segunda-feira, 25 de julho de 2016

Caí com a Luísa ao colo

Tropecei no cão e caímos no chão. Ela estava a mamar, eu estava a andar em pé de um lado para o outro na rua, para ver se ela se acalmava. O cão assustou-se, levantou-se repentinamente e eu, para não o pisar, pus mal o pé. Tive o instinto de virar o corpo para não cair em cima da Luísa e ela, graças a Deus, nem um raspão teve. Já eu fiquei com um galo na cabeça e a parte direita do corpo magoada e esfolada. 
Isto tudo, a juntar a uma dor de garganta enorme que não vai lá com mel e limão e com um calor que quase me faz entrar em delírio, está a dar-me cabo da (pouca) sanidade mental que me
resta. 
Não estranhem se me virem menos por aqui. Também não acho divertido transformar este blogue num mural de lamentações. Melhores dias virão, iremos de férias, a Luísa há-se começar a dormir durante o dia mais qualquer coisa e eu terei mais vontade e tempo para escrever e partilhar os nossos dias convosco. ❤️

25 comentários:

  1. As melhoras Joana! Tudo vai ficar bem.

    ResponderEliminar
  2. Hó querida, é horrivel eu bem sei... cai com os meus 2 filhos de umas escadas, 3 anos de diferença, acreditas??????? com ela até traumatismo craniano fiz, mas eles ficarma sempre bem... boas férias, e respirar fundos, os melhores dias estão já aí <3

    ResponderEliminar
  3. Também me aconteceu cair com a Margarida ao colo quando ela era mais pequena! Em vez do brunch com os padrinhos, passamos a tarde no hospital com ela porque ao contrário de ti não consegui evitar que ela batesse com a cabeça no chão. A dor é enorme, mas como me disseram "só não acontece a quem nunca teve um bebé ao colo"..sentimo.nos as piores mães do mundo, mas a verdade é que muitas de nós têm esse episódio no passado e felizmente sem grandes consequências a não ser mais um golpe no coração! Lamento que te tenhas magoado mas acredita que daqui a uns dias essas dores já atenuaram!
    Um grande beijinho nosso e descansa muito!! Tu mereces e as pequenas precisam de ti Feliz! 😙

    ResponderEliminar
  4. Como eu te entendo...por aqui estou com uma rinofaringite que é sempre algo excelente para se ter, ainda é melhor quando tens uma filha de 2 anos e meio que só pede para ir para a praia e cheia de energia e tu não podes porque estás com esta treta e não te apetece fazar nada, só descansar... É como dizes, melhores dias virão. As melhoras :*

    ResponderEliminar
  5. Uma vez caí com a minha das escadas, mas já tinha 2 anos. Ia com pressa a descer, pus mal o pé e pumbas. Fiz uma manobra à Matrix de forma a q ela ficasse estável e segura enquanto caíamos, e as minhas canelas, bom, as minhas canelas sofreram. Fiquei com inchaços e dores horríveis, nos dias seguintes nem conseguia andar. Pareceu que a queda foi em slow motion, e não sei como é q o meu cérebro teve tempo de processar o q estava a acontecer e agir logo de maneira a que o tesouro não se magoasse. Ela, nem um arranhão. Ficou muito séria a olhar pra mim e disse "tem cuidado, mãe!!!". Toda a gente fica estúpida quando conto o que aconteceu e que a Marta nem se magoou. Realmente as mães têm um instinto qualquer fenomenal.
    Take your time, nós esperamos. :) :*

    ResponderEliminar
  6. Joana para a dor de garganta pode tomar Brufen para desinflamar a garganta. Ao mel e limão pode acrescentar o gengibre. Se vir que evolui e lhe disserem que precisa antibiótico peça um compatível com a amamentação. O qualquer duvida é só perguntar via Facebook. Beijinhos e as melhoras.

    ResponderEliminar
  7. Bolas que chatice :( imagino o susto. Há dias também caí mas foi com o mais velho só colo, felizmente nada demais. E há uma semana estive com uma amigdalite que só passou com a bela da injecção de penicilina. Tive febre w tudo, coisa que não tinha há anos. Não deixes passar muito tempo e vê o que é isso para não piorares. Melhores dias virão. Um beijinho grande!

    ResponderEliminar
  8. As melhoras. Para a dor de garganta há um homeopático que se vende na farmácia que resulta logo ao fim do 1 dia, 1 dia e meio: Homeogene. Eu tomo e também amamento.

    ResponderEliminar
  9. Olá Joana,
    As melhoras. Imagino o susto!
    A 3 semanas e pouco adormeci a dar de mamar a minha filha e quando acordei levantei-me do sofá para a deitar na cama e ir também dormir.
    O meu pé devia estar dormente e não me apercebi. Desiquilibrei-me para a frente, a bebe ainda bateu ligeiramente com a cabeça no berço e talvez numa de protecção atirei-me para trás cai em cima do meu pé e de um brinquedo dela... Conclusão: fratura de um osso do pé e rotura de ligamentos.... Logo uma Podologista a sofrer deste tipo de lesão, dentro de casa (lesão típica de um atleta de alta competição.... Portanto ser mãe é realmente uma profissão de alta competição...:D ).
    Beijinhos as duas e as melhoras rápidas.

    ResponderEliminar
  10. Olá Joana... Um susto enorme... Eu caí das escadas com o Lourenço com 3 meses. Saltou me do sling e foi directo ao chão... Chorei chorei e chorei, mas ele não teve nada... São de borracha e nós quase sempre instintivamente os protegemos! Beijinhos e as melhoras

    ResponderEliminar
  11. Melhores dias virão mesmo! As melhoras ;)

    ResponderEliminar
  12. Joana, também caí com o mais novo ainda não tinha um ano, não consegui essa proeza de me virar e ele bateu com a cabeça. Infelizmente são coisas que acontecem e se está tudo bem com a Luisa "bola pá frente"! Não fiques a pensar no assunto nem te recrimines! As melhoras para a garganta (e para o corpo e alma) e beijinhos grandes

    ResponderEliminar
  13. O medo que eu tenho que isso aconteça! Ainda bem que conseguiste proteger a bebé com o teu corpo (antes mil mazelas em nós, numa situação dessas!) Vais ver que os melhores dias, que nessa altura parece que nunca mais chegam, não tardarão a vir. Ano passado por esta altura andava eu numa lufa-lufa de mamas gretadas-dor-mastites-febre-poucas horas de sono e ainda assim tenho taaaantas saudades desse tempo (das partes boas claro hahah). Mas o que sabe bem este ano poder ir à praia com o pequeno e vê-lo desenvolver a cada dia! Aguenta aí, que em breve tudo melhora :) e melhoras rápidas para as mazelas físicas também <3

    ResponderEliminar
  14. Olá Joana! Muita força e as melhoras. Penso que tens, mas não sei se usas, tens um bom carrier/marsupio/wrap? Tenho 2 filhas com aproximadamente a mesma diferença de idade das tuas filhas e ambas extremamente difíceis, sem chucha, muito choro, impossíveis de pousar no chão sem chegarem a um estado descontrolado de choro, ou suster a respiração até ficarem roxas... resultado, viveram muito os primeiros 6 meses penduradas em mim. Há muitas alternativas, até mais frescas para o verão, e que até podes amamentar em andamento. Na segunda miúda ainda usei mais, e às vezes até me esquecia que ela estava ali. Não imagino como teria sido sem essa preciosa ajuda. Podia fazer outras coisas como tomar conta da mais velha, comer, ir a casa de banho, dar um jeito à casa, passear muito, etc. Eu sou muito desastrada, por isso sempre tive pânico de cair com elas nos braços, ainda no outro dia escorreguei numa poça, com a mais nova no sling, uma mala na mão, e o triciclo na outra. Se ela não estivesse pendurada no sling penso que teria sido mais grave, assim só eu torci os dedos dos pés. Se precisares de dicas sobre babywearing avisa que posso reencaminhar uns quantos links. Beijinhos

    ResponderEliminar
  15. Entendo bem o sentimento, passei por essa fase há pouco tempo. Força, tudo vai ficar melhor. Grande abraço, carregado de boa energia. ;)

