segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

A outra está a passar das marcas...

Se há coisa que me faz confusão são aquelas pessoas que parecem ter um coração enorme, serem muito bondosas mas que, depois, sabem perfeitamente o que estão a fazer - no sentido de serem cabritas. Mais prefiro aquelas que andam sempre com cara de glúteo de um lado para o outro e de quem já se espera fezes de quando em quê. A outra já me anda a desapontar grandemente em coisas que acho que fariam mais parte da sua competência (como aqui) e agora, de repente, decidiu aprontar uma de bullying online.

Aqui está a minha filha toda apresentável (falta a gola à Camões de que ela falou ontem aqui, já sei) para o mundo beto, até com um ar ligeiramente triste de saber que afinal não vai poder continuar a ter 45 cavalos na sua quinta e a organizar festivais equestres. 


Depois, aqui está a minha filha com uma tortilha (bio, vá) na mão porque não houve grande tempo para o pequeno-almoço (até porque eu queria tirar fotografias para o blog ahahah) e decidi juntar-lhe um casaquinho plastificado vermelho. Compreendo que não pareça do lookbook capsule da Zara, compreendo que não pareça que vai ser baptizada hoje (nem vai ser em breve), mas vai com um apontamento de cor inesperado já que lhe quero estimular o gosto por cores fortes e não só "pastel" como se fosse para forrar uma cadeirinha antiga da casa da avó. 


Claro que todo este atrevimento estilístico, juntando ao facto de afinal se notar que comprei a camisola demasiado grande começou a fazer com que a Joana chorasse incomodada (não só porque chora com tudo), mas porque é muito estilo para alguém que use tantos apelidos. Começaram a arder com se fosse cebola e saiu-lhe aquele comentário ali em baixo: "Tadinha". 



Joana, ainda no outro dia foste contribuir para a caridade e hoje fazes uma destas? Ou se é bom de coração o tempo todo ou, então, é tudo só para manter aquele nível de gente de bem que faz coisas boas. Cá para mim queres uma igual e já não há ;) Ficaria muito bem com aqueles sapatos que vocês usam: as beijocas ou as feijocas ou lá o que é. 

:::::::::::::::::::::::::::::::::::


Coisinhas que podem ter achado giras ou que vos tenha feito arder os olhos:
Casaco - Vertbaudet
Camisola - Zara

Sigam-nos no instagram aqui 
a mim também aqui e à outra Joana aqui.
O nosso canal de youtube é este.

10 comentários:

  1. só me ocorre uma palavra: adorável!

    ResponderEliminar
  2. Prático e confortável, sem deixar de ser giro, claro! Nunca fui apologista de golas. Quando o meu miudo nasceu, a sogra ofereceu um bodie com gola, o pai perguntou se era de menina 😂 além disso o miúdo bolsava imenso... e quem passa a roupa cá em casa sou eu, que é outro dos motivos fortes para não querer fofos nem golas 😉

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois golas bolsada sempre foi um problema por aqui, por isso nunca houve nada disso (bem também é menino e sinceramente não gosto assim muuuito de ver :)

      Eliminar
  3. lindissima!! MAs Joana.. essas amigdalas vão dar que falar, não?? muito gira!

    ResponderEliminar
  4. Mas quem inventou as golas...Yikes!

    ResponderEliminar
  5. É por estas e por outras que adoro cá vir 😂😂😂 depois da loucura de dois bebés cá em casa uma pessoa precisa descomprimir e como não gosto de fazer exercício nada como umas gargalhadas!!!! Obrigada Joanas 😂😂😂👌🏼❤

    ResponderEliminar
  6. A Irene está linda na foto do casaco vermelho! Parece foto de catálogo! Não sou fã dessas misturadas mas o que interessa é que a mãe goste e a filha ande confortável! Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Como está linda a Irene 😍

    ResponderEliminar
  8. A Irene está muito gira. Não percebo porque é que hoje em dia se tem a ideia de que as meninas se devem vestir com os reposteiros lá de casa e com as toucas da avó :)
    Cada um gosta do que gosta, mas eu sou como tu, gosto do prático, bonito, colorido e confortável. Não há nada de "tadinha" nesta foto :)

    ResponderEliminar
  9. De facto o casaco não tem nada a ver com o resto da roupa, é carta fora do baralho. Ficaria bem com gangas, com um estilo descontraído, mas não com esse estilo mais étnico ou boho, com essa saia... nem é pela cor é mesmo por ser de plástico e pelo corte. Nem todos têm de gostar do mesmo e se ideia é ficar diferente, isso conseguiu, mas não pelas melhores razões! Lá linda a miúda é, feliz e o resto são claro pormenores sem importância nenhuma. Beijinho às duas! Sara Freitas

    ResponderEliminar