Mostrar mensagens com a etiqueta comida. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta comida. Mostrar todas as mensagens

quinta-feira, 29 de junho de 2017

A Mãe é que sabe COMER #01 - O Prego da Peixaria

Já há muito tempo que não vos aconselhava um restaurante, mas ontem fiquei tão fã de um que tinha de ser (e abri toda uma nova rubrica porque este subiu a parada dos restaurantes baby friendly). Apesar de eu não ser muito esquisitinha e de as levar para quase todo o lado, não é fixe sentir que podemos não estar no sítio mais indicado (quando não têm cadeirinha então, sinto-me a mais ali, fico num misto de "como não?" com uma vontade de pisgar-me rapidamente para não importunar, não sei explicar).

Ontem não. Ontem fomos ao O Prego da Peixaria em Alvalade pela primeira vez e ficámos encantados com tudo. Já conhecíamos o conceito - eu já tinha provado os fantásticos pregos no SEA ME e já tinha ido ao Prego da Peixaria do Saldanha - mas este é ainda mais bonito e totalmente baby friendly. Trocador, estacionamento para carrinhos, cadeirinhas, espaços para desenhar, menu infantil e, ainda, staff muito simpático - até ao colo de dois a Luísa foi, espertalhona!



Gostámos de tudo. Queria ter alguma coisa em que pegar, mas não há nada que tenha corrido menos bem.

Para entrada, pedimos bolo do caco com manteiga de alho, tártaro de peixe (não sou fã mas gostei muito), choco frito e picapau de peixe (éramos 4 adultos).


Depois, eles foram para a carne, no prato (há muitas opções: lombo, picanha, etc, etc), com legumes salteados e chips de batata doce; eu fui para um prego de salmão e choco com bolo do caco com tinta de choco. Estava muitoooo bom, mas foi comida a mais.





Para a Luísa pedi o menu infantil (escolhi a opção prego de salmão, água, legumes salteados e -  entre gelatina e fruta compal - fruta compal). Comeu sopa. No final, tarte de limão, mousse caseira e crumble de maçã com gelado (até a Luisinha provou shiuuuuu).



Reparei que aquilo encheu - e o espaço é grandito - mas mesmo assim nunca ficou uma confusão, o que não seria de estranhar com tanta gente e tantas famílias. Reparei também que há de tudo ali: famílias, grupos de amigos, namorados e até pessoas sozinhas ao balcão.













Olhem, gostei. Do espaço, dos funcionários, da comida. Como é raro sair para jantar com filhos, senti-me feliz por estar num sitio tão fixe, tudo ter corrido bem e por estar em tão boa companhia. 



O PREGO DA PEIXARIA - ALVALADE
Av. da Igreja
 Restaurante Baby Friendly

Comida: óptima, sem querer armar ao pingarelho, com saladas, pregos (óbvio), com opção carne, peixe e vegetariano e ainda com menu infantil

Preço: boa qualidade/preço - uns 25€ para duas pessoas

Crianças: bem recebidas com cadeiras, espaço para desenhar e lápis de cor, casa de banho com trocador, espaço para estacionar carrinhos e menu infantil

✔ Serviço: óptimo, rápido e sem enganos e muito, muito simpáticos (a Luísa andou a saltar de colo em colo) 

Espaço: muito bonito, acolhedor e bastante original, a misturar o ferro, a madeira e bastantes apontamentos vintage, como cadeiras de escola, brinquedos antigos... (e a casa de banho Uau! adorei!)

 Vista: não tem vista, mas tem uma esplanada agradável

Estacionamento: é "onde houver" ali por aquela zona, mas por acaso não tivemos problema nenhum em estacionar, arranjámos lugar praticamente em frente


Mais restaurantes onde ir com os putos aqui.


