quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Fui. Não arranjei desculpas.

Já somos crescidinhas para não esperar pelo ano novo para fazer grandes mudanças ou para nos enchermos de esperança de que, desta vez, estamos a falar a sério e "desta vez é que é" e "vamos mesmo fazer isto". 

Ainda não consigo controlar a alimentação a 100% (incorporando alguns deslizes neste 100%, claro). O cansaço e a necessidade de me sabotar e afins são coisas que ainda tenho de trabalhar, mas ninguém me tira o prazer do treino. Ninguém.



Tenho estado a adorar, a amar e a delirar com ir ao ginásio. Os resultados têm chegado, mas não ando a trabalhar activamente para eles. Ando mesmo feliz por treinar, tal como já vos fui falando por aqui

Ontem, pela primeira vez, tive vontade de ir treinar duas vezes hoje. Apeteceu-me ir de manhã e outra vez à hora de almoço. Não seria algo para manter e fazer para sempre, mas queria desafiar-me, queria sentir que estava no "poder" e outras bimbalhadas que ditas parecem ainda piores. Não fui porque não tenho mensalidade para isso. Tinha treino com #omelhorptdomundo à hora de almoço e, a ter que escolher, não iria escolher o treinar sozinha a ouvir Linkin Park outra vez. 

Fui. Não arranjei desculpas. Já na sexta-feira passada não ia conseguir fazer o terceiro treino da semana e fui na hora de almoço. Consegui. Não falhei.


Hoje também não. E, aliás, estou a ficar mais forte. Fiz coisas que tentei fazer há um mês (por piada) e eu própria notei a diferença. 





Ando toda vaidosa com isto. Adormeço ainda mais cedo à noite no sofá, é um facto, mas no dia seguinte tenho vontade de ir outra vez.

Estava aqui a pensar e o que acham se pedir ao #omelhorptdomundo um treino para irem fazendo em casa para se mexerem um bocadinho enquanto não conseguirem organizar a vossa vida? Querem?

Gostaram das fotografias do Pau Storch? Eu também ;) 

Sigam-nos no instagram aqui 
a mim também aqui
O nosso canal de youtube é este

22 comentários:

  1. Olha, eu queria era que me dissessem como é que é suposto eu treinar quando trabalho 8h por dia, uso a hora de almoço para tratar daquelas coisas que precisamos (mais ainda agora que mudei de casa e falta sempre ver qualquer coisa, ou comprar qualquer coisa). Chego a casa pelas 19:00, o miúdo dorme pelas 21:30, pelo meio tenho que fazer jantar, comer e brincar um pouco com ele. Depois de adormecer ando de volta da roupa, ou a fazer sopa, ou a fazer encomendas online (que mesmo assim não me libertam completamente, há sempre algo que falta é que fica pro dia seguinte a hora de almoço). Sento o rabo no sofá 2h por semana, para ver duas séries. Os fins de semana são passados com a família, no Algarve ou no Porto, e quando fico em Lisboa há sempre amigos que raramente vejo e com quem preciso de conviver pela minha sanidade mental. Deito-me as 23:00 ou mais tarde, ainda acordo várias vezes de noite para readormecer o filho, tenho empregada 1x por semana que me livra de limpezas, e mesmo assim sinto que não tenho tempo... podia abdicar das 2h de sofá por semana, claro! Mas não acho que isso seja um exagero, uns momentos para libertar o cérebro, e sinceramente aquela hora não tenho energia para me por em casa a fazer exercício.. não me digam para ir treinar as 6 da manhã, se dormir ainda menos acho que morro de privação de sono.. não tenho avós por perto que me possam tratar das refeições.. enfim.. só um desabafo de quem neste momento acha que não tem mais por onde arranjar energia.. aliado ao facto de não ter dinheiro para um PT (que me poderia realmente motivar).. enfim.. espero que quando a casa estiver finalmente pronta possa ter mais tempo ao almoço.. agora que já me queixei, já sei que me vão dizer que são desculpas, que se consegue desde que se queira, que devia abdicar das 2h que passo com o meu filho de dois anos durante a semana, uma ou outra vez não lhe faria mal (que remédio teria ele senão adaptar-se a ainda menos tempo com a mãe)... se alguém tiver sugestões construtivas agradeço :) PS: o pai existe, e tem uma vida ainda mais atribulada que a minha...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caramba, parecia que estava a ver a minha rotina aqui a ser descrita... é que é tal e qual! Quem me dera a mim voltar a ter tempo para ir ao ginásio, correr, treinar em casa ou sequer energia para isso.

