terça-feira, 6 de novembro de 2018

Adeus fralda para todo o sempre?


As mães ficam muito felizes ao verem que os seus filhos ultrapassam uma etapa, que estão cada vez mais autónomos e cada vez mais espertos, mas… também é verdade que, a cada nova fase, ficamos com uma sensação agridoce por vê-los deixarem de ser bebés, os nossos bebés, não é? Custa mais ainda quando a probabilidade de serem o último bebé cá de casa é grande - para não dizer enorme. Adeus fraldas para todo o sempre? 

E este ar de marota?

A Luísa já não usa fralda durante o dia. É uma alegria vê-la ganhar mais esta capacidade; uma gracinha quando nos pede para ficar sozinha na casa de banho; e até mesmo quando nem nos chama para a limparmos. Confesso que ainda não estou a 100% confiante quanto a esta parte, ainda gosto de lá ir examinar e ajudar, mas com as Kandoo e agora com as Aquas, que são 99% água, sem qualquer perfume e biodegradáveis – e que ela pode descartar pela sanita -, é mais fácil confiar. O rabinho fica limpo e hidratado e ela assim não se zanga connosco porque não temos de ir “fazer por cima”.

A Luísa tem praticamente dois anos e meio (ou 29 meses e 6 dias, para quem ainda conta os meses – mas PORQUÊ?!!!) e “só” agora teve o click. Já ia algumas vezes à sanita em maio e junho pela graça, mas quando experimentávamos colocá-la de cuecas, achava que tinha fralda e fazia na fralda. Só corria bem quando andava nua em casa, no verão. Se calhava vestir-lhe umas calças ou cuecas, pumbas, chichi. Até que, há duas semanas, andou sem fralda em casa – e estava vestida - e não houve nem um descuido. Não precisámos sequer de a ir lembrando, ela ia sozinha. Decidimos arriscar e lá foi ela para a escola só com cuecas. Está a correr muito bem! Já arriscámos mesmo viagens mais longas de carro, supermercado, restaurante ou teatro e tudo nos trinques – já se distraiu em casa e na escola, mas faz tudo parte do processo. É preciso é ter calma, não pressionar e muito mostrar desapontamento.

Ainda não está preparada para ficar sem cueca-fralda de noite ou até mesmo durante a sesta, que a fralda ainda vem composta – se for como a Isabel, só aos 3 anos. No caso da irmã, por volta dos três, começámos a pô-la na sanita ali por volta da meia-noite (ia a dormir) e a levá-la à casa de banho logo às 6h30/07h. Desta vez, acho que vou esperar mesmo por ver fraldas enxutas, logo vejo. Já ouvi pessoas que decidem tirar-lhes logo as fraldas de vez, mudar a cama de noite ou levá-los ao WC, mas esta é a forma como acho melhor para a nossa família neste momento: aguardar.
Se os vossos filhos tiverem a idade da Luísa e ainda não estiverem nesta fase, lembrem-se: os miúdos são todos diferentes, têm ritmos diferentes e, às vezes, mais vale esperar por eles do que nos regermos pelas expectativas dos outros e causar-lhes stress (a eles e a nós também).

Dicas para incentivar:
- dar o exemplo, mostrar (de um irmão, primo, ou até mesmo o nosso, caso não tenham problemas com isso – nós não temos) e/ou comprar um livro sobre o assunto (nós lemos à Isabel o As Princesas também fazem Cocó, mas há mais)
- comprar cuecas com os bonecos que eles mais gostem
- comprar um banquinho para facilitar a subida até à sanita (também há redutores, mas por cá não foram muito bem aceites; elas ajeitam-se na sanita “normal”)
- perguntar sempre antes de sair dos sítios se quer fazer para evitar stresses na rua ou em sítios sem casa de banho próxima
- há quem ande com bacio no carro, e uns sacos que se adaptam; há ainda uns redutores desdobráveis para levar para todo o lado, o que pode ser mais higiénico
- ensinar-lhes o ritual todo logo desde início: a levantar a tampa, a puxar a camisola bem para cima, a limparem-se, a puxar ao autoclismo, a vestirem-se e a lavar as mãos
- fazer uma festa quando são bem sucedidos [e normalizar e mostrar compreensão quando não conseguem]

Boa sorte para esta fase, que pode ter tanto de gira como de stressante J














*post escrito em parceria com a Kandoo


Tudo o que já escrevemos sobre desfralde aqui.


Sigam-nos também no Instagram:

13 comentários:

  1. 2 anos e 8 meses. Está a ser um stress 😩

    ResponderEliminar
  2. Por aqui a minha filhota tirou este verão, uma semana depois de fazer 3 anos...usei a tabela com os sorrisos e explique lhe que sempre que fizesse xixi na sanita eu punha um sorriso na folha... adorou a ideia... em uma semana deixou a fralda por completo... seja de dia ou de noite... isso foi em Agosto... hoje em dia as vezes digo lhe se te portares mal a mãe põe te a fralda e ela rapidamente diz " não pões não mãe, eu sou crescida, a mana bebe é que usa a fralda!" Ahahha tá tão crescida...! Cada vez que a via a correr para a casa de banho sentia (e sinto me) me tão orgulhosa dela... e o meu coração só diz" ela está a crescer"...

