terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

Algo de errado se passa com a Luísa...

Estamos preocupados, a verdade é essa. Já estive para escrever sobre isto na semana passada, mas fui adiando, talvez por nem querer materializar os meus receios. 

A Luísa anda a coxear. A sentar-se mais do que o habitual. A pedir mais colo. 
A Luísa não chora, não se queixa de dor, não aponta para nenhum sítio em especial. 
A Luísa não esteve doente recentemente. Nem deu nenhuma queda grande recentemente, que déssemos conta. A radiografia à bacia, que fez ontem, não deu nenhum sinal de alarme. O pé esquerdo, que põe mais para dentro, e a perna, na qual parece ter menos força e por isso não a apoia totalmente, deram-nos sinal de alarme. 

Já fomos a dois ortopedistas pediátricos de referência no espaço de uma semana e nenhum dos dois nos deu um veredicto mais conclusivo. O último deu-nos o telemóvel caso algo mudasse no estado da Luísa (fizesse febre ou deixasse de comer ou...) ou tivéssemos alguma dúvida entretanto ou receio entretanto. Um amor. Nem uma semana tinha passado da primeira consulta, com outro médico, que nos explicou tudo tudo tudo com imensa calma, mas que, não vendo melhorias, não nos descansou. 

Agora temos duas a três semanas à nossa frente para ver se a Luísa melhora e deixa de coxear. Se tal não acontecer, voltaremos e faremos novos exames, talvez com anestesia geral. Talvez.

Como devem imaginar, não tendo conseguido ainda um diagnóstico, tivemos de ir parar ao Doutor Google. Sim, já sei, mas é difícil resistir. Claro que já chegaram até nós hipóteses que nem se pode pensar nelas por um segundo senão o mundo desaba. 

Temos feito o exercício de respirar fundo e esperar. Não há de ser nada. Não há de ser nada. Uma pequena fissura que irá ao sítio. Mas se, ao menos, se encontrasse já qualquer coisa... um entorse, algo, algo. Saber o que tem. Duas, três semanas. Não há de ser nada.

Esperaremos sem desesperar. Não há de ser nada.







Nota: o Facebook decidiu mudar o seu algoritmo e a partir de agora vai mostrar-vos mais posts dos vossos amigos e menos de páginas onde fizeram like. Querem saber quando publicamos coisas?
👉 Aqui na página de Facebook da Mãe clicam onde diz “A Seguir” e seleccionam "Ver Primeiro"
Sigam-nos também no Instagram:
E nos nossos pessoais:

70 comentários:

  1. olá Joana, nunca comentei nada por aqui, apesar de ser uma leitora atenta ao que vocês escrevem. Tenho 2 meninas de 16 meses, por isso, e só mesmo por isso, de mãe para mãe, envio um abraço e o forte desejo de que o coxear da Luísinha "Não é mesmo nada" e um forte "vai correr tudo bem!".
    um beijinho*

    ResponderEliminar
  2. Coragem Joaninha. Vamos torcer pela Luisinha e vai estar tudo bem.
    Um beijinho.

    Carla Batista 😊

    ResponderEliminar
  3. Não há de ser nada!!! 🙏🙏🙏 🤗😘

    ResponderEliminar
  4. Respostas
    1. Oi Joana o meu filhote fez sinuvite transitória e o único sintoma foi mesmo o não apoio do pé no chão. Valeu a pediatra que não desistiu até provar que era mesmo isso!
      Beijinho grande de Évora e tudo passará rápido😄

      Eliminar
    2. Também já passámos por isso... 2x em 6 meses... Acabou por ser sinovite transitória da anca... Andou 15 dias a coxear e depois passou! Espero que seja igual por ai! �� beijinhos

      Eliminar
    3. O meu menino com cerca de 20 meses, também teve sinusite e o único sintoma era coxear. Vai correr tudo bem.

