5.06.2015

As mães são as minhas mulheres preferidas.

É que são mesmo. Não sou daquelas mulheres que odeia mulheres, mas sempre tive mais problemas com mulheres do que com homens. Agora que sou mãe, passou-me tudo. Agora perdoo tudo a todas as mães porque não sei se têm sono, se têm saudades dos filhos, se têm de fazer tudo sozinhas em casa, se são super-mulheres e, por acaso, foi neste momento que rebentaram. Agora é diferente. Eu sou das respondonas, das que diz logo, mesmo que seja de fininho. E sempre fui competitiva. Agora já não sou, com mães. 



Ontem fui ao Colombo e, no elevador, a Irene disse "olá" a toda a gente. A mãe de um bebé da mesma idade que estava no elevador, disse: 

Mãe anónima:  Pois, aprendeu agora a dizer olá e não pára, não é? 
Eu:  É, é. 

Não, não é. A minha filha é daqueles que aprendeu a falar cedo, mas que ainda se desloca como se tivesse meio intestino. Já aprendeu a falar há imenso tempo, mas para quê dizer-lhe isto? Tive medo que ficasse incomodada. Se calhar o filho dela ainda não diz olá. 

Mãe anónima: Como não sabe dizer mais nada, diz "olá" muitas vezes, que giro.
Eu: Pois, pois.

Não, não é nada disso. Ela sabe dizer IMENSAS coisas, mas não faziam sentido para a altura (parece que a filha é mais oportuna que a mãe), acho que ficaria preocupada se ela começasse a dizer urso, cão ou carro num elevador, sem nada disso. Não lhe iria dizer isso. Que ela fala imenso. Para quê? Se calhar iria para casa e iria ficar preocupada. 

Isto não é nada meu. Quer dizer, agora é. Só porque as mães são as minhas mulheres preferidas. 

E porque antes de eu ver a luz e de perceber (como a Joana Paixão Brás escreveu aqui) que cada bebé tem o seu ritmo, estava preocupada com a minha filha. Não quero que ninguém se preocupe, sem necessidade. Não preciso de exibir o que ela faz. Só em ambiente seguro. Cá em casa, em família, com amigos ou no instagram (aí não consigo evitar, c*guei) . ;)

7 comentários:

  1. Lol aqui é o mesmo... Só que a Constança não se fica pelo olá eheheh se falarem para ela vão ter de levar com ela pq depois ela não se cala... E depois a mãe tem que ouvir: pois anda na creche... Nao não anda... Está em casa com a mãe mas não dorme o dia todo ;)

    ResponderEliminar
  2. Uma atitude linda parabéns :) o meu como tem um atraso no desenvolvimento, ficava triste quando via as outras crianças já fazerem tudo sendo mais novas que ele e depois as outras mães então já anda? Está na altura e eu que respondo? Só digo a sorrir anda de colo em colo. Mas agora com a fisioterapia está a evoluir bastante bem e estou confiante e já não olho para as outras crianças com tristeza só penso tu também vais fazer :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sorria... E deixe lá... Eu não pergunto nada... Quem quiser que conte ;)
      É como eu ter a bebé toda vestida de rosa (10 anos de azul, vermelho e beje o rosa está para ficar lol) e perguntarem se é menina... Ao fim de algumas vezes respondi: não é um menino mas so tinha roupa rosa em casa...

      Aproveite o seu menino que ele só precisa de si ;)

      Eliminar