sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Ainda anda virada de costas no carro, 'tadinha?

- Anda, sim senhora. Andará até ter quatro anos, pelo menos.
- Então mas cabe? Não fica com as perninhas todas tortas, desconfortável?
- Não, nunca se queixou, parece-me que tem espaço suficiente.
- E não fica mal disposta?
- Não.
- Mas assim não vê a estrada, deve ser chato, tadinha.
- Ela lá se distrai com livros, brinquedos, peluches, canta, conversa connosco, vê-se ao espelho, não faz nada, olha para a rua, adormece.

Foi um adeus à cadeira da Bébé Confort Axissfix, que já tínhamos há quase dois anos, e um olá à 2 Way Pearl, que dá para ir de costas para a estrada até aos 105cm, 4 anos aproximadamente. Agora a Assixfix passará para a Luísa, basta lavar a forra e está como nova.


Porquê esta?

- cumpre a mais recente legislação i-Size, dá para ir em rear facing até aos 4 anos

- tem um bom desempenho de segurança

- tem um arnês easy-in, ou seja, é facílimo colocar o arnês (gosto mais até do que da Axissfix)

- tem várias opções de reclinação

- usamos com isofix, o 2wayfix, que tem sensor de som e com luzinha verde/vermelha para termos a certeza de que está bem encaixada


Do que tive pena:

- de não ter o 360º da Axissfix, que dá um jeitão para os colocar nas cadeiras; mas ela agora já colabora imenso e já sobe sozinha, por isso, compensa.

- de não ter o azul turquesa da Axissfix, mas como estamos a falar de uma questão de segurança e comodidade, se calhar tenho de calar este meu lado mais fútil de Esquadrão da Moda. :)



NOTA:
Podem ver neste vídeo a diferença da reacção do corpo da criança em caso de acidente, estando contra ou a favor da marcha. Estamos a falar da proporção do peso da cabeça totalmente diferente da de um adulto, estamos a falar de uma redução em 75% dos ferimentos e lesões em caso de embate, estamos a falar de uma escolha que pode fazer TODA A DIFERENÇA na vida e na saúde dos nossos miúdos. Há estudos da ACP - e recomendações da APSI - com números, explicações e resposta a algumas questões e mitos (nomeadamente a questão das pernas, que vão encolhidas).









Outros posts sobre cadeirinhas:




Podem ler também:


---------------------
---------------------
Sigam-nos no instagram aqui 
a mim também aqui e à outra Joana aqui.
O nosso canal de youtube é este.

35 comentários:

  1. Sei que é melhor mas não tive "coragem" de a deixar de costas a partir de determinada altura! Espero nunca me vir a arrepender!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. se alguma vez se arrepender que não seja a visita-la no hospital ou pior...

      Eliminar
  2. A minha andou até aos 3 anos na cybex sirona, que nos testes de segurança costuma estar sempre a frente. Só virei para a frente porque nas viagens de mais de 10km ela vomitava! Nunca se queixou de falta de espaço nem de não nos ver!

    ResponderEliminar
  3. Olá Joana, ir contra o sentido da marcha não é aconselhável só até aos 13kg? Tenho ideia de ter lido algures quando me andei a informar sobre o assunto. Qualquer coisa a ver com peso da cabeça vs corpo. O meu andou até esse peso mas depois mudei. Agora fiquei confusa... se encontrar info ainda ponho aqui.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não, de todo! Infelizmente, há muita contra-informação e mesmo quem deveria informar melhor, por vezes, só diz disparates (que é o caso de alguns agentes da autoridade, por exemplo).
      O ideal é que as crianças circulem em RF até o mais tarde possível (estabelece-se os 4 anos como a idade em que já é seguro viajar em FF), precisamente porque o impacto em caso de acidente pode causar danos muito graves numa criança pequena.

      Patrícia

      Eliminar
  4. Aqui andou até aos 4 anos em RF exclusivo e no carro do pai continua a usar essa cadeira, até que a irmã precise dela (quando deixar o ovo).

    ResponderEliminar
  5. MT bem Joana.aqui tem 14 m e passam a vida perguntar se não a viro para frente.a resposta é smp a mm.nao!!!

