quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Tomar cápsulas com a própria placenta: Sim ou nhanheca?


Epa, não! Ignorância da minha parte, medo do desconhecido, o que seja. Comecei a ver o vídeo e deu-me um bocado de nojo só de pensar em fazê-lo. Mas depois, assim já à distância, volvidos alguns dias e pensando na informação que chegou até mim, deixou de ser repugnante para passar a encará-lo como uma opção válida. Não sei se o faria, acho que não, mas acho, acima de tudo, muito interessante. Sou uma curiosa por estas coisas e acho que o saber não ocupa lugar. Faz sentido que a placenta seja uma fonte enorme de nutrientes, ferro, etc e que ajude a mãe no pós-parto e que as recém-mamãs se sintam melhor com essas cápsulas. Até gostava de contrariar esta minha "repugnância" mas não deixo de imaginar que estaria a comer nhanheca. Uma nhanheca muito importante, que alojou as minhas filhotas e que fiz questão de ver bem no segundo parto (até pedi ao David que tirasse uma fotografia, mas ele achou too much information e não quis), mas daí a me imaginar a consumi-la vai um bocadinho. Claro que às vezes comemos coisas igualmente viscerais e nem sequer sabemos bem o que estamos a comer, mas, mesmo assim, não me convence. 

Vocês? Tomariam? Conhecem alguém que tivesse tomado e sentido que fez diferença? Faz-se em Portugal? Quero saber mais, por mera curiosidade e porque o saber não ocupa espaço ;)

............
............
 
Sigam-nos no instagram aqui 
a mim também aqui e à outra Joana aqui.
O nosso canal de youtube é este.

7 comentários:

  1. Não sei muito sobre o assunto porque tal como a ti, provoca-me alguma repugnância. Não faço ideia de quais sejam os benefícios.
    O parto é de facto uma agressão ao corpo, mas para a qual temos a capacidade de recuperar, sem recorrer a truques nem pressas. e no meu ponto de vista, a placenta é algo que o corpo expele, por algum motivo será! Acredito no fantástico corpo humano que está maravilhosamente bem desenhado. e confio nele, e para mim, chega-me!

    ResponderEliminar
  2. ca nojo !! cenas modernas à parte, há uma linha que separa o "ok, talvez ...?!" e o "ca nojo". Este é um deles. perdão, mas sou uma pessoa simples...

    ResponderEliminar
  3. Nojo. Inventa-se cada coisa...a placenta serve para alimentar os fetos, nos seres humanos e em todos os mamíferos. Passado o parto é expelida como órgão descartável que é. Só mesmo uma pessoa com first world problems para se lembrar um dia de a comer e umas quantas pessoas sem nada melhor para fazer para se lembrarem de a transformar em comprimidos e vender a malta rica e privilegiada que sofre igualmente de first world problems...enfim.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ora bem, então segue aqui um pouco de informação isenta, e que nao vem de pessoas com first world problems :)) https://en.wikipedia.org/wiki/Placentophagy - muitos animais comem a placenta após o nascimento das crias. nada contra lhe causar nojo, repugnância, espanto, o que for. começar a julgar quem possa ter opiniões diferentes, sem sequer procurar informação sobre as suas motivações.. era desnecessário. e nao, nao sou uma pessoa com first world problems que gostava de comer placenta. nao gostava, mas tb nao me causa nojo nenhum.

      Eliminar
    2. Os animais comem as placentas essencialmente para proteçao das crias contra predadores (para nao "sentirem" que ha crias indefesas na zona). Tendo em conta a constituiçao bioquimica da placenta, so faz sentido comer se a mãe estiver submutrida e nao tiver qualquer outra alimentaçao disponivel o que me parece improvavel no "nosso" mundo!

      Eliminar
  4. Epah tomar a placenta parece me TOO MUTCH, MAS QUEM SABE???? Vamos ver os avanços da ciência. Quando o Santiago nasceu, o meu GO perguntou nos ( a mim e ao Pedro) se queríamos ver, e dissemos sim, e el mostrou nos e explicou nos tudo e para que servia.. Gostei dessa explicação e recordo me sempre desse momento.

    ResponderEliminar
  5. Os cães comem a placenta. Acredito que haja benefícios e motivos fisiológicos para o fazer, embora nao saiba se nos humanos isso também acontecia "no antigamente".. não me causa nojo nenhum. Mas tb não o faria, porque na realidade acho que não há necessidade, quando temos acesso a comida de qualidade e em quantidade suficiente (felizmente!!).

    ResponderEliminar