quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Vou por um DIU.

E o que é que vocês têm que ver com isto? Nada. Ou, se calhar, tudo!

Sabem no que reparei? No outro dia, por causa do meu problema de pele (rosácea) tive de tomar alguns comprimidos. Entre eles, um antibiótico (verifiquei a sua compatibilidade com a amamentação no e-lactância, claro). O antibiótico corta a pílula (nunca me esqueci disto depois de ter ouvido histórias de malta que engravida assim "sem querer) e reparei que me sentia de forma diferente. Senti até alguma libido - que sempre atribuí que não fosse um comportamento expectável em mim.

A verdade é que praticamente desde que iniciei a minha vida sexual (bem... as conversas que para aqui vão) que tomo contraceptivos orais que, como todas sabemos, são combos de hormonas que deitamos pela goela abaixo. Mesmo a "anel", creio que ainda terá uma dose hormonal significativa, apesar de localizada.

Pensei: não haverá uma maneira de não me "intoxicar" tanto e de ter o mesmo efeito? Visto que não planeio ter um segundo filho para breve (como escrevi aqui, por exemplo, ou aqui), talvez seja uma boa candidata para por um DIU.

Marquei consulta na minha GO (termo que só passei a conhecer quando quis engravidar) e realmente parece ser uma óptima decisão. É o chamado "aqui vou eu". O mais tardar em Fevereiro já tenho aqui o bicho (salvo seja). 

Quais são as vossas experiências ou opiniões? Já pensaram nisto? 

::::::::::::::::::::::

Sigam-nos no instagram aqui 
a mim também aqui e à outra Joana aqui.
O nosso canal de youtube é este.

68 comentários:

  1. Alô Joana! Tal como tu sempre tomei a pílula, mas depois de ter parido o Tiago, sempre que tinha o período tinha umas dores insuportáveis (literalmente iguais, mas em menor intensidade, às dores do parto), quando antes nunca tinha tido dores nenhumas. Fiz exames, estava tudo bem. E o meu médico sugeriu-me o Mirena. Eu, que nunca tinha pensado em usar DIU, alinhei e estou fã. As dores reduziram drasticamente, o período foi-se (as hormonas que o aparelho liberta reduzem o fluxo de tal forma que praticamente deixamos de ter sangramento), nunca mais tenho de me preocupar com comprimidos...
    Para mim foi a escolha acertada. No entanto, o meu dispositivo também me enche de hormonas, são é de um cariz diferente do da pílula. Ainda assim, estou mesmo muito satisfeita :D
    Boa sorte!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também acho que vou por um desses hormonais. Acho que são mesmo infimas e que me deixarão mais confortável ;)

      Eliminar
    2. A tua GO será a pessoa certa para te aconselhar. Posso dizer-te que há uma ligeira dor ao colocar o aparelho, mas que uma hora depois estava a fazer a minha vida normal sem desconforto nenhum :) Engordei um pouco (4 quilos), mas como estás a alimentar-te corretamente e a fazer exercício (eu não estava a fazer uma coisa nem outra na altura) acredito que não te aconteça! E no que diz respeito à libido, admito que não senti alterações em relação a antes de pôr o aparelho, por isso por mim são só pontos positivos ehehehe :D

      Eliminar
    3. Olá
      Tenho um diu mirena na caixa lacrado R$ 450,00. Resolvi engravidar, por isso estou vendendo. Se tiver interesse meu email é anabatista186@yahoo.com.br.

      Eliminar
  2. Ola joana. Tenho uma filhota de 14 meses e coloquei o diu á 4 meses. Só posso dizer maravilhas do bicho (lol). Zero desconforto. Menstruação quase que não há. Não há esquecimentos para tomar a pilula. Só doeu um bocadito a pô-lo…mas nada que uma mãe não aguente :D

    Beijinho

    ResponderEliminar
  3. Ai filha conta-me tudo!! Tou a ponderar mas cheia de medo das dores, parecer ser doloroso de colocar

    Ja falei com a enfermeira sobre isso, e para ja continuo entupida de hormonas (pillula) odeio!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tudo depende do Diu que colocar... se colocar o de cobre não tem hormonas mas se por acaso colocar o mirena não sirva das hormonas porque ele tem hormonas e liberta uma pequena quantidade de progesterona

      Eliminar
    2. Olá Joana. Coloquei o DIU (Mona Lisa) que é apenas de cobre e não tem qualquer libertação hormonal. Não quero outra coisa... Não dói a colocar, apenas faz impressão. Aconselho a todas as mulheres até porque já tive um problema de saúde à conta da pílula conjugada com o tabaco. Suspendi as duas coisas de vez...