    ResponderEliminar
  6. Amaria tem 3 anos e ainda anda de costas! Não se queixa e vai confortável. "tadinha, mas ela não pede para ir virada para a frente?! Para ver os carros?" E a minha resposta é sempre a mesma "ela não sabe o que é ir virada para a frente. Por isso não sente falta!".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exatamente o que acontece com a minha. Tem 3.5 anos. Não podem sentir falta de algo que nunca tiveram ;-)

      Eliminar
  7. eu tenho a tenho a britax römer dualfix 360 que dá para ir de costas ou frente até aos 4 anos ou 18kg e não a troco por nada. poder virar a cadeira para a porta é um luxo que faz toda a diferença e saber que a minha filha vai de costas em segurança vale ouro! temos o espelho para a podermos ir sempre a ver e ela também nos vê e nunca se queixou e a minha filha é grande está acima do percentil 97 e não vai nada encolhida. sei que nem toda a gente tem finanças para dar 400€ por uma cadeira. eu poupei para isso, mas fico parva quando ainda vejo pessoas peregrinas como os meus sogros que acham que fazer 2 quilómetros com a criança ao colo não faz mal (disseram me para o fazer quando ela so tinha 9 meses e ainda andava de ovinho e a resposta foi um redondo NÃO) ou ir às compras com uma criança de 2 anos sentada atras no banco so com o cinto e segurança também não faz mal. (sim, eles fizeram isto com a minha filha sem a minha autorização e quando a minha sogra me disse foi mesmo em tom de desafio por saber que me estava a dizer algo que eu não aprovava de todo) e que acham que isto de ir e costa é só uma mariquice minha, acha que eu quis ter uma cadeira caríssima, quando podia ter comprado uma no continente bem mais baratinha ou ter ficado com a da minha cunhada que tem 10 anos de já passou por 5 bebes. não têm noção que num acidente a 40km/h uma criança de 15kg passa a pesar toneladas e que não é o cinto de segurança que a vai salvar.

    ResponderEliminar
  8. O meu com dois anos de idade continua a ir virado para trás e apesar de pontualmente andar virado para a frente no carro do avô, nem por isso quer ir virado para a frente no nosso carro.

    ResponderEliminar
  9. o meu tbm mudou de cadeira esta semana, andamos a pesquisar a melhor em todos os sentidos de segurança :) anda todo contente com a cadeira nova que até da música . bjinhos

    ResponderEliminar
  10. É pena o vídeo não explicar o que acontece com a criança na cadeira quando a colisão se dá por trás. É que em cidade este tipo de colisão tem muito maior probabilidade de acontecer, e nesse caso penso que seria melhor estar virado para a frente. É uma dúvida que ainda não me conseguiram explicar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo,
      não sou a Joana, mas tentarei explicar-lhe.

      Para quem costuma argumentar que em caso de impacto traseiro, as cadeiras em RF não protegem tanto como as instaladas em FF, posso afirmar que não o fariam se soubessem um pouco de Física, mas infelizmente nem todos estudaram e/ou têm conhecimento das leis da Física... Além de que devemos pensar também noutras questões... Vejamos...

      Quando uma viatura choca frontalmente com outra, o impacto é sempre maior, porque a força resultante do impacto está relacionado com a velocidade de ambas as viaturas, ou seja, quanto mais rápido fossem, maior será o impacto. Num choque frontal "soma-se" a velocidade de uma viatura com a velocidade da outra, pois os dois chocam em sentidos contrários.

      Num choque traseiro, não é assim... O impacto tem a ver com a velocidade da viatura de trás, mas ainda assim, o facto do carro da frente poder avançar um pouquinho que seja, amortece o impacto, o que não sucede nos frontais.

      Para além disto é do conhecimento geral, que por norma, num choque frontal as velocidades são sempre superiores (os 2 carros estão em movimento "normal") do que num choque traseiro (onde o carro que bate, por norma já está a travar com o intuito de evitar o acidente)...

      Para que pudéssemos comparar, o carro da frente teria que estar a fazer marcha atrás a grande velocidade e o carro de trás em velocidade para a frente e embater, algo altamente improvável tendo em conta as situações para as quais utilizamos a manobra da marcha-atrás e a velocidade a que o fazemos.

