segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Apanhei o bouquet da noiva...

Podia contar-vos aqui uma história bonita de como o bouquet veio parar às minhas mãos, sem nada fazer, de forma totalmente inesperada, mas não. Aqui a menina queria tanto tanto tanto aquele bouquet que, apesar dele ter caído no chão na ponta oposta a que eu estava, arrancou em sprint até ele, qual jogadora de rugby, com grito de raiva e tudo, e praticamente o arrancou a uma moça, essa sim, a dois passos do bouquet. Ela assustou-se e, apesar de já ter a mãozinha nele, deixou-o no chão. Não me orgulho deste desvario, só faltou a placagem. Mas tem piada. O vídeo que alguém gravou e me mostrou tem muita piada. Vê-se alguém, louco, a arrancar a alta velocidade até um bouquet. Meu Deus. Ah ah ah
Susana Cabaço Fotografia
A verdade é que gostava muito de casar. Óbvio que não precisava de ter apanhado o bouquet (achei apenas piada a ficar com ele no casamento da minha melhor amiga). Mas continuo a ter o sonho de casar com o homem da minha vida, com as minhas filhas, com os meus melhores amigos, e claro, as nossas famílias mais chegadas.

Escrevi sobre isso em 2015.

És tu, sou eu, é a nossa filha. 
Os amigos e a família. 
No campo, com flores, com luzinhas penduradas nas árvores, com mesas corridas cheias de petiscos cozinhados pela avó Rosel, com cadeiras cada uma de sua nação, com mantas no chão, bandeirinhas penduradas, sorrisos e balões. 
Um bolo branco imperfeito de dois pisos mas saboroso. 
Um vestido de noiva discreto, mas romântico. 
Fotografias pouco estudadas e momentos cúmplices. 
Danças de pés descalços e com a luz de fim de dia a dourar os cabelos. 
Beijos e mais beijos e música da boa ou pimba quando os brindes forem já muitos. 
Um dia inesquecível, onde o nosso amor a três será partilhado com todos aqueles que nos querem bem e que nos amam. 
Sonho com isto. 
Quem sabe... um dia! 
A três ou a quatro ou a cinco. 
Todos juntos, a celebrar o amor.








Ah! O que faço ao bouquet? Algum ritual? Estava a pensar guardar até casar. 

 Será para o ano?  

Outros posts que podem ler:

O que vesti no casamento

Os vestidos das meninas das alianças

Casar a melhor amiga é...

 
Sigam-nos no instagram aqui 
a mim também aqui e à outra Joana aqui.
O nosso canal de youtube é este.
Enviem-nos um mail  à vontade.

12 comentários:

  1. ahahaha
    Então e o vídeo da "louca desvairada" a correr em alta velocidade em direção ao bouquet?
    ah era giro era, ver isso :-)
    Pede o noivo em casamento e bora lá com isso ;-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hahaha! Também quero ver o vídeo! ;)
      E o noivo que se despache! Qualquer dia não aguentamos mais "ouvir-te" falar no tão desejado casamento! :P
      Beijinhos

      Eliminar
  2. Joana quero ver esse vídeo, manda :D hahaha
    E também quero assistir ao momento em que te casas com o David! Pago o bilhete de entrada 😂

    ResponderEliminar
  3. Olá,
    Mostra nos o vídeo 😜
    Secas o bouquet virado para baixo num local seco e com pouca luz.

    ResponderEliminar
  4. Não te esqueças de pores muita laca de cabelo no ramo,pendura-o de cabeça para baixo e deixa as flores ficarem secas...terás assim uma bonita recordação...Ainda tenho o meu a decorar o hall da entrada, e olha que já lá vão 11 anos feitos no sábado.Beijinhos e queremos vídeo e casamento claro

    ResponderEliminar
  5. Respostas
    1. Essencialmente porque não é barato.

      Eliminar
    2. Se quiser fazer dessa forma que referiu, não é, de facto. Se a intenção for só casar e optar pelo regime de bens supletivo, são 120€.

      Eliminar
    3. Essa do "não é barato" não cola. Até porque se quer mesmo casar não precisa de uma grande festa nem de mil convidados.

      Eliminar
    4. O meu avô uma vez disse-me "Casar é barato, fazer um casamento é que não"!
      Mas compreendo-a, de verdade. Um beijinho

      Eliminar
    5. Joana, vivia com o mesmo sonho que tu. E com a agravante de ver os meus avós a ficar todos muito velhinhos, e a sentir que se esperasse para ter as condições financeiras para ter "O" casamento, corria o risco de já não os ter presentes. Por isso, no ano passado, resolvemos fazer um casamento despojado e de surpresa, no dia do primeiro aniversário do nosso filhote! Fiz 3 posts sobre isso, um com a tomada de decisão, outro com os preparativos, mas deixo-te este: http://diferenteqb.blogspot.pt/2016/10/o-grande-dia.html Acho que pelas fotos dá para perceber, foi um dia TÃO FELIZ, que hoje em dia não o trocaria mesmo por nada! :)

      https://www.facebook.com/relatodeumavidadiferente/

      Eliminar
  6. Nem sempre. Fazem-se casamentos lindos, intimistas, cheios de personalidade em conta. Os sítios é que são normalmente mais caros. Mas as prendas dos convidados ajudam! Se é um desejo vosso..pensem nisso 😊

    ResponderEliminar