      Eliminar
    3. Eu para o de cobre não consigo ir, não sei porquê... Já devo ter lido qq coisa que não me lembro... terá sido porque funciona por ligeira inflamação do útero ou por já ter ouvido alguém que engravidou na mesma?

      Eliminar
  4. Eu coloquei o Mirena, 2 meses depois da minha filha mais nova ter nascido e já o tenho há mais de 4 meses. As mulheres podem ter todas reações diferentes ao Mirena (li relatos completamente diferentes) mas conto como foi comigo.
    Coloquei no meu ginecologista e não doeu nada, nem foi preciso qualquer tipo de anestesia. A questão é que deve ter-se rompido algum vaso sanguineo porque, quando estava a falar com o médico, já quase pronta para sair do consultório, reparo que tinha sangue por todo o lado (nem no parto me lembro de ver tanto sangue). Se não estivesse ali com o médico tinha ficado em pânico.
    Ele disse-me que podia acontecer e que a hemorragia havia de parar ao fim de umas 2 horas. Foi o que aconteceu. Fiquei com uma espécie de spoting (como nos últimos dias da mensatruação) que durou quase dois meses. Já estava a preparar-me para pedir ao médico para me tirar aquilo outra vez. Estar assim todos os dias é péssimo! Ao fim de 2 meses parou e só aparecia o tal corrimento uma vez por mês, durante poucos dias e em cada vez menor quantidade.
    Também ainda não passou muito tempo, mas até agora está tudo ok.
    Em relação à parte emocional sinto-me normal. Há quem diga que se sente mais irritada ou deprimida mas eu não noto diferença nenhuma. Fisicamente também não noto nada de especial.
    Tirando aqueles primeiros 2 meses, o saldo é bastante positivo. Nunca me dei bem com a pílula, para além de me esquecer montes de vezes de a tomar, e agora ando feliz e tranquila sem ter que me preocupar com essas coisas.

    ResponderEliminar
  5. Se a decisao é por causa das hormonas, o DIU tb tem libertacao hormonal... N ha é o risco de esquecimento como a pilula...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se falamos em relação à libido, posso-te dizer Joana, que desde que introduzi o DIU e deixei a pílula, descobri um novo mundo :):):)

      Eliminar
  6. Existem 2 tipos de diu, com hormonas e outro de cobre, sem hormonas. Veja as diferenças e o que acha melhor para si.

    ResponderEliminar
  7. Eu uso o murène e desde que o tenho engordei 10kg.. Nem na gravidez engordei tanto.. mas este liberta hormonas.. e à parte se ter engordado não vejo mais nenhum inconveniente. Há mais de um ano que não tenho o período, só isso já me basta para estar satisfeita 😊 mas a verdade é que o Diu não impede uma gravidez..

    ResponderEliminar
  8. Olá! A minha filha tem 2 anos e tenho um DIU (mirena, que é hormonal só com progestativos, melhor q o DIU de cobre q não é tão eficaz e pode provocar mais hemorragias ) há 1 ano. Foi uma óptima opção, durante 5 anos não nos preocupamos, não tem aqueles efeitos secundários da contracepção hormonal combinada, se tivermos sorte ficamos amenorreicas (sem menstruação, para mim é uma sorte). Ou seja um descanso. Custou-me horrores quando o fui pôr! Dói! Mas passa. Nos primeiros meses é normal perder algum sangue e ter dores tipo menstruais mas depois acaba por regularizar. Boa escolha!

    ResponderEliminar
  9. Olá Joana! Eu coloquei o Mirena em novembro, 4 anos depois de ter sido mãe. Ter tido pré-eclampsia e continuar com tensões altas foi o que mais pesou na sugestão da minha médica para deixar a pílula. Confesso que foi muito doloroso ao colocá-lo mas acho que compensa bastante o facto de não termos que nos preocupar com a toma da pílula nem com a possibilidade de não fazer efeito se tomarmos antibióticos.

    ResponderEliminar
  10. Desde Novembro que tenho DIU. A aplicacao foi simples e nao doeu muito. A menstruacao, ao contrario, das opinioes acima aumentaram bastante inclusive o primeiro mes com grandes hemorragias mas tem vindo a reduzir. Sou fa pois era pessima com a toma da pilula q ja tomava ha uns 15 anos e nao sinto nada. Super confortavel...Alias, com uma vida sexual mais ativa.