    ResponderEliminar
  3. No meu mais velho (actualmente com 5 anos) o desfralde foi feito uns dois meses antes de fazer 3 anos. Foi a altura em que, (conversando e tendo em consideração a opinião da educadora), se notou que ele estaria preparado. Começou em Junho e no início de Setembro já não usava fralda, nem de dia, nem durante a noite. Correu muito bem, ele estava preparado, teve o incentivo da caderneta da Patrulha Pata (cada vez que ia à sanita ganhava uma carteira de cromos)e a cada deslize, não havia censura, só motivação para que na próxima vez a "coisa" corresse melhor (embora às vezes fosse difícil não refilar...).
    Gostava muito que com o mais novo também fosse assim pacífico (tem 17 meses, ainda é cedo), mas cada caso é um caso e sinceramente, pela minha experiência e da experiência de familiares, acho que o importante não é pressioná-los, mas sim deixá-los ir ao ritmo deles, sendo o mesmo rápido ou mais moroso. Beijinho a todos!

    ResponderEliminar
  4. ​F​omos fazendo o mesmo com a minha filha. Fez 3 anos em Setembro e, durante os meses de Verão fomos deixando-a nua pela casa. As primeiras vezes foi preciso lembrar-lhe de ir, depois começou a ir por sua iniciativa. A querer ficar sozinha e fazer todo o ritual sozinha (colocar o redutor, degrau, limpar, puxar autoclismo, lavar as mãos). Existiram alguns descuidos pelo meio, ela ficava aflita mas dizíamos que não fazia mal, que fazia parte do processo de aprender. Foi mantendo a confiança, começamos a aventurar-nos a ir sem fralda para fora de casa. Foi correndo bem. Recentemente, reparámos que a fralda da sesta vinha sempre seca, por isso começamos a retirar a fralda e a usá-la apenas para a noite (que ainda vem muito cheia). E esta fralda da noite iremos tirar quando começar a acordar com a fralda seca.

    Agora em relação ao cocó, durante todo este processo, ela nunca quis fazer na sanita/bacio. Tinha que ser sempre na fralda. Dizia que queria fazer e pedia-nos para colocarmos a fralda. Ficava zangada se falávamos em experimentar fazer na sanita. Nunca insistimos muito. Sempre que dizia que queria fazer nós perguntávamos se queria ir à sanita. Dizia sempre que não, até que há cerca de um mês, perante a nossa pergunta disse que sim, que queria ir à sanita. Mais uma etapa conquistada ;) E sempre ao ritmo dela.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já agora, Joana de onde é essa fita de cabelo? É tão fofinha :)

      Eliminar
  5. Por aqui tentámos a sério em Junho, a 3 meses de fazer 3 anos. Não queria, recusava-se a usar o bacio e a sanita, preferia nas cuecas e no chão e chorava sempre. Desistimos no final de Junho. Nem voltámos mesmo a falar do assunto. Em Agosto, a um mês de começar a escola, disse-lhe que era uma menina crescida e que não voltaria a usar fraldas. Nesse mesmo dia, foi à casa-de-banho sozinha fazer xixi e cocó, como se sempre o tivesse feito. Ainda usei o sistema dos autocolantes como recompensa mas embora tenha achado piada, nem sempre lhes ligava pois de facto não precisava de incentivo nenhum. Deixou de fazer também na fralda na sesta e à noite, pelo que lhe tirei a fralda da sesta ao fim de uma semana. Bastou um mês para lhe dar o "click", não houve sinais novos, pelo contrário, até acho que havia menos sinais de que estaria preparada para o desfralde. Nunca houve acidentes em casa ou na rua.
    Percebi que não percebo nada de desfralde mas fica aqui o testemunho para as mães que estão a ter dificuldades ou muitos acidentes. Talvez valha a pena esperar mais umas semanas. Nestas idades, um mês faz toda a diferença.

    ResponderEliminar
  6. O meu deixou de dia por volta dessa idade completamente, mas de noite foi aos 3. A verdade é que as fraldas ainda vinham cheias, mas assim que o deixei sem a fralda de noite ele nunca mais fez, pede sempre! Se eu ficasse à espera da fralda seca, acho que ele continuaria a usá-la feliz da vida 😅

    ResponderEliminar
  7. Acabei de me sentir péssima!! A minha filha faz 5 anos em Janeiro e eu vou sempre verificar se limpou bem o rabinho... aliás, por norma ela chama “mamaaaaaa, já fiz!!!” 😂 e eu prefiro assim! Tenho tanto medo que fique mal limpo...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas mais um ano e ela está no 1°ciclo, vão ser muitas horas sem si, vai ter que começar a confiar mais nela...

      Eliminar
    2. Os meus também têm 5 anos. Na escola limpam-se sozinhos mas em casa ajudo sempre. E sim, não confio que fiquem bem limpos quando o fazem sozinhos.

      Eliminar
    3. O meu tem 7 e ainda me cha para lhe limpar o rabo. Faço por amor e carinho, porque como lhe explico um dia será ele a limpar os rabinhos dos pais velhinhos 😁

      Eliminar
  8. Ahhhh! Mas parabéns à Luísinha, mais uma etapa concluída :))))

    ResponderEliminar
  9. a minha baby largou sozinha, quer de dia, quer de noite (3 anos), sem um único acidente :)

    ResponderEliminar