quarta-feira, 13 de julho de 2016

Preparo a marmita do meu marido.

"Marido? Querias!!" Foi talvez o comentário mais parvo que alguma vez recebi aqui no blogue. Mandei uma gargalhada capaz de acordar a Luísa. É marido, sim senhora, não é por não me ter esposado (adoro este termo) que não o é. Ou eu andarei enganadíssima com a seriedade da nossa relação e será antes uma curte (esta expressão ainda se usa, jovens que nos seguem? O que fazem aqui, by the way?), uma curte de 7 anos? "Querias!" Hahaha Era bom, era, mas é muita areia para o teu camiãozinho, contenta-te que ele te faça filhas e já vais com sorte! 

Já vos fiz rir um bocadinho? Boa, vamos ao que interessa. Preparo a marmita do meu marido. Ao usar esta frase sinto-me a esposa de um mineiro do século XX, antes das sufragistas, mas a verdade é que me sabe bem deixar o almocito do David todo acondicionado e prontinho a comer e até o faço com todo o carinho. Só falta mandar-lhe bilhetinhos amorosos.

Como sabem, mudámos de vida, eu deixei de trabalhar na SIC, tivemos de aprender a poupar uns trocos valentes e percebemos que uma das principais alterações teria de ser essa mesma: deixar de gastar tanto dinheiro em almoços. Eu não sou uma excelente cozinheira, o David idem idem, mas lá nos vamos safando e escusa de andar a comer porcarias e a pagar um balúrdio por elas. Acho até um disparate o que já gastámos os dois, ao longo de vários anos, almoçando (quase) todos os dias fora. 

Agora o menino leva uma salada "com tudo", um arroz de pato, um bife com massa, uma sandes e lá se vai amanhando, sem passar fome. Para compensar o ar pouco fantástico das nossas comidas, pelo menos a marmita de dois andares (e ainda com espaço para os talheres com design) é linda. É da SmartLunch, assim como a mala, discreta e onde cabe tudo. Têm ar de que vão durar até 2035, pelo menos.






Gostei muito da marca e encomendei também para a Isabel este termo da Minnie, assim como uma caixa com vários compartimentos para levar lanchinhos saudáveis quando vamos ao parque. Vai tudo na mala térmica da Joaninha, que ela adora porque é uma "Junana, como a mãe".



Sigam-nos no instagram @aMaeequesabe
E a mim também @JoanaPaixaoBras

19 comentários:

  1. Também preparo a marmita do meu "marido" (estamos juntos há 6 anos... é de desconfiar!!! ahah) ou ele prepara a minha (depende do dia) :) trabalhamos há 6 anos e no início íamos almoçar a casa (quando trabalhávamos mais perto), mas de há uns anos para cá levamos marmita. Ambos adoramos cozinhar e assim podemos comer comida feita por nós de uma forma saudável e poupar dinheiro. Fazemos as compras no supermercado apenas uma vez por semana (ao fim-de-semana) e planeamos logo as refeições da semana. Ao jantar só comemos coisas mais leves (tipo salada, wraps, tostas com algo em cima, quiche, sopa), por isso, cozinhar a sério é só para o almoço. E também levamos sempre esses extras tipo iogurtes, bolachas, fruta... para comer a meio da tarde. Assim não gastamos nada em comida durante a semana, fora os gastos da tal ida ao supermercado (que nos fica em cerca de 40€/semana para 2 pessoas e cobre todas as refeições e snacks dos 2). Só ao fim-de-semana é que costumamos comer fora (umas 2 vezes) :) gastar dinheiro em comer fora para mim é com os que me são próximos e com tempo para aproveitar, não é no dia-a-dia do trabalho com colegas ou a comer à pressa! Ah e o pequeno-almoço é sempre tomado em casa juntos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estou longe, muito longe de ter essa organização. Adorava!!! Bjs

      Eliminar
    2. Nós também preparamos sempre marmita para o trabalho mas aqui em Ponta Delgada gastamos imenso no supermercado. Nunca gasto menos de 500 euros por mês no supermercado e não compramos nada de especial. De facto, a vida aqui é bem mais cara. :/