    ResponderEliminar
  11. Joana, eu também ando a considerar colocar o DIU. Mas vais colocar o diu hormonal ou de cobre?

    ResponderEliminar
  12. Olá joana , eu fiz a mesma opção depois do meu segundo filho nascer. Há um ano atrás retirei (após 5 anos a usar o DIU). Tinha imenso fluxo e durante esses 5 anos tive 3 vezes anemia.
    Só coloquei o diu porque não me queria "empanturrar" de hormonas... mas não tive bom resultado. Contudo, cada corpo é um corpo e reage de forma diferente.

    ResponderEliminar
  13. Olá Joana, coloquei o jaydess há cerca de 1 ano e estou fã!Mentruações muito mais curtas,sem cólicas e também (muito importante) muito mais libido. Não doeu nada porque é super pequenino e são 3 anos de descanso.Recomendo vivamente 😊,beijinho
    Carla

    ResponderEliminar
  14. Pois eu sempre tomei a pílula, só parei quando foi para engravidar e realmente.... Senti-me bem melhor, primeiro não tinha aquelas enxaquecas horríveis que tenho sempre na semana em que paro (já tentei várias, é igual) e depois nao sei o que me deu, mas olha... Era pior do que coelhos... Lolol
    Mas realmente nunca considerei outra hipótese, isso não tem contra indicações ? Ou menor eficácia do que a pílula (assumindo que não nos esquecemos de a tomar claro). Desculpem mas não estou bem informada... Mas de facto, gostei de me sentir coelhinha doidona ;)
    Anônima Catarina

    ResponderEliminar
  15. Eu tenho o DIU de cobre e dou-me lindamente. Durante 5 anos não tenho que me preocupar. Tenho na mesma a menstruação porque é o que é suposto acontecer quando não se toma nada hormonal. O Mirena e o Jaydess são hormonais por isso podem ter os mesmos efeitos secundários que a pílula. Mesmo que a quantidade hormonal seja mais pequena não deixa de ter. O DIU de cobre não tem hormonas nenhumas. A desvantagem: nos primeiros meses o fluxo é maior. Depois estabiliza.
    Boas escolhas!
    Ana

    ResponderEliminar
  16. Olá Joana. Eu sempre tomei pilula oral, deixei quando quis engravidar é nunca mais voltei a tomar,nem tenciono!
    Eu nem sabia que o sexo podia ser tão prazeroso como na realidade é, a libido andava nem sei onde, as relações sexuais eram tão sem sal... Agora a coisa é muito diferente, sinto muito mais vontade, muito mais prazer. Como ainda n tenho menstruação (há 2 anos!!! Yeahhhh) não uso nenhum método contraceptivo além de preservativo, mas agora vou pesquisar mais sobre este assunto. ❤❤

    ResponderEliminar
  17. Olá Joana!!

    Sobre o DIU nada sei nem tenho interesse :p Mas... falou em rosácea, amamentação e antibiótico...! Eu tenho rosácea e amamento há mais de dois anos. No limite já apliquei o eryfluid e ajudou um pouco. A dermatologista na altura disse-me que só depois de deixar de amamentar podia fazer um tratamento em condições. Será mesmo assim?
    É que a minha pequenita tão cedo não deixa a maminha e sinto-me condenada a viver com esta chata desta rosácea... :(

    Beijinhos!!

    ResponderEliminar
  18. Joanaaaa q medo! Ahahaha asério, de tudo o que li foi o mais assustador. A minha nono tem agora 18 meses e para já não queremos mais piolhitos a saltitar. Então resolvi colocar o implanom, sim é na mesma base da pilula, mas é um implante que fica debaixo da pele, no bracinho, e nao preciso me chatiar com as medicaçoes q sempre me esqueço. E estará colocado e a fazer efeito durante 3 anos. Coloquei a semana passada, tive algumas dores mas nada de mais. Daqui a 3 anos tira-se e decide-se se outro ou nao. Achei menos complicado para a minha cabeça, "coisa" essa la dentro e depois relaçoes sexuais achei de veras muito esquesito. Mas esta é a minha simples opinião para o meu corpo, cada um sabe o melhor para si. Bjinhos adorovos

    ResponderEliminar
  19. Coloquei o diu de cobre há 4 anos! É óptimo! Sem desconfortos, sem esquecimentos... só a hemorragia é um bocadinho mais abundante. E sim, sem químicos a libido aumenta. Usava contraceptivos desde os 17 anos, apenas com pausas para engravidar e garanto que nunca me senti assim 😉😉

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu quero muito isso! Resta saber se o hormonal também deixa ou se nem por isso!

