sábado, 15 de abril de 2017

Perdi a cabeça!

Dentro das minhas possibilidades, calma. "Perder a cabeça" para alguém de um blog de outras lides é, provavelmente, encher o esfíncter de Furlas e de outras marcas que nem sei escrever (Luís Wu ton?). Neste caso foi mais uma "loucura de última hora". 

Foi um daqueles momentos em que o meu cérebro faz alguns barulhos como os modems antigos quando se ligavam à net. E, depois disso, depois de juntar um mais um e de ter adormecido pelo meio e, no final, ter dado dois, lá fui à Fnac rebentar 70 euros numa viola, não sabendo tocar. 

Foi uma crise de meia-meia idade - sempre quis aprender a tocar viola - mas também quis aproveitar o facto do Frederico ter andado numa escola de música. O rapaz acho que aprendeu a tocar um bocadinho de tudo (ahah apetece-me ser ordinária, mas não posso - Olá, mãe e sogra! :))) e é totó não aproveitar isso para a Irene. 






O Frederico passou uns bons dias a aprender músicas que já me dão vontade de me esganar (por as ter ouvido tanto quando tocavam na Mega Hits - trabalho lá há quase 10 anos), mas são das preferidas da Irene: Sias e Brunos Mars e afins. 

Está ali a viola e agora quando "nos" apetecer, podemos ir buscá-la e fingir que somos uma família musical, mas sem penteados a quem parece que gostaria de passar despercebido numa cavalaria. E sem, provavelmente, andarmos a mamar todos na boca uns dos outros "só para ver como é que é" uns 30 Natais. 



...............

Sigam-nos no instagram aqui 
a mim também aqui e à outra Joana aqui.
O nosso canal de youtube é este.

5 comentários:

  1. E sem, provavelmente, andarmos a mamar todos na boca uns dos outros "só para ver como é que é" uns 30 Natais. - credo,que biolência. Um bocadinho de medo de si, Joana Gama.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai por favor, a autora disse o em tom de brincadeira
      A BRINCAR
      Sabe a diferença entre brincar e falar a sério?
      Brinque mais e sorria, brinque muito. NÃO LEVE AS COISAS TÃO A SÉRIO.
      Medo tenho eu, de pessoas assim que não sabem brincar e levam tudo a sério

      Eliminar
    2. Oh Anónima excitadinha,é óbvio que foi a brincar,o que não significa que tenha tido graça...

      Eliminar
    3. Nem sempre as boquinhas ou as coisas que dizemos têm grande.
      Dizer que estou excitadinha por exemplo, não teve graça
      Mas na boa , beijinhos anónima querida

      Eliminar