mesmo..

    ResponderEliminar
  34. Não mudaria uma única frase ao sei texto Joana, excepto os 16 meses, porque por aqui vão 31...não gostam??? paciencia...eu também não gosto das noites que é quase de hora a hora...mas as mamas e a filha saõ minhas...lol e do marido...e estamos todos em sintonia. Beijinho

    ResponderEliminar
  35. Do meu filhote sei mama até aos 16meses... não parei porque quis foi mas porque engravidei e encomendava imenso.. infelizmente minha filhote agora com 6 meses e meio já não quer a mama 😢...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Seis meses e meio? Isso é muito estranho. Não estará ela a sofrer de confusão de bicos?

      Eliminar
  36. E uma questão prática - tiveram que mudar de vestuário para dar de mamar? Que preocupações têm quando escolhem o que vestir para ir à rua com o bebé e seja preciso dar de mamar? Além dos óbvios sutiãs de amamentação... camisas? Vestidos? Como fazem de inverno com as camisolas?

    ResponderEliminar
  37. Quando não tenho roupa própria, visto um top de alças justo por baixo de uma camisoles. Quando é para amamentar, desço uma das alças do top, subo a camisola, e pronto, tenho a barriga e o peito quente. Com camisas é prático mas apanha-se mais frio. Solução: um cachecol ou echarpe mais largos. Mas normalmente uso ou camisolas de amamentação ou a solução do top+camisola.

    ResponderEliminar