      Eliminar
    4. A minha filha também teve com sinovite transitória com 2 anos, e deixou de andar durante 2 semanas. Nem me quero lembrar do que passei nessas duas semanas... Depois passou e voltou tudo ao normal. Boa sorte! Maria

      Eliminar
    5. A minha filha também esteve mais de duas semanas assim e era uma sinovite transitória.... Virica. As melhoras.

      Eliminar
  5. Um grande abraço! Não há de ser nada!

    ResponderEliminar
  6. Nunca costumo comentar mas hoje vou fazê-lo só para dizer que torço para que não seja nada de cuidado... Beijinho grande e esperança! Vai correr tudo bem!

    ResponderEliminar
  7. Não há de ser nada. Pode ser apenas um problema transitório, tipo dores de crescimento. Beijinhos e muita força!

    ResponderEliminar
  8. Querida Luísa, um xi apertadinho e um beijinho grande no coração.
    Vai tudo correr bem, mamã Joana!
    Daqui a nada vai passar!
    Luciana

    ResponderEliminar
  9. Bom dia Joana. Antes de mais muita força e pensamento positivo que é o que nos move aqui por casa.
    Gostaria de lhe indicar uma clinica que tem uns profissionais como nunca vi, são como família para nós. Clinica Passo a Passo em Alvalade. Tem lá uma neuro ortopedista a dra Patrícia que é 5 estrelas. Beijinhos e tudo a correr bem.

    ResponderEliminar
  10. Não há de ser nada de grave. Há que pensar assim. Até prova em contrário não há razões para alarmes. A minha sogra, quando engravidou do meu marido, o meu cunhado tinha dois anos e começou a coxear do nada. Fizeram-se imensos exames inconclusivos, muitas preocupações e durou algum tempo. Não sei se não chegou a meses. Muitos exames e observações, inclusive quando ele estava a brincar sozinho e não sabia que estava a ser observado. Até que se tentou a abordagem de serem ciúmes! E eram! E quando se tentou essa abordagem, um pediatra conversou com ele e ele saiu do consultório a andar como se nada fosse...
    Pode ser muita coisa. Não resolve sofrermos por antecipação. Mas como mãe, entendo o stress perfeitamente. Boa sorte!

    ResponderEliminar
  11. Não há de ser nada de grave. Há que pensar assim. Até prova em contrário não há razões para alarmes. A minha sogra, quando engravidou do meu marido, o meu cunhado tinha dois anos e começou a coxear do nada. Fizeram-se imensos exames inconclusivos, muitas preocupações e durou algum tempo. Não sei se não chegou a meses. Muitos exames e observações, inclusive quando ele estava a brincar sozinho e não sabia que estava a ser observado. Até que se tentou a abordagem de serem ciúmes! E eram! E quando se tentou essa abordagem, um pediatra conversou com ele e ele saiu do consultório a andar como se nada fosse...
    Pode ser muita coisa. Não resolve sofrermos por antecipação. Mas como mãe, entendo o stress perfeitamente. Boa sorte!

    ResponderEliminar
  12. Bom dia!
    A Luísa não esteve constipada/com virose recentemente ?

    ResponderEliminar
  13. Bom dia!
    A Luísa não esteve constipada/com virose recentemente ?
    Tenho quatro filhas, e uma delas teve exactamente o mesmo!
    Vai passar, calma ♥

    ResponderEliminar
  14. Coragem Joana. Como mãe estou solidária com a sua dor.
    Tenha esperança e vai correr tudo pelo melhor.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  15. Aconteceu o mesmo com o filho de uma amiga minha e era uma fissura no osso. Não deu para ver no raio x, mas precisamente por não haver mais sintomas, chegou-se à conclusão que seria isso. Força! Não há-de ser nada 🙌🏻

    ResponderEliminar
  16. Olá, e irem a um osteopata? Ou podologista pediatrico?

