quinta-feira, 9 de agosto de 2018

A minha rosácea está 100x melhor!

Ai, miúdas. A roda viva na qual eu andava antes! Não conseguia andar na rua sem me maquilhar (tenho rosácea e tinha vergonha), andava a pintar o meu cabelo a torto e a direito para ver se a tinta me contagiava com amor-próprio, mas não. Treinava imenso para ver se no meu suor saía a tristeza, mas não. 

Foi o que tive de fazer para sobreviver, para me sentir melhor, foi o que estava certo para a altura, mas depois deixou de estar. 

Não fazia sentido sentir-me mal sempre que não me pintava, me mascarava (apesar de fazer todo o sentido que me sinta bem quando me maquilho). Não fazia sentido não gostar do meu cabelo e querer todos os dias que fosse de outra forma. 

O que eu tiver de fazer para me sentir bem, farei, mas não porque preciso, sim porque quero. 

Ontem, como vos mostrei no Facebook, mudei o visual. Gostei muito do cabelo que tive no último ano, mas já não me identifico com ele. 

Fui ao Nela Cabeleireiros na Amadora :) 


E sabem que mais? Andar com menos maquilhagem e menos "tudo", ajudou-me a resolver mais problemas. Em vez de ficar com o certificado de "rosácea" e espetar cremes a torto e a direito e depois ainda uma base ou um pó para disfarçar, comecei a atacar o assunto com lógica: isto é o meu corpo a dizer-me algo, o que será? 


- Água. Tenho reparado que beber água tem ajudado... IMENSO. 

- Deixar de comer coisas que sejam inflamatórias ou evitar - reduzir a carne, por exemplo, tem-me ajudado imenso.

- Introduzir no estilo de vida algo que nos dê consciência do nosso corpo e estado de espírito (o yoga ajuda-me a reconectar-me).

- Deixar de usar cremes com muitos componetes químicos, mesmo os específicos para a rosácea (uso uns sem químicos, supostamente 100% naturais e sem perfume). 

- Tirei o DIU - a brincar, a brincar, acho que o corpo está pensado para funcionar com as minhas próprias hormonas e desde que o tirei que acho que também ajudou à pele.

- Não consumir coisas que já sei que não funcionam comigo: leite, manteiga, carne de porco... 


E, visto que não usamos maquilhagem, conseguimos ver melhor quais são os efeitos dos alimentos na nossa cara e dos produtos. Só assim acertamos. 

Querem alinhar nisto neste verão? Mais nós. Para nos vermos mais? 




8 comentários:

  1. Ola, sinceramente pareces mais nova, o meu primeiro pensamento foi que a foto era antiga. Acho que estas optima sendo tu mesmo, eu também tenho rosacea e acne inflamatória e também vou chegar a esse ponto. Obrigado pelas dicas e inspiração.
    Mónica Bilreiro

    ResponderEliminar
  2. Gosto muito mais desta cor de cabelo, fica mesmo bem!

    ResponderEliminar
  3. Como te entendo! Em relação à rosácea, como conseguias ou como consegues usar base? No meu caso além da rosácea tenho pele seca :'( Não há nada, mas nada que consiga introduzir na pele que não pareça uma parede com betume... Não é falta de água, bebo bem 2 L por dia, limpo a pele e hidrato bem. Conclusão, não coloco nada, apenas os cremes aconselhados pelo dermatologista, mas quando apanho umas temperaturas na pele BUUUM salto logo a vista :(

    ResponderEliminar
  4. Olá Joana :) Também sofro de rosácea e tenho usado os cremes que me receitaram. Quais são os que usa agora? Obrigada e Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Olá Joana! Ta girissima! Eu tb tenho rosácea há anos!! Uso apenas a gama bioderma sensibio AR creme hidratante e água micelar e quando me apetece também coloco o BB cream da mesma gama. São top! Quando coloco maquilhagem é só maquilhagem mineral (Avene, Roche posay)... Nunca mais tive crises! Beijinhos e felicidades

    ResponderEliminar
  6. Olá Joana tb tenho rosácea, que cremes tens usado? Eu uso uns especificos que ajudam mas n estou a 100%. Obrigada

    ResponderEliminar
  7. Também faço parte do clube da rosácea . Com pele mega seca! Então nesta época do ano, por mais água que beba, estou sempre um bicho. Mas já aceitei... imagino que vá ficar assim o resto da vida e serei um dia uma velhinha cheia de rosácea na mesma e os meus filhos vão-se recordar de mim assim, com a cara permanentemente em obras...

    ResponderEliminar