      Eliminar
  20. Olá Joana,
    Conto o meu caso, para provar que cada uma de nós e um caso é nada como tentar!
    Fui mãe pela segunda vez a 9 meses e durante os primeiros 6 tomei a pílula de amamentação mas comecei a ter perdas e a minha GO aconselhou a mudar de método. Após algumas pesquisas e comentários tão positivos e na tentativa de reduzir tb a quantidade de fármacos que ingeria optei pela colocação do jaydess. A razão pela qual optei por este DIU foi essencialmente pela fraca quantidade de hormona que liberta. Já que sofria de hemorragias e o de cobre não era aconselhado, já o mirena tb não me foi aconselhado devido às fortes dores que sempre tive, e nestes casos e contra-indicado.
    Coloquei o dispositivo a cerca de mês e meio e até agora o balanço é MUITO NEGATIVO!
    A colocação foi praticamente imperceptível, passadas umas horas tive algumas dores tipo menstruação mas que supostamente passariam no maximo passado 5 dias, mas... n passou... desde que coloquei praticamente ainda não houve um único dia que não sentisse umas "moinhas" que muitas vezes são bastante dolorosas. Já tive o período uma vez (que durou cerca de 10 dias).
    Quando voltei a GO para a consulta de revisão ia já preparada para tirar esta coisa, pois está a ser bastante doloroso e achei que algo não estaria bem. Mas segundo ela estava tudo ótimo e sem razão para preocupação, e lá me convenceu "está tão bem colocado, não tires, tenta aguentar mais uns tempinhos..." mas está muito muito difícil de ter essa paciência!
    Em suma cada pessoa é uma pessoa, os relatos que tenho lido sobre o jaydess eram na maioria possitivos e no entanto comigo está a ser mau....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá ,o DIU pode demorar cerca de 6 meses a normalizar,a sua médica não lhe referiu isso?O corpo demora algum tempo para se adaptar. Tudo o que descreveu é perfeitamente normal dado o pouco tempo a que o colocou. Tem de dar tempo ao tempo 😊! Felicidades ,Mariana

      Eliminar
  21. Cada caso é um caso, mas depois do meu primeiro filho coloquei o DIU e passado alguns meses saiu. O ginecologista até me perguntou se não tinha dores principalmente quando tinha relações e felizmente não tive e só soube no momento em que o médico detectou que estava "a porta" 😬

    ResponderEliminar
  22. Antes de ter o príncipe tive uns problemas de saúde que levaram a que não pudesse tomar contracetivos com hormonas... Receita do médico:"Em vez de beba um copinho de água"... Como tenho uma má relação com a água... Ahahah fiquei grávida... A seguir á gravidez a minha escolha foi colocar o DIU de cobre, faz agora três anos que o tenho e vou retirar para ir ao segundo round. É aconselhável colocar e retirar com a menstruação para que "deslize" melhor.

    ResponderEliminar

  23. Só para esclarecer uma coisa, as doses hormonais dos contraceptivos orais são muito menores que as doses de hormonas produzidas naturalmente pelo nosso organismo. Estas hormonas dos contraceptivos inibem essa produção natural, ou seja, a quantidade hormonal que passa a circular no nosso corpo é menor aquando da toma de contraceptivos orais. O DIU é uma coisinha amorosa, pequenina, pode libertar hormonas locais ou não, sendo que de qualquer das formas a acção é localizada, e normalmente é o médico que decide qual colocar de acordo com a mulher (com um pode se deixar de menstruar ou ser mais irregular, com o outro pode menstruar mais, há algumas contraindicações específicas de cada um, etc.). A eficácia é de 98%. Doi na colocação, um mês depois faz uma ecografia para ver se está tudo no sitio e vai à sua vida e nem se lembra mais que o tem :) espero ter ajudado.
    Sofia

    ResponderEliminar
  24. Por aqui fazemos Fam, fertilidade consciente, sem hormonas nem corpos estranhos cá dentro. Mede se temperatura, observa se o muco e nos dias férteis camisinha ;)