    ResponderEliminar
  17. Bom dia Joana. É a primeira vez que comento algo, mas achei que poderia ser mais uma forma de despistar. A Luisinha está a tomar algum medicamento?
    Pergunto isto porque há cerca de dois anos apanhei um susto enorme com a minha filha, que do nada começou a queixar-se da perna e a arrastar a perna enquanto andava. Não foi uma coisa prolongada, mas na altura o que me disseram é que poderia ser uma artrite reactiva. É uma situação que por vezes acompanha as reacções alérgicas ou as infecções virais, num segundo momento. Na altura suspeitamos que fosse reação alérgica ao clavamox.
    Como a questão foi passageira e não voltou a haver incidentes acabou por não fazer mais exames, para além de rx.
    No entanto lembrei-me de partilhar consigo, pois pode sempre ser mais uma pista.
    Que corra tudo bem e que a Luisinha melhore num instante.

    ResponderEliminar
  18. Joana não vai ser nada 😉🤞😘 e vai correr tudo bem 😊

    ResponderEliminar
  19. Desculpe perguntar, mas descartaram Artrite Juvenil? A minha filha, agora com 11 anos, aos 2 anos começou assim a coxear do nada, sem mais sintomas nenhuns e o diagnóstico final foi Artrite Juvenil.
    Espero mesmo que não seja nada demais, mas é importante descartar tudo.
    Tudo de bom para si e para essa "ratolas" fofinha :)

    ResponderEliminar
  20. Olá. o meu pequenino quando tinha 24 meses também começou a cochear sem causa aparente, sem quedas ou ter estado doente. Aconteceu por duas vezes e da mesma forma que começou também desapareceu passado 2 a 3 semanas. Também consultamos o médico e sem diagnóstico, mas possivelmente teve sinusite transitória. Percebo essa aflição porque também a tive mas não vai ser nada. O meu pequenino agora está bem e tem uma marcha completamente normal. Beijinhos

    ResponderEliminar
  21. Como leitora atenta, msm sendo a 1 vez que publico. Tente esperar com calma como tem feito senão melhorar procure um Osteopata dedicado a crianças. A minha lesão no pé não era detectável em ecos nem em raios X.Todos diziam não ter nada. Procurei um osteopata só para avaliar. Foi o melhor que fiz. Lesão no músculo do calcanhar a meio da canela (não me lembro o nome). Não conseguia colocar o calcanhar no chão. As melhoras da luisinha! Beijinho grande

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. What??? Tanta ignorância junta...

      Eliminar
    2. Porque a ofensa nas palavras? Dizer que não se concorda de modo objetivo é o mesmo mas educado e respeitador.

      Eliminar
  22. Será que não tem a ver com a crista ilíaca?

    ResponderEliminar
  23. Joana certamente nao será nada.a filha de uma amiga minha também começou a coxear e apos diagnósticos inconclusivos deteram que era apenas uma inflamação nas articulações perto da bacia que impediam o movimento e bem estar da menina.vais ver que nao será nada alarmante mas coracao de mãe é assim.um beijinho

    ResponderEliminar
  24. Não há-de ser nada de especial, se Deus quiser.


    ResponderEliminar
  25. Se Deus quiser não vai ser nada. Não fizeram mais exames nenhuns? Foi só a radiografia à bacia? E ao pé e perna concretamente?

    ResponderEliminar
  26. Oh Joana... um abraço muito grande... vai tudo correr bem... pensamento positivo... beijinhos grandes (pensa na festa da Isabel para "distrair" um bocadinho)

    ResponderEliminar
  27. Também nunca comentei nada... mas leio o blog! Mas não resisto, de mãe para mãe, a mandar-lhe um abraço cheio de força e garra e dizer-lhe bem alto: Deus é grande e isto vai passar!! Não vai ser nada... (resista ao google, porque a cisma é pior que uma doença)Beijinho Ana

    ResponderEliminar
  28. Vai tudo correr bem! Um grande beijo e um abraço daqueles cheios de força ;)

    ResponderEliminar
  29. Se Deus quiser há-de ser só um susto valente e ficará tudo bem. Ficamos todos a torcer pela Luisinha!