Sigam-nos no instagram aqui 
a mim também aqui e à outra Joana aqui.
O nosso canal de youtube é este.
Enviem-nos um mail  à vontade. Q

terça-feira, 28 de março de 2017

A outra andava a queixar-se que eu isto, eu aquilo... agora embrulha!

A Joana Gama andava a carcomer-se toda aos bocados (vejam aqui o pânico) por eu não estar a pegar o touro pelos cornos, isto é, por andar a preguiçar e não me envolver decentemente na festa das nossas miúdas. Eu, a Joana dos pratos Bordalo Pinheiro, dos bordados e do fois gras em cama de couscous (deve ser óptimo! not), andava a deixá-la ter o prazer de tratar de uma festa sozinha. Até que decidi entrar em ação e surpreendê-la. Ela, que anda toda Montessori, iria gostar que eu pusesse uma mesinha com coisas saudáveis ao alcance das crianças. E assim foi.
  • Mesa do Ikea da Isabel com uma toalha, leites, sumos bio Auchan e iogurtes naturais bio, queijo, bolachas de arroz, tomates cherry, maçãs, queijo e águas.








Como nestas festas há sempre muitos adultos, uma mesa de salgados, umas minis e uma sangria de frutos vermelhos não podiam faltar (eu cá acho e faço uma bem boa. Pena não poder beber "como deve ser" ahah). Encomendámos tudo no Jumbo e pedimos ajuda à Ana da Chan Events Planner para empratar, decorar e dispôr as coisinhas com aquele requinte que, convenhamos, é um contra-senso: fica tudo com óptimo ar (e apetece provar tudo) mas dá-nos pena desfazer a mesa. Felizmente chamo sempre o Renato que não se importa de ser o primeiro a dar cabo da simetria das coisas.





























Pormenores que fazem a diferença e que me deixaram rendida: 
- a Ana da Chan fez as personagens em pvc à la pata (patrulha pata ahahah), assim como muitos outros detalhes, para que ficasse tudo personalizado. 
- as cores e as personagens desta mesa complementam a mesa dos doces (que ficou o delírio para as  miúdas com a Skye e a Everest) - logo vos mostramos mais ao detalhe a mesa e os bolos e o salame caseiro (o melhor que já comi, feito pelo marido da Ana).

Joaninha, estou perdoada, não estou? Minha fortalhaça.




Fotografias: The Love Project

............
............
Sigam-nos no instagram aqui 
a mim também aqui e à outra Joana aqui.
O nosso canal de youtube é este.

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

O pai é que sabe!

Se me perguntassem que tipo de fotografias andaria a tirar numa segunda à noite, nunca vos diria que seria a uma frigideira com dois olhos de codorniz. Porém, foi dos momentos mais giros do "fim-de-semana natalício". Como a Irene me rouba sempre ovo do pequeno almoço e brinca imenso com um ovo que lhe ofereci, o pai lembrou-se de mandar vir ovos de codorniz (ovos bem pequeninos) nas compras para a Irene se passar com os ovos bebés. E aconteceu. Adorou. 

Ficaram os "ovos do continente" porque a miúda é ratolas e sabia que só para o ano conseguiria dizer "condorniz" (nem eu consigo) e adorou. 

 
Pusemos uns implantes no pinguim e ficou a pinguim mamã. Até porque realmente é mais ou menos assim que a mamã tem as tetas. 


 
Sim, têm azeite demais. O pai é generoso na questão das gorduras, mas eu não ia estragar o momento com esse pormenor :)

:::::::::::::::

Sigam-nos no instagram aqui 
a mim também aqui e à outra Joana aqui.
O nosso canal de youtube é este.

sábado, 20 de agosto de 2016

Fui à sede do Pinterest.