    ResponderEliminar
  25. A minha filha já tem 13 anos feitos e depois de ter decidido que não queria ter mais filhos, coloquei o DIU. Nos primeiros 8 anos usei o de cobre mas as dores na altura da menstruação eram pura e simplesmente horríveis... Parecia que tinha descargas eléctricas dentro de mim e o fluxo era tão abundante que nem conseguia usar tampões. Hemorragias a sério. Este cenário, deixava-me de cama pelo menos 2 dias. Em conversa com uma amiga que usava o Mirena e dizia maravilhas da coisa, resolvi experimentar. O meu GO avisou que a coisa não era assim tão espectacular porque interferia com a parte hormonal mas eu só me lembrava da minha amiga dizer que chegava a estar sem período 3 meses e estava disposta a tudo! Pois bem... de facto, resolveu-se a questão do fluxo que passou a ser nulo. Nem sei bem quando é que foi a última menstruação a sério, para ser sincera. Mas seguramente já não sei o que isso é pelo menos há 6 meses. De quando em quando aparece um corrimento muito ligeiro e nada mais. Pensos higiénicos cá em casa só mesmo para a filha! Mas este foi o único ponto positivo. Pontos negativos: a libido foi-se... demorei um bocadinho a perceber porquê mas de facto, foi sempre a cair depois de o ter colocado; engordei 10kg e não os consigo perder nem que passe fome ao ponto de só comer 1 maçã por dia! E apareceram-me pêlos em sítios onde só são admissíveis à classe masculina! Por isso, na revisão este sai fora e entra novamente o de cobre, mesmo com as dores que lhe estão associadas. Até porque honestamente, não sei até que ponto será saudável a ausência da menstruação...

    ResponderEliminar
  26. Costumo seguir o blogue e é tão bom reconhecer comportamentos, emoções, pontos de vista em comum nos vossos textos que até me sinto vossa amiga (ahah não exageremos pronto!) Mas nesta historia da pilula e libidos e coisas que vamos introduzir por nós adentro, passei o mesmo que a Joana, podia mesmo ter sido eu a escrever o texto, vou por o Jaydess (apesar do tamanho da caixa me ter assustado) e espero mesmo que seja como dizem.. sem peso a mais, sem menstruação e pronto, mais vontades! :) continuem a escrever muito!

    ResponderEliminar
  27. Joana, coloquei um Jaydess. Depois de ser mãe comecei a ter enxaquecas terríveis e foi-me aconselhado colocar este dispositivo é de baixa dosagem hormonal, o que ajuda imenso, no meu caso!
    Devo dizer que é o mais pequeno do mercado e que é apropriado para mulheres que ainda não foram mães, ao contrário do mirena. Sente-se um desconforto aquando a sua colocação e durante as primeiras horas mas acabamos por esquecer. Nada que um ben-u-ron não resolva.
    Pena é a durabilidade (3 anos)... pode existir queda de cabelo (notei muiiiito!), pele ligeiramente mais oleosa com aparecimento de borbulhas! Não aumentei de peso ����. So tenho a dizer maravilhas mas realmente o que me custou mais foi a colocação (idêntica ao chamado "toque" que nos dão na maternidade para apressar o parto). É uma excelente decisão! A validade do meu termina em 2019! Depois logo vejo o que virá... se um bebé ou se outro Jaydess ��

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá kEu!!! Tudo bem? Li seu post e gostava de saber se o acne melhorou? Estou 2meses com Jaydess e minha pele ficou oleosa e borbulhas no queixo, bem como cabelo mais oleoso na raiz...! Médico diz que demora até 6meses a habituação mas queria algum feedback. obrigada!

      Eliminar
  28. O Diu é abortivo segundo o meu GO. Recomendo o Siu(mirena).

    ResponderEliminar
  29. Não quero nem ouvir falar nisso! Também sempre tomei pílula até engravidar, tendo depois decidido colocar o Mirena. Mas, comecei logo por fazer retenção de líquidos e fiquei com um perímetro abdominal que mais parecia que estava grávida. Até que ao fim de alguns meses tive dores fortes e hemorragia... o que aconteceu foi que o diu perfurou-me o útero e migrou (sim, é este o termo técnico) para o abdómen. Resultado: tive que fazer uma cirurgia para o retirar, com direito a anestesia e internamento. Segundo o meu GO é uma situação rara, mas pode acontecer. No meio disto tudo ainda acabei por ter "sorte", pois podia ter engravidado. Não vou dizer que não recomendo, pois também eu já achei que era a melhor opção, mas o que é facto é que me arrependo profundamente de o ter colocado e lá voltei eu à minha pílula.

