Mostrar mensagens com a etiqueta leitoras. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta leitoras. Mostrar todas as mensagens

12.16.2018

Porque é que a Joana Gama não foi ao casamento da Joana Paixão Brás?

Finalmente, uma das maiores polémicas do ano que passou está respondida. Provavelmente numa resposta inesperada, mas é a mais pura das verdades. Se há coisa que possam esperar deste blog é  isso: a verdade. Estamos a poucos momentos de sermos o Hernâni Carvalho dos blogs. Ou o Artur Albarran. 

O drama. O horror. A Mãe é que sabe. 

A Joana e eu, como já vos dissemos, estamos mais disponíveis agora e um dos nossos intuitos é estar mais aqui. E, especialmente, em formato vídeo. Olé. 

É de aproveitar que ambas nascemos com estas carinhas fantásticas e com este carisma inegável. Além de que já devem estar fartas de nos ler, não? Ou, pelo menos, a mim - Joana Gama. 

Ora então, vamos a isto. A um de muitos vídeos para vocês no nosso canal de youtube. Sendo que o primeiro vídeo teria de ter as respostas às vossas perguntas, para nos conhecerem ainda melhor. 

As perguntas aqui respondidas são: 

- Como nos conhecemos. 

- Quanto dinheiro fazemos por mês com o blog. 

- Por que a Joana Gama (eu, uhhh) não fui ao casamento da Joana Paixão Brás. 

Espero que gostem e que façam subscrever para serem das primeiras a ver os nossos vídeos :)




Gostaram? Eram as respostas que tinham imaginado? Comentem aqui em baixo que iremos responder :) 


1.05.2018

Até cair de sono!

Temos as leitoras mais fixes. Até me custa dizer leitoras, porque sinto que são mais do que isso. Sinto que são mais em cada comentário feito com tanta empatia, como que a devolver algo de bom que lhes possa ter também dado. Sinto que são tão mais do que isso quando me abordam na rua... Amor gera amor, não duvido nem um bocadinho disso. 

Somos mais de 72 mil. É normal que haja diferentes tipos de pessoas a visitar-nos. É normal que umas se identifiquem mais com uma do que com outra. É normal que algumas não se identifiquem com nenhuma, mas não resistam vir cá ver que parvoíces andamos a dizer. É normal até que alguém goste normalmente do que lê e achar que um post, uma opinião e até uma escolha de vida, não façam sentido, para os seus parâmetros, gostos, opiniões. Aceito que precisem de comentar. Às vezes acho piada, outras vezes não acho, na maior parte das vezes aceito, mas caso sinta que há ali ofensas gratuitas ou que não haja ali nada de construtivo nem engraçado, não publico - esta é a minha casa, não deixo toda a gente entrar, paciência. Aqui há moderação de comentários, q.b., sim. Quem perde tempo a escrever 1691826 caracteres sem um pingo de utilidade, pode criar o seu blogue, desabafar, falar do que quiser, no seu espaço.
Também é normal que, num blogue tão pessoal, haja quem sinta que:

1) partilhamos tudo o que vamos vivendo e sentindo, sem reservas;
2) nos conhece por inteiro;
3) nos pomos a jeito para ouvirmos tudo o que alguém quiser dizer sobre nós ou sobre a nossa família.

Compreendo, no entanto, nem a 1) e a 2) são inteiramente verdade, na medida em que nunca saberão efectivamente tudo sobre nós, não partilhamos tudo o que sentimos nem tudo o que somos - não parece, pela falta de filtro e descontracção, mas até nós temos limites). E, quanto à 3), discordo. Por isso, filtramos comentários. Para nós há limites e quando acharmos que alguém, qualquer que seja a intenção, aos ultrapassar, fica do nosso lado essa escolha. Já lhe chamaram falta de humildade, já me disseram que isto me subiu à cabeça. Como quer que queiram interpretar, reservo-me o direito de gerir a caixa de comentários e só aceito os que acho que vão contribuir para o debate, fazer-me/nos pensar, alertar para algo importante, discordar de mim, mas com classe e sem ofensas (dizerem que uma de nós podia ter lavado o cabelo não é uma ofensa, lá está ele). Quando são as leitoras a trocarem "galhardetes" de forma acesa, já me é mais difícil filtrar.

Mas bem, tudo isto para dizer que foi importante para mim responder às questões da SÁBADO desta semana para perceber onde estamos e para onde queremos ir. Um muito obrigada às jornalistas, mas principalmente a minha companheira (bem fazemos um lindo casal) por não me deixar desistir quando estou mais desalentada ou cansada ou preguiçosa. Temos aqui um projecto do caraças. Graças também a vocês! Se a Rita Ferro Alvim tem as suas "fofinhas", nós também as temos, sem dúvida. Sinto que temos gente boa desse lado, que gosta de nós e que acompanha desde sempre o crescimento das nossas filhas (e nosso), gente divertida, com sentido de humor, atenta e informada, que faz com que não baixemos os patamares e queiramos dar tudo.





Isto sou eu claramente a cair de sono, por uma boa causa (e porque a Luísa está doentinha, snif).

OBRIGADA, seguidoras queridas!


O meu instagram e o d'a Mãe é que sabe :

a Mãe é que sabe Instagram


9.24.2016

Vocês deviam era ter vergonha!

Como é que vocês não pensaram nisto antes? Eu teria era vergonha. Que tristeza! Se isto são leitoras que se prezem. "Ai, sigo o vosso blog todos os dias". Pois seguem, mas ofereceram-me um bolo? Não. 

No meu dia de aniversário, o bolo que a minha mãe me fez com muito amor e carinho foi este:

É um bolo de laranja.

Ontem, quando fui buscar a Irene à escola, no cabide dela estava um saco com um brigadeiro maravilhoso que até me fez ficar zangada por ser só um quando depois o comi.

Uma leitora assídua do blog, tendo lido o post do meu aniversário (está ali em cima no link da palavra "este" - para estar a ter este trabalho de escrever onde está, mais valia ter feito um novo, mas enfim), ficou com pena de eu não ter tido um bolo e aqui estava ele:


Não devia ter contado ao Frederico desta história que assim tive de partilhar. Isto de ter família é chato nestas alturas (e noutras haha). 

Agora tenho de retribuir a esta maravilhosa leitora, que foi promovida a amiga (visto que sabe fazer bolos assim). Segunda deixo um smart no cabide de um dos três filhos? Era o que me apetecia!


Obrigada, Ana! Serão sempre bem-vindos. Como só sei escrever (e, mesmo assim, às vezes escrevo cresce em vez de creche), depois deixo-te um textinho sobre qualquer coisa dentro do saco. 

Fizeste a minha sexta-feira. OBRIGADA.

Sigam-me no instagram @JoanaGama
e o @aMaeequesabe também ;)