      Para além disto, recordo que por cada choque traseiro, o de trás (o que bate) está a bater de frente. O movimento do corpo da criança é o do vídeo.

      Para além do que já escrevi, há que ter ainda em conta que até as travagens bruscas (que não estão contabilizadas nas estatísticas, porque se evitou o acidente propriamente dito) podem causar danos muito sérios/graves na criança...

      Basta pensar porque é que os bebés são obrigatoriamente transportados contra a marcha. Simplesmente porque é a forma mais segura!

      Felicidades!

      Eliminar
    2. A força/ impacto de uma batida por trás normalmente não é tão grande/ violenta como ao contrário.

      Eliminar
  11. Ola Joana, uma pergunta; três dessas cadeira cabiam nos bancos traseiros?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá!

      Não sou a Joana, mas como mãe de 3, que já os teve em simultâneo em RF considero que lhe posso responder a esta dúvida.

      Dependendo da viatura que tem, a resposta poderá ser sim ou não. Eu cheguei a viajar com os meus três voltados para trás. Agora o mais velho de 7 anos já viaja em FF, numa cadeira com costas, no meio das irmãs de 5 e 3 anos, que continuam a viajar em cadeiras RF.

      Recomenda-se sempre que experimente as cadeiras na viatura.

      Felicidades,
      Sofia

      Eliminar
    2. Obrigada, Sofia! Entao, baseando a tua experiência, talvez consigas aconselhar umas marcas quais davam para colocar três ao mesmo tempo nos bancos traseiros?

      Muito, muito obrigada!

      Eliminar
  12. Desde que engravidei (mae a dois meses) que este blog se cruzou no meu caminho e tenho adorado! Seguidora assidua apesar de ser a primeira vez que vou fazer um comentario.
    Acho realmente muito interessante estas cadeiras e para quem tem um carro de 3 portas (que é o caso) seria muito pratica a cadeira giratoria 360, no entanto estas cadeiras so dao para instalar em carros com sistema isofix (que eu tenha conhecimento) o que nao acontece em todas as viaturas!! Que com muita pena minha tambem é o caso 😔...
    Beijinhos
    S.S

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também tenho um 3 portas sem isofix. Existem cadeiras destas sem isofix, isso eu sei - não são muitas, mas existem. Eu vou comprar uma agora, mas vou primeiro aconselhar-me numa loja especializada. Quer que depois escreva aqui o que me recomendaram?

      Eliminar
    2. Há cadeiras, no sentido contrário ao da marcha, sem ser isofix. Eu tenho :-)

      Eliminar
    3. Boa tarde ines! Sim, por favor, depois indique o nome da cadeira que comprou 😊
      Beijinhos
      S.S

      Eliminar
    4. Olá S.S, combinado. Na próxima semana já devo saber.

      Eliminar
    5. Olá S.S, demorou mais um pouco mas já tenho a cadeira e semana e meia de experiência nela. Experimentámos a Axikid Minikid, a Britax Römer Max way e aquela que acabámos por comprar, a beSafe iZi Plus. Todas três cabiam no carro e experimentamos montar todas e sentar lá o pequenote. Esta foi onde ele ficou mais bem sentado, e dá para regular a inclinação durante a viagem, o que para nós é importante, porque fazemos viagens longas (>2h) com frequência. Fica com espaço suficiente para as pernas,vê pelo vidro de trás e do lado e adora a cadeira, vai lá lindamente!! Quando penso no berreiro que era no ovo... Enfim.

      Desvantagens: tenho de entrar no carro para o sentar na cadeira, que ela é demasiado alta para eu o poder enfiar por cima; mas penso que será assim com todas. E para ele ter espaço (mais do que suficiente, diga-se) para as pernas, instalámo-la mais afastada do banco de trás, o que significa que o banco do pendura, atrás do qual ela fica, fica com relativamente pouco espaço para as pernas. Para nós isso não é um problema, porque normalmente quem viaja lá sou eu, e eu sou baixinha. E ela também pode ser instalada no lugar do meio, se tiver cinto de segurança normal, deixando espaço tanto para o condutor como para o pendura (eu não posso fazer isso porque o meu cinto no lugar do meio é só de cintura, tipo avião).