      Sinto que ando sempre a correr em contra relógio para ter chegar a tudo e a todos, e o tempo voa! Durante o dia assumo vários papeis, sou a motorista,a cozinheira,a mulher a dias,a consultora,a secretária,a organizadora de eventos, a mulher e a mãe.

      Mas venha de lá esse treino, e pode ser que aqui pelo meio eu consiga voltar a ser a Teresa, a miúda que treina :)

      Eliminar
    2. Eu também ia comentar que até queria ver a sugestão do treino, mas que pudesse ser executado ao mesmo tempo que se brinca, faz o jantar, ou dá banho, ou por a roupa a lavar, ou qualquer uma das outras 1001 coisas que há a fazer em casa, mesmo sendo tarefas partilhadas...
      Porque arranjar tempo... não me parece muito fácil...
      Aceito sugestões...

      Eliminar
    3. Quando o meu filho tinha 2 anos eu também não conseguia e tenho avós por perto que ajudam. Dito isto daqui a algum tempo vai dormir melhor e consequentemente vai conseguir acordar mais cedo enquanto o filho dorme e começa a fazer qualquer coisa, eu comecei a andar, depois começamos a andar os 3 ao fim de semana, e também uma forma de motivar o xuxas para o desporto, depois e quando se tornou mais independente (tinha quase 5anos) começamos a ir ao ginásio e ficamos "viciados". Eu vou dois dias as 8h e ele orienta o filho e vamos os dois as 19h no dia em que ele está na catequese. Relaxe, respire, planeie e sonhe! O mundo não vai acabar amanhã (e se acabar temos pena)

      Eliminar
    4. Obrigada pelo carinho e compaixao :) tb ajudava se o marido fosse adepto de desporto, sempre dava para encaixar umas coisas mais físicas ao fim de semana, mas não tenho essa sorte.. vamos com calma, tenho feito um esforço para me organizar pois sei que se perde muito tempo por falta de planeamento. E claro que a vida vai "descomplicar " porque o filho cresce. Só que há ainda o plano de arranjar um irmão ou irmã, então lá se vai o descanso ;) lá pros 40 e tal devo conseguir dedicar-me novamente a mim com mais afinco ;)

      Eliminar
    5. A minha cria tem 16 meses e e acorda centenas de vezes por noite. Fora isso os dias são uma correria, nem vale a pena descrever pq a Ana sabe mt bem cm é. Mas consegui encaixar 35min de treino intenso em casa (por agora faço os da jillian michaels) 2 ou 3 vezes por semana q fazem maravilhas pela minha sanidade e bem estar físico (treinava desde 2008 e estar parada é literalmente doloroso para mim). Comecei ao fim de semana, qd há um pouco mais de tempo disponível, o q me motivou a arranjar tempo à semana (rejuvenesci 10 anos naquele primeiro treino). Tb podia ir ao ginásio enqt o pai ficava com ele mas estava mt apertada de tempo e dinheiro e assim não roubo tempo de estar com eles (roubo noutras coisas...). Eu sei q custa o primeiro passo... mas a partir daí tudo se encaixa!

      Eliminar
    6. Como descreve no seu próprio comentário, são apenas prioridades. Se quisesse muito fazia exercicios até com o seu filho em casa, ou na rua, ou ao fim de semana.

      Quer comentários construtivos: milagres não existem.

      Ass: Mãe que também trabalha todo o dia, tem poucas horas para passar com o filho de dois anos e que também não se dedica ao ginásio. Diferença: sei bem que é apenas por perguiça minha, e por culpa disso, vou pondo sempre outras coisas como prioridade.

      Eliminar
    7. pois é, Anónimo, acho que tem razão. mal ou bem dou mais importância a ter algum tempo de qualidade com o meu filho, aproveitar a familia e os amigos. nunca fui uma pessoa que pusesse o exercício físico à frente, e naturalmente também não o faço agora. tenho duas opções: ou me conformo com o meu corpo flácido e fraco, ou reorganizo as prioridades. o que eu queria mesmo é conseguir ter tudo, mas isso já se sabe que não dá, por mais que venham mil pessoas dizer que sim, que podemos ser mães, trabalhadoras, filhas, amigas, amantes, pessoas fit e tudo ao mesmo tempo! eu nao conheço nenhuma que consiga tudo.

