segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

Amanhã é o dia! Acho que estou mais entusiasmada que ela!

Tenho imensa sorte de ter a Irene numa escola onde as mães - so far - têm sido muito porreiras. Adoro a mãe de uma das melhores amigas dela. Acho-a impecável, fabulosa e com óptimo sentido de humor (ela nem lê o blog, por isso nem estou a dar-lhe graxa) e a mãe da outra melhor amiga da Irene também (essa acho que já lê, por isso não quero que fique esquisito, haha, fico com vergonha). 

Já há algum tempo, a Irene foi convidada para ir a casa de uma das amigas. Foi no Verão e estiveram a brincar na piscina e até fizeram sesta juntas (fiquei louca, só me apeteceu que a mãe da amiga fizesse babysitting...). Eu nunca cheguei a convidar de volta porque, como não tenho piscina, achei que nunca seria tão divertido. Até que... a Irene começa a pedir, a pedir e a pedir. 

A Isabel da Joana Paixão Brás na esquerda e a minha Irene à direita. Ambas com um mês de vida :) 


Tem pedido muito que o A. durma com ela no quarto e o pai dele no sofá da sala (what the hell hahah), mas também quer muito ir à casa das amigas e que elas venham cá. Agora que já tenho mais cabeça para pensar nisto, porque não? Só porque é durante a semana? Siga!

Amanhã é dia da Irene ter, pela primeira vez, uma amiga da escola cá em casa e aposto que vai ser excelente. Se calhar até para mim que vou poder ler o meu livro em paz, ahah. 

Costumam fazer isto? 

E esta semana ainda deve haver encontro com a sua amiga preferida fora da escola: a Isabel da Joana Paixão Brás ;) Certo, Joana? 

2 comentários:

  1. Eu adoro esse conceito. Nunca fiz em criança (sem demérito para meus progenitores, simplesmente não fazia sentido a logística ou não cabia no feitio deles) mas mal o meu de 3 anos pediu, tratei logo de pôr em prática. Resultado: um sábado muito bem passado, era Outono, os pais foram passear, eles brincaram, almoçaram, dormiram sesta juntos (o meu, a amiguinha, e peluches vários, com história para adormecer), lancharam na varanda. Win win win porque: eu acabei por ter mais tempo/atenção disponível para a bebé mais nova e tive um cheirinho do que é ser mãe de 3,em vez de só dois, mas sem as preocupações; os pais da amiguinha tiveram um dia de folga para darem atenção só ao recém nascido da família; Foi espectacular e está planeado repetição com amiguinho, se os pais aceitarem.

    ResponderEliminar
  2. Acho um conceito ótimo e fortalece imenso as relações. As minhas amigas com quem tinha essa dinâmica são, hoje em dia, as minhas melhores amigas. E é ótimo saber que quando precisarmos temos ali mais uma casa e uma família (sim, porque tenho imenso a vontade e confiança com os pais/ irmãos porque ao fim ao cabo viram-me crescer. Em brincadeira eu e as minhas amigas dizíamos que os nossos pais gostavam mais das amigas do que das próprias filhas 😂)

    ResponderEliminar