    ResponderEliminar
  16. Olá Joana, é claro que poder fazer deste blog o muro das lamentações. É para isso que cá estamos, para nos levantarmos umas às outras. Também é este o sentido do blog, mostrar que a maternidade não é só coisas boas. Estamos aqui para ti, queremos ajudar-te a levantar e estar contigo nos momentos, menos fáceis. Estás cansada e apetece-me dar-te colinho. A tua bebé está bem e o teu coraçãozinho também vai ficar. És um exemplo para mim. A forma como amas as tuas meninas é admirável e uma ajuda preciosa para mim, que também faço das tripas coração todos os dias com uma de 5,8 anos e outra de 10 meses. Beijinho grande e força com as tuas cachopas

    ResponderEliminar
  17. As melhoras rápidas!! Ainda bem que a Luísa não teve nada. Melhores dias virão!!!
    Bjs

    ResponderEliminar
  18. Eu sei que sabe mas tem de o ouvir porque precisa:
    Sim vai melhorar, sim a Lisa vai começar a fazer mais sestas, sim a dinâmica familiar vai se adaptar cada vez mais, sim a Isabel vai ser mais autónoma e perceberá que o lugar dela nunca esteve em risco, sim fez muito bem em dar-lhe uma irmã, sim foi a melhor altura, sim é a melhor mãe para elas e a mãe que elas merecem!
    E sim pode vir lamentar-se porque todas passamos por dias, meses, assim e faz bem desabafar e sabermos que não estamos sozinhas!
    Um beijinho com colinho para si, porque hoje é a mamã Joana que precisa mais de colo!

    ResponderEliminar
  19. Ponto prévio: Não me interpretem mal.
    Porque será que nestes blogs de crianças (chamemos-lhe assim) quando alguma das Joanas vem contar o que lhes aconteceu, no género deste post, a larga maioria dos comentários são a dizer que também lhes aconteceu assim e assado, que com o seu Hepaminondas Maria, foi desta e daquela maneira e que a sua Cátia Vánessa também isto e aquilo?!?!?!?. As melhoras da Joana PB e muita saúdinha para as restantes meninas (Joana, Luisa, Isabel <3 e Irene <3)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Passo a explicar.
      Estes blogs só funcionam se tiverem conteúdos com que as pessoas se identificam. Naturalmente, as pessoas que se identificam com certo conteúdo comentam a sua experiência. Neste caso mais ainda, numa de solidariedade com a Joana, tipo "Não és a única! Shit happens! Força e as melhoras!". É assim tão surreal que o façamos?
      De qualquer forma, Joaninhas, se tal vos ofender, por favor digam, tenho a certeza que deixamos de partilhar as nossas experiências pessoais ;)

      Eliminar
  20. Possa coitada... imagino o que te passa pela cabeça. Que o cérebro desligue essa memória!
    Estou a semanas de ter o terceiro filho nos braços e nos meus dois primeiros filhos tinha medo de os deixar cair. Nunca aconteceu nada mas sempre sempre tive esse medo. Principalmente nas escadas de lá de casa. E tenho pânico cada vez que a sogra pega nos meus bebés.
    Um grande beijinho e força que vais de férias!!!!

    ResponderEliminar
  21. Rápidas melhoras, força! Ainda bem que a Luisa não sofreu nada. Bjinhos

    ResponderEliminar
  22. Que valente susto Joana! E imagino o quanto o teu coração deve ter ficado pequenino...
    Eu também sou mãe de dois filhotes, com 4 anos e 4 dias de diferença. O primeiro não usou chucha e era MUITO colo para se acalmar...muito sobe e desce de escadas...Usei o pano e era o que me safava para conseguir fazer as coisas da casa, porque ele não se aguentava na espreguiçadeira. Com o segundo, o pano era (e ainda é) o meu "terceiro" braço. Uso-o praticamente desde que nasceu, e passava quase o dia todo "pendurado" em mim, grande parte do tempo a dormir. Assim tinha os braços disponíveis para muita coisa, inclusivé tratar do mano mais velho. Já experimentaste usar algo do género? Podia ser uma ajuda enorme para ti. Talvez ela acalmasse por estar junto ao teu corpo. E o calor também não ajuda muito...por isso ela deve mamar muito. Nos dias de mais calor, aqui em casa os miúdos (ambos nascidos em Junho) mamavam sempre mais vezes.
    Força e vai tudo melhorar! E boas férias!

    ResponderEliminar