    ResponderEliminar
  30. Infelizmente todas as histórias que ouvi do DIU foram sinistras e não devo ter feito bem o trabalho de casa porque nunca tinha ouvido falar do DIU de cobre. Coloquei há cerca de 2 meses o meu terceiro Implanon, 2 antes do nascimento do Eduardo e agora este e não podia estar a correr pior! Óbvio que está cheio de vantagens, nomeadamemte o esquecimento em tomar a pílula (sempre fui um desastre!!!) e o facto de não ter que me preocupar com antibióticos, mas em relação à minha libido, ao meu humor e sangramentos constantes está a ser uma caca! Em relação aos dois primeiros não me recordo de ter tido estes problemas. Vou falar com o meu GO sobre o DIU de cobre, pelos comentários parece ser uma excelente opção. Beijinhos

    ResponderEliminar
  31. Não sendo o DIU hormonal uma opção. Tens o de cobre. O meu "mas" com o de cobre é que não impede a fecundação. A fecundação pode acontecer mas, pela alteração provocado pelo DIU, não consegue implantar-se. Na pratica acontece um aborto.

    ResponderEliminar
  32. Olá, Joana!
    No meu caso, depois do parto e do fim da amamentação regressei à pílula. No entanto, esse ou outro método hormonal teve que ser afastado depois de ter tido uma tromboflebite (trombose venosa numa perna), pelo que coloquei em abril o DIU de cobre. A colocação foi um pouco dolorosa (mas nada que não se aguente) mas rápida. A parte positiva é que,efetivamente, acabam-se os possíveis esquecimentos de tomas de pílula (e afins/derivados) e deixei de andar entupida em hormonas. Quanto a aspetos menos positivos.. há um ligeiro desconforto nos primeiros dias após a colocação. Com o DIU de cobre é suposto continuar a ter menstruação. No meu caso não aumentou o fluxo, aumentou foi o número de dias que estou menstruada. Não esquecer que é necessário rever e fazer exame anualmente para verificar que está tudo ok e... no sítio. :)

    ResponderEliminar
  33. Deixo aqui um link com informação sobre este tema. Muito útil.
    http://www.contracecao.pt/PT/Home
    Façam o teste para saberem qual o método mais indicado para vocês ;)

    ResponderEliminar
  34. Coloquei o Diu nao hormonal por varias razoes e nada melhor que a GO para aconselhar quando deve colocar, porque cada caso e um caso. Nao me doeu nada a colocar e ate agora super satisfeita. ja la vao 2 anos. apenas o fluxo aumentou um bocadinho, basicamente voltou ao que era antes de tomar a pilula. 😊😊

    ResponderEliminar
  35. Ola Joana (s)! Pus o DIU ha 4 dias!!! Ligeira dor na aplicaçao mas nada de relevante. Até ver não tenho qualquer queixa e o facto de ter me deixar de proecupações com a pílula e fantástico. Algumas notas: a libertação hormonal do Jaydess é menor que a usada nas pílulas, com a vantagem de não ter de passar pela corrente sanguínea. É mais pequeno e mais fino que o Mirena (à partida doi menos a aplicar). As funcionalidades são semelhantes ao Mirena mas o Jaydess tem menos concentracao hormonal. E pronto, agora estou descansada durante 3 anos (eficácia superior a 99 por cento na prevenção da gravidez). Com pena minha, já fechei a loja (tenho 2!). Se entretanto ganhar o euromilhões tiro isto no dia a seguir :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A minha GO recomendou o Mirena, pareceu-me que confiava mais nele, mas o tamanho é o dobro... assusta-me um bocadinho!

      Eliminar
    2. Mas esse é hormonal! Teria de ser o de cobre...

      Eliminar
  36. Joana, olá! Olha, eu também coloquei mas engravidei pela terceira vez... O problema do DIU é que tanto pode funcionar muito bem como pode não se fixar/ sair do sítio (depende muito da pessoa). Infelizmente (ou felizmente, não sei bem...), a gravidez foi não evolutiva e entretanto regressei à pílula (da amamentação porque ainda estou a amamentar o meu segundo filho). Acho bem que experimentes mas toma precauções adicionais e vai controlando até perceberes como está a reagir o teu corpo e se está tudo no sítio certo ;-) Um beijinho!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelo testemunho!! :) <3 Força!!