      As duas outras cadeiras são também muito jeitosas, embora na Römer ele não ficasse tão bem sentado. Esta é a mais cara das três, mas pelo menos vai dos 6 meses aos 5 anos (mais ou menos, claro). Também tem serviço de troca gratuita em caso de acidente, mas isso pode ser diferente daí de Portugal.

      Espero ter ajudado. Tudo de bom si e para o rebento!! :)

      Eliminar
    6. Ah! Esqueci-me de dizer que comprámos a cadeira em beige. Eles têm várias cores giras, e eu queria evitar cores escuras, que no verão o pequenote assa com o calor!! Tive às vezes de pôr o ovo (preto) à sombra 10 minutos antes de iniciar viagem...

      Eliminar
  13. Olá!

    Rear Facing (RF) até aos limites (altura e/ou peso) da cadeira RF. O meu mais velho, hoje com 7 anos, atingiu os limites da cadeira RF aos 5. As manas, uma com 5, outra com 3 permanecem em RF e assim vão continuar, felizes e seguras, sem pernas penduradas, sem bancos do condutor e pendura a tapar-lhes a vista (têm todo o vidro traseiro e ainda o lateral), sem birras, sem stresses, sem enjoos (Seja RF ou FF o importante é ter em atenção a alimentação que se dá antes das viagens)... Atendendo aos percentis das meninas espero ter mais uns 2 aninhos de RF para a mais nova e 1 ano, ano e meio para a do meio.

    Felicidades!

    ResponderEliminar
  14. Sei bem o q isso é! Tenho uma menina de 18 meses q sempre andou virada para trás e q Ainda hoje a minha mãe fica com pena da menina e se chateia comigo por n a virar para a frente! Lol

    ResponderEliminar
  15. o meu filhote tem 31 meses e usa a Concord Reverso Plus,é a melhor tendo em conta as caracteriscas e a qualidade / preço.

    ResponderEliminar
  16. Por aqui tb tem 18 meses, temos a Cyber Sirona e continua a andar de costas, não conhece outra realidade...vê-se ao espelho e ve-nos a Nós. Também mt gente sem conhecimento pergunta pq vai assim com pena...não percebem que fazemos mts kms e assim é mt mais seguro. Agora tenho 1 cunhada que anda c o bebé de 20 meses, num carro de 5 lugares, sentado na sua cadeira no banco da frente voltado para a frente, isto não é ilegal? Além de mt perigoso???

    ResponderEliminar
  17. Completamente a favor.
    Com 3,5 anos ainda hoje ouço "tadinha", assim não vê nada, etc, etc.

    ResponderEliminar
  18. Joana, tira-me uma dúvida... a Isabel não fica com as pernas muito curvadas? Por acaso tenho uma cadeira igual à tua 2Wayfix e aos 16 meses acho eu virei para a frente mas confesso que fiquei sempre na duvida se o deveria ou não fazer... e penso nisso sempre, por exemplo, quando a minha filha vai a dormir e eu o pai fazemos uma travagem mais brusca por qualquer motivo e ela vem com a cabeça para a frente desgovernada e isso também não deverá concerteza fazer bem à bebe. obrigada pelo post... foi um wake up call.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  19. A minha menina tem 7 meses e vamos comprar agora a axissfix. Não dá para andar para trás até quando quisermos? Comprei essa porque tenho a axiss antiga do meu mais velho mas não vai usar por causa de ir para a frente logo aos 9 meses

    ResponderEliminar
  20. Your toddler can travel rearward-facing up to 87cm (approximately 2 years)


    De onde surgiram os 4 anos de idade???????

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. http://www.rearfacing.co.uk/
      The British Medical Journal has released a report advising the use of rear facing child car seats for children under 4 years old

      Did you know that children younger than 4 years old
      are safer if they travel rear facing in the car?

      Did you know that children younger than 4–5 years old are safer if they travel rear facing in the car? In Scandinavia, children are not turned forward until they have reached at least 4 years old and weigh more than 25kg(55lbs)

      http://www.medscape.com/viewarticle/704630_2
      It found that upper neck forces and neck injury criteria could be greatly reduced by using a seat that was rear facing. The conclusion encouraged manufacturers to develop rear facing seats suitable for children up to 4 years of age.

      (...)

      Eliminar