Em Setembro voltarão as aulas de música aos sábados de manhã. Até lá vou tentando aproveitar para arquitectar uns momentos a três sem perturbar as sestas da miúda. Já que é complicado irmos almoçar os três a horas que agradem a todos, pensei "e pequeno-almoço?". Estamos todos acordados ao mesmo tempo, os sítios não estão cheios de pessoas e, por isso, a Irene não aborrece ninguém se estiver numa explosão de energia e, aqui entre nós (adoro dizer isto quando sei que estou a falar para milhares de pessoas), o pequeno-almoço e o lanche são as minhas refeições preferidas do dia. 

Escolhi o sítio pela beleza. Nem imaginam a minha frustração quando, depois de ter chegado à Baixa e estando lá pela primeira vez com a Irene, reparei que a máquina estava quase sem bateria. Eu, cuja minha motivação para passear - já antes da Irene - era sempre quase 50% pela fotografia. 

Mesmo assim sacámos uma ou outra mais engraçada e convido tentarem fazer este tipo de planos: começa-se o dia de forma bem diferente e é quando ainda está fresquinho. 

Não precisam de ir ao Bastardo (que é bem giro) que custa 15 euros por pessoa por um pequeno almoço (para nós é o nosso dia de festa ocasionalmente, permitimo-nos ir um pouco "mais longe") mas, se formos bem a ver, por aquilo que o Frederico almoça e janta às 7h da manhã, eles é que acabam por ficar a perder. ;)


Tinham quadros muito engraçados deste género. Infelizmente as minhas outras fotografias ficaram péssimas. Vou roubar a ideia para a nossa casa nova (um dia a ver se acontece) e fazer qualquer coisa do género, com graça.

Não parece que entrei na sede do Pinterest? 

O cliché das cadeiras todas diferentes. Também gosto muito.

O pequeno almoço com tudo simétrico e cuidado. Ahhh que maravilhas que faz ao meu lado obsessivo compulsivo.

O modelito de hoje. 

Só comi este - estou a bater palmas a mim mesma. Só comi este depois de uma fatia de bolo de maça, um pão, um leite com chocolate...

Aqui o boss nuns dos raros momentos em que não tem um pedaço de chouriço abaixo do bigode.

A Irene a provar caipirinha.

O vocalista dos Nickelback, segundo o meu carinhoso marido. Eu acho que estou igual ao irmão mais velho do meu pai - o que é igualmente péssimo para a minha auto-estima.

A Irene sentada como uma lady, tal como a mãe se senta. 

A mãe a fingir que não sabe que está a ser fotografada, apesar de ter a máquina a menos de 10 centímetros da focinheira.



Sigam-me no instagram @JoanaGama
e o @aMaeequesabe também ;)

segunda-feira, 11 de abril de 2016

Parece que lhe dou sempre o mesmo ao pequeno-almoço e ao lanche!

Tento variar o máximo que posso os lanches e pequenos-almoços da Irene, mas sinto que vai sempre tudo cair no mesmo: pão com "manteiga" e iogurte com cereais e fruta. 

Que acham de construirmos aqui uma lista com lanches criativos para nos inspirarmos umas às outras? 

A Irene no iogurte põe: cereais de milho às bolinhas, cereais integrais da mãe, fruta, amêndoa, mel... 

Quanto ao pão, ela tem andado apaixonada por integral de cereais (aqueles que têm cereais por fora) e besuntamos ao de leve com creme vegetal.

Bebidas: maioritariamente água, mas recentemente introduzi sumos biológicos do celeiro sem adição de açúcares que ela gosta e bebe sozinha. 


À parte disto, pedaços de fruta são sempre bem-vindos ou alguns snacks sempre sem açúcar com o mínimo de sal e de químicos esquisitos. 

Gosta das bolachas marinheiras, daquelas bolachas de milho (a que chamamos pipocas) ou de arroz ou ainda de tostinhas integrais. Também lhe dou pipocas sem nada. 

Querem dar sugestões? ;) Prometo por algumas em prática em breve!

Ah! Ainda há o clássico banana com bolacha que me tenho esquecido!

E panquecas! Agora tenho feito panquecas (das saudáveis).