      Eliminar
  2. Joana, entendo que fazer publicidade seja rentável mas poderá vir a revelar-se um motivo de perda de leitoras. Têm-se seguido uma série de posts publicitando seguros, cremes, marcas de roupa e artigos a uma cadência desagradável para os leitores. É apenas uma opinião e não uma crítica. Obrigada por me ler. Sandra Fernandes

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Sandra pela preocupação em que percamos leitoras. Nós acreditamos que quem gosta realmente de nós, apreciando ou não as nossas escolhas de parcerias, gostando ou não das nossas sugestões de marcas de roupas, decoração, cremes... o que seja, voltará. Nunca mentimos, nunca dissemos que este blogue seria sempre, só e apenas, um relato descomprometido dos nossos dias e das nossas vidas. Fazemos dele (para nós, com conta, peso e medida - estamos longe de aceitar todas as propostas de publicidade e de parceria que nos fazem) aquilo que achamos que ele pode ser, sendo sempre fiéis ao nosso estilo. Se não gostamos de algo, se não nos identificamos, não promovemos, simples. É e será sempre assim. E, estranhamente para si e também no início para nós, há pessoas que querem saber, de facto, que carrinho usamos, que fraldas, qual o batom, etc, etc. Este blogue vive de lágrimas e suor, é feito com muito amor, mas também gostamos de ser recompensadas. E merecemo-lo. As marcas sabem-no e isso para nós é também motivo de orgulho.
      Um beijinho

      Eliminar
    2. Olá Joana! Também sou parceira SmartLunch e o que me desagrada nessa mesma marmita é que não tenho como manter a comida quente. Arranjaste solução para essa questão? Eu não preparo o almoço do marido mas às vezes gosto de lhe preparar a marmita do pequeno - almoço (ele leva pequeno - almoço almoço e lanche). Beijinho

      Eliminar
    3. Obrigada pela resposta, Joana. Deixe-me apenas esclarecer dois pontos: não estou, como diz e agradece preocupada com a v/ perda de leitoras. Fiz apenas um comentário e não uma crítica. Ainda ao contrário do que diz, não estranho que as leitoras queiram saber quais os produtos e bens que compram. Manifestei uma opinião de forma educada e non agressive. Muito me espanta a resposta delicadamente reativa, defensiva e desadequada ao meu comentário. Já aqui li comentários bastante maldosos e desagradáveis e, algumas vezes, vos defendi. Não quis ser lida como mais uma hater mas fui. Desejo-vos felicidades e "vou à minha vida" que não está nada fácil! Até sempre! Sandra Fernandes

      Eliminar
    4. A sua opinião era uma crítica, construtiva, e essas são bem-vindas, daí também a ter publicado. Não senti maldade alguma e percebi que não era uma hater. Senti foi necessidade de lhe explicar o meu ponto de vista e assumir que, apesar do "risco" que corremos, iremos continuar a fazê-lo. Muito menos gostaria que "fosse à sua vida", volte sempre que lhe apeteça. E força para o que quer que esteja a passar: mesmo que pareça difícil, tudo se resolverá. Um beijinho!

      Eliminar
  3. Joana, cá em casa quem leva almocinho pronto com direito a tudo sou eu! hehe É um luxo que eu adoro ter..não recebo bilhetinhos amorosos mas sente-se o carinho todos os dias à hora do almoço! ;)

    ResponderEliminar
  4. Joana, eu também preparo as marmitas do meu [10 anos felizes, sem papéis e com amor].Existem inúmeras comidas que funcionam bem aquecidas no microondas, ou agora no Verão até opções mais frescas. O que se poupa é muito e também gosto de ter esse cuidado. Venha quem vier, quando amamos, gostamos de cuidar. Nota-se também que cuidam deste espaço com amor. Demonstram sempre respeito por quem vos lê e não sinto, de forma alguma que percam a vossa genuinidade com as parcerias. Até porque fazem sentido, estão intimamente ligadas à vossa vida. Obrigada por este espaço de partilha às duas.Inconscientemente parece que vos conheço e já vos tenho como amigas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Venha quem vier, quando amamos, gostamos de cuidar". Claro que sim. Agora se tiver um marido que não participe nas tarefas da casa duvido que o seu amor ainda chegue para lhe preparar o almocinho...Quando amamos, gostamos de ser cuidadas e de cuidar.