    ResponderEliminar
  30. Vai correr tudo bem com a filhota😘
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  31. Não vai ser nada de especia e vai correr tudo bem!! Coragem e Fé!!! Um beijinho grande

    ResponderEliminar
  32. A minha filha com 6 anos também teve um episódio de queixa na virilha/anca, coxeava e sentia dor, sem outros sintomas. Também a radiologia e ecografia que fez não revelaram nada. Fez 5 dias de brufen por indicação do ortopedista e pausa nas atividades fisicas. E com o tempo passou. Pensámos que talvez tenha sido de algum movimento mais puxado no ballet, que praticava na altura, embora nunca tenha identificado um episódio em concreto em que pudesse ter se magoado. Talvez a Luisa tenha dado algum "jeito" numa brincadeira... É dar algum tempo para o corpo recuperar...

    ResponderEliminar
  33. Não vai ser nada. Um abraço e uma enorme energia positiva. Margarida

    ResponderEliminar
  34. Joana, tive a mesma angústia á pouco tempo, no meu caso era mais gritante, o meu filho gritava de dor e perdia o andar durante 1h...
    O rx também não deu nada, mandaram esperar as 3semanas...
    Fiz-lhe ecografia onde deu que as articulações das ancas estavam a produzir muito líquido sinovial, e que seriam daí as dores, mas sem ser uma conclusão final.
    No melhor das hipóteses seria sinovite da anca, mas tem mesmo que se esperar as 3 semanas a ver se a inflamação passa.
    E depois de 3 semanas, e de muitos episódios de dor e choro, passou!!!
    Há 2 semanas que não há qualquer queixa.
    Percebo perfeitamente a angústia.
    São só sustos, ela é saudável 😉

    ResponderEliminar
  35. Com 3 anos o meu filho começou a coxear...não tinha mais sintomas. Andava a dar em doida porque não via qualquer razão. Só depois de termos ido fazer exames e termos visto que não havia nada, ele se convenceu que também não tinha nada e parou. Era cisma, sim. porque a avó havia partido a perna e também coxeava. E as cismas continuam, noutras coisas. Isto tudo para dizer que não há-de ser nada. Abraço!

    ResponderEliminar
  36. Querida Joana, sigo vos com muita atenção e carinho mas nunca comentei no blog.

    como enfermeira (e mãe) perante os sintomas que descreveu e sem querer alarmar, sugiro que procure um neurologista pediatrico o mais rapidamente possivel e faça uma TAC craneal...esperamos que esteja tudo bem, mas de mãe para mãe (porque se tal acontecesse o nosso mundo tambem desabava) alguns dos sintomas podem ser sugestivos de algo mais complexo... e mais vale um diagnostico atempado.
    Muita força..a minha Maria tem a idade da Luisa XX

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É enfermeira? TAC craneal não existe! Tanta estupidez junta até mede dó!

      Eliminar
    2. Porque a ofensa nas palavras? Dizer que não concorda de modo objetivo transmite também a sua ideia mas é educado e respeitador.

      Eliminar
    3. Não existe? Desde quando? TAC Craneal = TAC Cranio-encefálico.. Por favor informem-se antes de falar..

      Eliminar
  37. O coração dos pais fica sempre do tamanho de uma ervilha quando detetámos alguma coisa fora normal nos tesouros e nunca nos habituámos... somos pais é assim q deve ser!
    Força mamã se Deus quiser será só um susto q a princesa vos está a pregar... mais uma partida... eles são fortes!!

    Por aqui fazemos �� para q assim seja!

    Beijinho de mãe

    ResponderEliminar
  38. Olá Joana. Chamo-me Filipa e tenho uma Lara com 4 anos.Há cerca de um ano a Lara acordou e disse que não conseguia andar. Sempre que tentava coxeava e via-se que perdia a força na perna. Fui a correr para o hospital, onde foi vista por uma pediatra, um ortopedista e fez raio-x. Nada. Também não tinha estado doente.Esperámos. Fez brufen. E passou. O facto de não ter mais sintomas não invalida a hipótese de sinuvite. A minha filha fez uma pneumonia atípica em que o único sintoma era a tosse, nem um grau de febre... Um beijinho muito grande e força mamã.