      Eliminar
    8. Aqui é assim: roubo vinte minutos, meia hora às minhas tarefas e vou correr depois de levar o miúdo à creche. Já vou vestida para correr quando o levo, depois é só tomar banho. Três vezes por semana. A maquilhagem não fica tão bem feita, mas a minha pele também está melhor de qualquer maneira. Depois ao fim de semana, fazemos alguma coisa que implique bicicleta ou piscina ou caminhadas ou o que seja. E já noto resultados, especialmente psicológicos. E no fim da semana só "gastei" hora e meia :)

      Eliminar
    9. Ana Nascimento é tão verdade... O meu dia a dia é assim. Tenho é dois filhos pequenos e ainda menos tempo livre. A única forma que tenho de fazer algum exercício é participar em provas de corrida, às quais vou sem treinos praticamente. O meu treino é aquele! Mas no mês que vem vou começar a fazer cycling qye fica perto de casa e os horários são bons.

      Eliminar
    10. Como eu te compreendo Ana Nascimento! Só agora que a minha filha fez 6 anos é que voltei ao ginásio. Tenho 2 filhos.. 10 e 6 anos! Há 10 anos que não pratico nada de nada!!! Decidi voltar ao ginásio em Novembro.. só consigo mesmo ir 3 vezes na semana.. e o truque que tenho é levar o saco da ginástica para o carro.. nesses dias o meu marido vai buscar os miúdos.. eu sigo directa para o ginásio.. estou lá às 19h e saio de lá às 20h.. é pouco tempo.. mas é melhor que nada!

      Eliminar
  2. Caramba, parecia que estava a ver a minha rotina aqui a ser descrita... é que é tal e qual! Quem me dera a mim voltar a ter tempo para ir ao ginásio, correr, treinar em casa ou sequer energia para isso.

    Sinto que ando sempre a correr em contra relógio para ter chegar a tudo e a todos, e o tempo voa! Durante o dia assumo vários papeis, sou a motorista,a cozinheira,a mulher a dias,a consultora,a secretária,a organizadora de eventos, a mulher e a mãe.

    Mas venha de lá esse treino, e pode ser que aqui pelo meio eu consiga voltar a ser a Teresa, a miúda que treina :)

    ResponderEliminar
  3. Ninguém me apanha num ginásio nem que me subornem. Tentei 2 vezes e acho que não preciso da terceira para aprender. :) Admiro muito a força de vontade de quem gosta de treinar no ginásio mas não é para mim. Vou fazendo yoga em casa quase todos os dias e caminhadas sempre que posso e para já, é suficiente. Vá, falta-me abater 1 kg de barriga que ainda ficou da gravidez (a minha bebé tem 4 meses).

    ResponderEliminar
  4. Estou a gostar muito de ver, porque ainda me lembro de um post em q explicavas pq não querias fazer exercício e eu pensei "perdoai-lhe Senhor" :P esse treino será MUITO bem vindo!

    ResponderEliminar
  5. Eu concordo que há sempre tempo. As pessoas têm é outras prioridades.
    Joana só acho graça que antes, quando não fazias dieta, dizias que eras muito feliz com o teu corpo. sinceramente não acredito que o eras. Acredito que agora sim, estás mais realizada, mais bonita, mais segura... Enfim tudo coisas normais não só de emagreceres e fazeres desporto mas porque sentes que consegues. Por tudo isto parabéns.

    ResponderEliminar
  6. QUEROOO!!! Se puder ser algo praticado por uma grávida, melhor ainda! :)

    ResponderEliminar
  7. Eu agradecia! Ter umas ideias do melhor pt do mundo era fantástico! Obrigada Joana!

    ResponderEliminar
  8. Tudo depende da vontade de cada um, também tenho um filho com 4 anos e que ainda acorda durante a noite para saltar para a minha cama... No entanto percebi que pela minha saúde mental e física deveria começar a fazer novamente desporto e por isso dia sim, dia não vou ao ginásio das 7h as 8h da manhã... Pois como quase todas trabalho 8horas,saio tarde e o fim do dia é dedicado a ele e às coisas da casa, claro.

    ResponderEliminar