      Eliminar
    2. Claro que sim, por isso o amor é um tudo e um todo. Nem nas minhas palavras estava implícito o contrário...

      Eliminar
  5. Idem! E com muito orgulho. Posso receber criticas dos amigoa machistas e mal amados mas a verdade é que adoro cuidar de mim, adoro cuidar dele e da nossa princesa. Preparo.lhe a marmita sempre preocupada com as porções de cada elemento essencial numa refeição. Preparo o nosso pequeno almoço de vespera (iogurte com aveia e fruta) e não tenho vergonha nenhuma disso. Ele trabalha de sol a sol e merece. Eu também trabalho, por turnos... natal, fins de semana e feriados. E ainda tive a coragem de me "meter" num mestrado.
    Mas voltando à marmita, uso a .esma Joana.. comemos melhor e ainda poupamos �� keep doing it ✌

    ResponderEliminar
  6. Joana, ainda se diz curtir! Tenho 24 anos e mesmo as minhas primas de 16 dizem! O que faço num blogue sobre maternidade sendo que ainda não penso nisso? Ando com os teus sogros no coro e eles mandaram-me convite para gostar da página de facebook do blog, e como gostei do que li, continuo a voltar aqui :) Quanto às parcerias e publicidades, acho muito bem; nunca ouvi ninguém a queixar-se de ter dinheiro a mais e vocês nem devem ganhar balúrdios com isso, portanto força!

    ResponderEliminar
  7. Cá em casa também sou eu que preparo as marmitas de todos: os almoços dos pais e o lanche da minha filha mais velha para o colégio. Cozinhar, cozinhamos os dois porque nenhum gosta especialmente de o fazer e assim é mais justo. Precisamente por não gostar de cozinhar, cozinhamos poucas vezes por semana e repetimos refeições (é o único contra nesta coisa da marmita).
    Sempre me lembro de levar marmita para o trabalho (mesmo antes de se tornar moda como agora). Ainda me lembro das minhas colegas de trabalho gozarem comigo por levar marmita, quando elas iam almoçar fora todos os dias.
    A mim, sempre me fez sentido usar marmita, por dois motivos: é mais barato e com o orçamento que teria para comer, não me faz sentido nenhum gastar dinheiro para comer coisas muito menos saudáveis que as que preparo em casa.
    Neste momento, cozinho umas 3 vezes por semana, sempre à noite, e acabo por ter imenso tempo livre para fazer o que me apetece nas noites em que não cozinho e as miúdas já estão a dormir. Conto como organizo as refeições para toda a semana aqui: http://www.vinilepurpurina.com/2016/06/24/organizar-as-refeicoes-toda-semana/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que conta, querida, claro que conta.

      Eliminar
  8. Olá Joana :)
    O meu comentário não está muito relacionado às marmitas, mas sim ao facto de eu ter 20 anos e adorar o vosso blog!
    Não tenho ideias de ser mãe tão cedo, deixo isso para quando tiver uns 30 (e tal eheh).
    Sou aluna da licenciatura em educação básica e adoro crianças, e isso é talvez o que me faz ser uma leitora assídua do vosso blog, fico completamente derretida com as tuas filhas e com a Irene, são uns amores!
    Continuem com o excelente trabalho que têm feito até aqui.
    Beijinho grande para todas :)

    ResponderEliminar
  9. Preparo a minha e é com muita pena que não preparo a dele. Almoça fora todos os dias!! SNIF...tanto dinheiro embora!

    ResponderEliminar
  10. Olá Joana :). Tenho 25 anos e ainda não sou mãe (sou tia e madrinha babada). Mas gosto tanto de ler o vosso blog. Sempre que posso, venho dar uma espreitadela.
    Quanto à marmita só preparo a minha, pois ele trabalha por turnos e raramente come no trabalho. E até tenho uma marmita parecida a essa (com talheres e tudo), mais pequena e do continente (também bastante pratica).

    Um beijinho à duas amigas e as vossas meninas. São amorosas.

    ResponderEliminar