10.22.2018

Quero ficar com as paredes brancas!

Preciso da vossa ajuda: quero as paredes da minha casa limpas. Aquilo já não vai lá com CIF nem com paninhos do pó na vassoura. Também não quero arriscar numa empresa que vá lá e apareça com um jacto de areia que me tire a tinta toda e depois diga "ah, mas nós avisámos que era a areia". 

Moro em Lisboa, num T2 e quero as minhas paredes brancas (e não tenho dinheiro para mandar pintar por cima), conhecem alguma empresa com esse serviço? E que não me custe um útero e meio? 

É muito caro?  Anda a irritar-me solenemente. Principalmente quando é de dia e está ali tudo escarrapachado. É olhar para uma pessoa que nos atraia e depois faltar-lhe meio dentinho à frente ou cheirar a atum. 

Pronto. Já desabafei. Só por isto já valeu a pena, obrigada. 

Sinto que quando estiverem limpas que o meu dia a dia lá em casa vai ser assim. 



Só que sem este bom aspecto de quem ainda está na flor da juventude e um útero por escancarar. E provavelmente no meu caso teria de usar soutien, senão as tetitas apareceriam a espreitar por baixo dos rendilhados. 

Como não tenho cuecas nude de momento também se veria ali a cuequinha marcada a fazer, se calhar, as quatro nádegas. 

Como aquela música do João Pedro Pais: Nádega de Nádega. Lembram-se? 

Bom, vou tentar não me deprimir com os meus problemas hormonais actuais que, desde que tirei o DIU, a minha menstruação é a conta da EDP:  parece nunca estar certo, mas depois temos esperança que se acerte sozinho. 

.
Vá um abraço. Estou só a fazer tempo para a noite chegar para entrar em casa e conseguir não me irritar a olhar para as paredes. 




20 comentários:

  1. Sorry, mas já tenho dificuldades em lê-la :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Entao nao leia! Porque ainda segue a Joana? E não precisa de pedir desculpa... não leia e pronto! Adorava ter o seu tempo livre para deixar comentários a quem não gosto de ler!

      Eliminar
    2. Então não leia. Ponha na beirinha do prato e deixe para quem gosta.

      Andreia

      Eliminar
  2. Joana, e pintares tu e uns amigos? Poupas o dinheiro da mão de obra e fazem isso num instante.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Era o que eu ia sugerir. Compre uma tinta não tóxica e peça a alguém que ajude. Para o efeito uma camada deve chegar.

      Eliminar
  3. Não sei de empresas que o façam. Mas lavar com lixívia funciona (em gel, para evitar salpicos). É chato, mas não é nada que não se consiga fazer, mesmo sozinha. Em minha casa tem funcionado... Mas o cheiro no primeiro dia é chato, aconselho num fim de semana sem Irene :)

    ResponderEliminar
  4. Nodizurc limpa muito bem, mas o cheiro!!!! É limpar no fds e passar a segunda e a terça numa autovivenda. Lol

    ResponderEliminar
  5. Porque não pintam vocês? Com uns amigos será num instante. E pintar de branco é fácil! Força!

    ResponderEliminar
  6. Joana, existe umas esponjas óptimas para este efeito...da vileda "MIRACLEAN", encontra nos hipermercados, são fantásticas :)

    ResponderEliminar
  7. Pinta as paredes tu, se fosse às cores dizia para não arriscares, mas tudo de branco. Vá... pega no rolo e no pincel e mãos à obra, não custa nada!

    ResponderEliminar
  8. Toalhitas dodot! Fica impecável!

    ResponderEliminar
  9. Pintar com uma tinta lavável

    ResponderEliminar
  10. Pintar, sorry. Tentei de tudo e depois rendi-me às evidências.

    ResponderEliminar
  11. Hmm sou só eu que acho que este post é metafórico? Casa com 'paredes brancas' imaculadas ... Imagem de donzela de vestido diáfano... Hmmm isto cheira-me a eufemismo... 😊

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso acho que a Joana já tinha falado noutro sítio do estado das paredes e de como isso a incomodava. Não me recordo onde. Mas fiquei curiosa: eufemismo para...? :)

      Eliminar
    2. Olá!
      (acho o máximo estas interacções sociais com desconhecidos - a esta hora da madrugada ainda por cima lol)
      Sei lá, foi o que me pareceu da escrita. Não sei, qualquer coisa no uso das palavras ou no jogo de palavras, um desejo de limpeza profunda (na vida em geral e no mundo já agora). Não sou psicóloga nem tão pouco tenho qualquer capacidade 'psi'.
      Admito que porventura até faço essa leitura numa espécie de projecção de sentimentos. Eu se tivesse um blogue destes e tivesse lido o teor dos comentários que têm sido feitos ultimamente neste blogue, provavelmente olharia à minha volta com instintos assassinos de querer fazer tábua rasa da sujidade na 'minha casa' e voltar a um estado mais...como dizer...pacífico.
      Mas se é realmente sobre paredes, então lol, Joana(s) , tiro mais uma vez o chapéu pela graça que põe em tudo o que escreve(m), até nos temas mais corriqueiros.
      Isto já vai longo, mas ainda mais uma: ou então é um post de antevisão a uma nova parceria comercial no blogue, aha.

      Eliminar
  12. Uma boa coisa é a esponja mágica. Uma esponja branca que se junta água e depois passamos com um pano limpo que não deixe pelos. É espetacular para limpar tudo, até mesmo pele dos sofás. Em Portugal já vi à venda no aki, mas deve haver em qualquer supermercado 😉

    ResponderEliminar
  13. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar