Mostrar mensagens com a etiqueta Sara-a-dias. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Sara-a-dias. Mostrar todas as mensagens

segunda-feira, 14 de março de 2016

Xixi. Xixi e mais xixi.

Hoje o tema é: xixi. Ou chichi, que pode escrever-se das duas maneiras. Às 27 semanas, já começou a minha saga. 

O que eu adoro os dramas de final de gravidez retratados pela talentosa Sara-a-dias :)
quando alcanças a posição perfeita no sofá
preciso de ajuda para as minhas saídas nocturnas.
número recorde de urinas às escuras? 7. numa só noite.


segunda-feira, 7 de março de 2016

Azia na gravidez? Tão bom!...

A Sara-a-dias está já prontíssima para receber a Salomé, mas, enquanto isso não acontece, vamo-nos rindo com as aventuras de final de gravidez :)

vem aí uma rapunzel


segui o vosso conselho de comer amêndoas com pele para acalmar a azia
e, em menos de 5 segundos, parti um dente.

Não me matem, mas eu não sei o que é isso da azia (ainda, ainda...). Da Isabel só tive uma noite (umas horitas) de azia e não sei como vocês aguentam... mulher sofre! Se quiserem deixar aqui as vossas mezinhas para combater esse dragão, algumas mães vão agradecer! Força, Sara! (mas menos na hora de comer amêndoas).

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

"Aproveita a gravidez para dormir muito..."

Foi o que disseram à Sara-a-dias, que está prestes, prestes a conhecer a Salomé.
Aproveita para dormir muito. Descansa tudo o que puderes, diziam.


Pois, pois. Mais alguém com insónias e xixi e desconfortos vários na gravidez? :)

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

O 3º trimestre das grávidas (HAHAHA)

A sério que ainda não seguem a Sara-a-dias? Não sabem o que perdem. A Sara, além de ser a responsável pelas nossa imagem (as bonequinhas), está mega-grávida e consegue traduzir em imagens os dilemas das grávidas como ninguém.
 
Cada vez que sai uma ilustração nova, bato palminhas. Confiram:
 
não se metam com a minha azia.

comecei a falar baleiês.

dor ciática ou como-andar-com-um-taser-crónico-colado-à-tua-parte-traseira.

alguém me atire peixe cru nesta gravidez, sff.


quero acreditar no superpoder do creme gordo.

retenção de líquidos na gravidez = sara-mãos-de-chouriça.

mas por mais creme gordo que ponha, o meu corpo reage desta forma.

a um passo de ser uma grávida alcoólica.

é oficial. atingiu-se uma proporção de fazer parar o trânsito!

Alguém partilha/partilhou algum destes dilemas? :)

domingo, 24 de janeiro de 2016

Se não somos a coisa mais amorosa do mundo!

Somos, sim senhora! Umas bonecas! Literalmente. Já tinham reparado nas nossas novas ilustrações Sara-a-dias?

A Joana Gama com a Irene, eu (Joana Paixão Brás) e a Isabel. Grávida. Adoro, adoro. Ficámos mais louras, mais giras e as miúdas cresceram. A Irene está igual, tal qual eu a vejo. A Isabel com o novo look e com os dentes todos, que a nossa ilustradora não tem vida para andar a mudar a ilustração sempre que lhe nasce um canino ou um molar. A Joana Gama aproveita todas as oportunidades para fazer publicidade ao livro dela e para tapar a barriga (no fim da dieta e já toda sarada do ginásio, faço-a prometer usar um top com abdominais à la Carolina Patrocínio). Eu estou agarrada à barriga e toda orgulhosa (único momento da vida de uma mulher em que gostamos de ter barriga). Mesmo feliz com este resultado. 

Obrigada, Sara-a-dias. És a maior (e não digo isto por estares a rebentar de grávida)!

[A Sara também pode fazer a vossa ilustração. Surpreendam a mãe, a avó, o primo com o retrato da família. Ou sem ser em família, é como quiserem! Tenho a certeza de que vão gostar do resultado, como nós gostámos!]

terça-feira, 31 de março de 2015

A minha mãe acha que fui trocada à nascença.