      Eliminar
    2. Obrigada Joana ;-) Agora já está tudo mais normalizado.
      Boa sorte com o novo método, na esperança que se adapte bem a ele!

      Eliminar
  37. faz-me confusao ter um objecto de cobre dentro do corpo...

    ResponderEliminar
  38. eu tenho DIU hormonal, com validade de 3 anos, não quis mais, porque segundo a GO, este tem um nivel hormonal muito reduzido, só o suficiente para ser considerado anti-concepcional. Segundo ela, é bem diferente das dosagens da pilula a nivel hormonal e outros componentes. O de cobre não aconselhou porque tem maior risco de se deslocar e provocar uma gravidez, enquanto que este basta estar lá dentro que já surte efeito. Senti um desconforto ao colocar, equivalente a dores de TPM, e volta e meia tinha umas dorzitas...tenho a menstruação normalmente, embora haja quem deixe de ter. No meu caso tenho menos fluxo e por menos dias, e as dores são também menores. Por coincidencia, ou não, há meses que fico mais irritada e sem paciencia, não sei se é efeito do DIU ou se é ainda consequencia da maternidade...tirando isso, foi a melhor coisa que fiz. Eu recomendo

    ResponderEliminar
  39. Pode sempre tentar o método natural de fertilidade. Implica tirar a temperatura e conhecer bem o nosso corpo, mas passado um tempo é automático e "não mete hormonas no corpo"

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas bastante falível. Requer uma grande disciplina. Se não está disposta a surpresas, é melhor associar a outros métodos, como o preservativo.

      Eliminar
  40. O DIU é abortivo e por isso não é, para mim, uma hipótese a considerar.

    ResponderEliminar
  41. Olá.
    O esquecimento da toma diária da pílula, as fortes dores de cabeça frequentes, a tensão alta foram o que levou o meu GO a aconselhar este método, também porque já tinha lido sobre o assunto.
    Antes de decidir engravidar tinha muitas dores de cabeça fortes, às vezes enxaquecas mesmo, e tensão arterial elevada não conseguindo descobrir as causas. Decidi deixar de tomar a pílula e tentar engravidar. Assim que deixei de tomar a pílula, e comecei a "cortar" no sal, nos excessos e tudo mais, comecei também a praticar algum exercício físico (caminhadas e, mais tarde, corrida). Em pouquíssimo tempo tudo ficou controlado (TUDO). Engravidei em 5 meses. Quase um ano depois de ser mãe, coloquei o diu de cobre. Uma das coisas que mais me assustava era engravidar tendo um bebé tão pequenino, entre outras razões.
    A aplicação foi rápida, mas algo dolorosa. Senti como se fosse um beliscão "interior" mas que se prolongava, por mais umas 2 a 3 horas. Não sou de tomar medicamentos para as dores menstruais e tive que tomar um brufen, se não estou em erro. Passaram as "cólicas". Os primeiros tempos foram algo incertos. Tinha período semana sim, semana não, num fluxo grande (a que não estava habituada). Passei a comprar pensos grandes, quando antes um penso diário era suficiente para o dia. Com tanta desregulação, e na revisão, o Go disse que se continuasse assim, iríamos reavaliar a colocação. Por milagre, regulou tudo. Gosto imenso. Os pontos negativos são, no meu caso, alguma desregulação ocasional e pêlos em todo o lado (menos na cabeça, onde precisava, ahahh). O meu tem um a validade de 5 anos. A minha bebé faz 2 anos agora e penso retirar daqui a 1 ano, mais ou menos, para tentar dar-lhe um mano. Boa sorte!

    ResponderEliminar
  42. Ola Joana , obrigado por abordar este tema. Ja pensei em por Diu mas tenho algumas dúvidas. Como é que fica o período? Mais, menos, regular, irregular? E dores menstruais? Agradecia se pudessem partilhar as vossas experiências. Obrigada!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E fazer essas perguntas a quem realmente percebe do assunto? Assim, na loucura, a ginecologista, por exemplo?

      Eliminar
    2. Susana, sem o tom do anónimo, mas a concordar... ;) Eu não percebo ainda nada disto! :) <3 <3

      Eliminar
  43. Coloquei o DIU de cobre depois de ter tido o segundo filho, uma vez que o regresso à pílula não estava a resultar. Tive-o quase 4 anos, acabei de o tirar. Como era de cobre, sem hormonas, os primeiros 2 anos foram maravilhosos: perdi o peso que acumulei na gravidez e mais algum, diminuiram as dores menstruais (mas aumentou o fluxo e muito). Mas passados estes 2 anos iniciais, começaram as queixas: peso a aumentar novamente sem grande razão, hemorragias a meio do ciclo menstrual, inflamação do útero, acne... As hormonas contra as quais lutava desde a adolescência, controladas por anos com a pílula, tinham regressado à sua fase normal, o que para mim simplesmente não funciona. Voltar aos meus 13 anos não era de todo o meu desejo. Ainda andei uns meses com o DIU e a introduzir a pílula novamente. Agora tirei o DIU. O corpo está a em testes a tentar descobrir a melhor forma de lidar com tudo isto.

    ResponderEliminar
  44. Boa noite. Gostaria de vos deixar o meu testemunho relativamente à experiência (horrível) que estou a ter com o Diu Jaydess.
    Tenho 21 anos, coloquei o Diu em Abril do ano passado após sofrer um aborto espontâneo.

    Antes: após referir à minha ginecologista as dores tremendas que tinha durante as menstruações, os ciclos irregulares e o enorme fluxo, foi-me aconselhado este aparelho. Aceitei!

    Colocação: Terrível, ao ponto de gritar de dores, e não costumo ser mariquinhas e até me considero tolerante à dor. Passados 15min da colocação, após sair do gabinete, desmaiei.

    Dias seguintes: dores fortes, fluxo abundante. Relevei até porque me tinha sido dito que poderia demorar cerca de 3 meses a estabilizar e tinha que dar tempo ao meu corpo para se habituar ao aparelho. Até aqui, ok!

    Nos entretantos: Estive talvez mais semana e meia menstruada. Passadas duas semanas, menstruo outra vez,mais 15 dias de dores fortes e fluxo abundante (como nunca tive). Voltei a tentar me mentalizar que ainds estava a adaptar-me.

    Desde que coloquei o diu, ate ao dia de hoje, nao existe um único dia que nao tenha pelo menos uma moinha.
    Estou 15 dias com menstruação, 15 dias sem. Dores terriveis ao ponto de me fazerem vomitar. Ja nem são colicas menstruais, sao mesmo na zona uterina, penso que tipo contracções, agonizantes. Relações sexuais, simplesmente fora de questão, nao consigo, doi-me imenso, coisa que nunca me aconteceu.
    Muita queda de cabelo, borbulhas, aparecimento de pelos faciais, engordei, enxaquecas (e eu que até então não sabia o que eram dores de cabeça).
    Em suma a experiência tem sido muito negativa. So dou um ponto a favor: o facto de nao haverem esquecimentos com a pílula.
    Ja passaram 10 meses, creio que fosse tempo suficiente para os sintomas diminuirem,cada vez se tornam mais evidentes e já nao aguento mais o sofrimento que esta situação me tem causado, amanhã vou ao ginecologista, e vou pedir para me ser retirado o aparelho. Rezo para que corra melhor do que a colocar.
    No entanto, cada caso é um caso, e fico feliz de saber que há quem se esteja a adaptar bem ao aparelho.
    Espero que o meu testemunho vos possa ajudar a ponderarem todos os prós e contras, se bem que aquilo que a mim me correu mal, a vocês pode correr às mil maravilhas.

    Cumprimentos.

    ResponderEliminar
  45. Boa noite. Coloquei o Jaydess há uma semana. Até agora só uma ligeira dorzinha,no ventre. Quanto à sua eficácia, alguém sabe quando começa a fazer efeito para não ter que usar protecção extra? A minha GO não foi muito precisa em relação ao tempo, disse entre 2 a 3 semanas...

    ResponderEliminar
  46. Bom dia! Eu coloquei o Jaydess em abril de 2015 e foi a melhor coisa que fiz. No início tive os sintomas aqui descritos, mas com o tempo foram passando. Sofro de endometriose e até nisso ajudou. O meu período chegava a durar 15 dias e agora passam-se meses sem o ver. Estou fã. Para o ano que vem acaba a validade deste e vou ter de colocar um novo. Espero que nada mude. Já alguém aqui que tenha colocado o segundo? Voltaram a sentir os sintomas inicias?

    ResponderEliminar