Eis o nosso segundo livro. 
Gosto de pensar que o primeiro é o meu (este) que lancei o ano passado e que foi um êxito tão grande que já não se vende em lado algum (acho que só enviaram meio exemplar para cada loja) e que o segundo é aquele do qual vou falar agora da Sara-a-Dias.

Apesar da Sara não ser uma das autoras do blog, o blog não seria tão sexy sem ela. Acho que ninguém nos teria dado uma primeira oportunidade tão facilmente. Vestiu-nos o blog, espremeu-nos as borbulhas, pôs-nos base, fez-nos a monocelha e tornou-nos muito bonitas. Isto tudo para dizer que é a ilustradora que nos montou o blog. 

Além de me estar a colar desmesuradamente e sem vergonha nenhuma ao sucesso da Sara-a-Dias com este livro, associando-o a nós, acho que este livro também é nosso por outros motivos.




O livro da Sara-a-Dias é a Sara (e a sua família) com as entranhas todas de fora. Ela revela coisas que, se fosse eu, levaria meia dúzia de tabefes mas, ao que parece, a família da Sara tem tão bom humor como ela e a mãe não me parece não estar a gostar de ser a segunda protagonista desta trama toda. A mãe foi com boa cara, pelo menos, ao Há Tarde da RTP com a Vanessa Oliveira e o Herman José. 



É o nosso livro porque a Sara fala de tudo aquilo que as crianças da época viveram. Qual das Spice Girls era a nossa preferida? As brincadeiras às lojinhas. A professora que se roçava nos cantos da mesa da sala. O miúdo que tinha uns dentes enormes. Ser apanhada a passar um bilhetinho na aula. Ter um bocadinho de vergonha da nossa mãe quando tenta ser engraçada. 

Não tenho uma irmã mais nova como ela, mas sinto ter passado quase por tudo o que está por lá, neste livro. Não é um Fausto de Goethe, mas ainda bem. É um livro que nos faz sentir coisas e pensar noutras e isso, para mim, é arte (wooowww, por esta ordem de ideias até um folheto de compra e venda de carros é arte, mas... e não será? Hmmmm)



Ah! E estava a referir-me só ao conteúdo, que estúpida! A Sara-a-Dias é ilustradora. É uma novela gráfica. Não. Isto não quer dizer que são gráficos a curtirem uns com os outros e a engravidarem alternadamente do jardineiro. Quer dizer que a Sara-a-Dias ilustrou à sua maneira toda a sua história. Só para que vejam, mesmo que não houvesse ilustrações, teria adorado o livro na mesma. 

Aqui entre nós (que estupidez), acho que ela tem tanto jeito para fazer rir como para ilustrar. 

Óptima, óptima prenda para dar a alguém (como se houvesse prendas para não dar alguém). Uma coisa diferente. 

É um livro que fica bonito na estante. É um livro que se lê tranquilamente mesmo sendo daquelas mães que não dorme muito e faz-nos sentir coisas boas.

Obrigada, Sara-a-Dias



Nota: Espero que, apesar do livro não ser nosso, não te importes que esteja ali do lado direito do blogue. É mesmo como se fosse. <3




quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

A minha mãe acha que fui trocada à nascença

Não a minha. A da Sara.

A Sara é esta criatura amorosa que aparece neste vídeo:


Hahaha. Bri-lhan-te. Adoro a dúvida escatológica desta miúda. Ora bem, a Sara cresceu e é a ilustradora deste fantástico blogue, o ponto alto da carreira dela, obviamente.

Nos tempos livres, colabora com jornaizecos, tipo o Público, ilustrou livros da editora do apresentador Fernando Alvim, coisa pouca.

E agora, dia 6 de março, a Sara-a-dias vai lançar o livro "A minha mãe acha que fui trocada à nascença", uma mini-enciclopédia ilustrada. Nesta novela auto-biográfica, podem chorar a rir com as peripécias de uma das pessoas mais divertidas que eu conheço! Desertinha para que chegue o meu, oubistes, Sara?!

Entretanto, podem segui-la no Facebook e comprar o livrinho aqui no site da editora, que já está à venda.