    ResponderEliminar
  39. Recomendo a Osteopata Infantil Vanessa Faria Lopes

    ResponderEliminar
  40. Olá Joana. Muita força para enfrentar o que quer que seja. Vou partilhar a minha história apenas para estarem atentos a todas as possibilidades.
    Aos 9 anos tive exatamente os mesmos sintomas. Pé para dentro e menos força na perna. Mas nada de dor ou outro sintoma. Quando a coisa ficou mais notória vim das urgências com brufen e um “as urgências não são para maus jeitos”.
    Felizmente um olhar mais atento de uma médica conhecida da família desconfiou de algo e mandou-me logo para o hospital. Diagnóstico: brucelose. Afetou a anca e isso perturbava o normal funcionamento da perna.
    Nada de alarmes. Mas é para perceber que pode ser muita coisa. Ou nada de especial :) força e muita calma e as melhoras para a princesa!

    ResponderEliminar
  41. Por volta dessa idade tivemos tb um episódio desses..sem motivo aparente! De um dia para o outro apareceu a coxear,quase a arrastar uma perna..e assim esteve uns tempos..talvez umas duas semanas ou mais. Não notamos nenhuma quebra de energia, que sempre foi muita, apenas se habituou a mexer assim.. arrastando a perna.fomos visitar um fisioterapeuta amigo q viu, mexeu, fez pequenas brincadeiras que lhe permitiram analisar vários aspectos..e achou q não seria nada. E de facto, a sensação que tenho é que esse "desvalorizar" parece q fez com que passasse mais depressa.nao poderá ser uma chamada de atenção ou assim? Bastava ter usado um sapato q magoava num dia..e nos dias seguintes replicou os movimentos...e assim por diante.no nosso caso deve ter sido mesmo isso..desapareceu de um momento para o outro. Vai correr tudo bem! Pensamento positivo! :)

    ResponderEliminar
  42. Olá, é a primeira vez que comento embora vos siga sempre que posso e adoro o vosso blogue. Tenho um filho com 2 anos que no final do Verão passado andou largas semanas a cochear. O pediatra não encontrou motivo nenhum e mandou dar 5 dias de brufen porque poderia andar a arrastar alguma inflamação no pé (ele evitar pousar o pé esquerdo). O que é certo é que tal como apareceu também desapareceu). As melhoras. Cristina Oliveira

    ResponderEliminar
  43. olá Joana! Nunca comentei nada por aqui, mas leio-vos com muita assiduidade. Desejo que não seja nada com a Luísa. Tudo a correr bem.
    Eu sou perita em diagnósticos inconclusivos. Tenho uma Mariana de 5 anos e meio. Desde os 18 meses que procuramos respostas para um atraso motor que até hoje não tem explicação. TAC, ressonância, análise e estudos genéticos a decorrer. A angústia de não saber o que se passa é terrível. beijinhos
    Sílvia Moutinho

    ResponderEliminar
  44. De mãe para mão... Coragem e pensamento positivo

    ResponderEliminar
  45. Joana, vai correr tudo bem. O mais certo é ser algo sem importância que se vai resover. Quando o meu filho tinha pouco mais de um ano, começou a mancar. Dizia dói mas não esclarecia onede, ainda falava pouco. Depois de ortopedistas e raio x para trás e para frente - e sim, também me deixei martirizar pelo Dr Google - era apenas uma infeção junto da unha do pé, que se resolveu com um antibiótico. Força!

    ResponderEliminar
  46. Fez o que está certo, procurou os médicos certos, resta fazer o que eles disseram e confiar. Não podemos mudar o destino. Força e boa sorte!

    ResponderEliminar
  47. Joana um beijinho grande, vai correr tudo bem, pensamento positivo!A Luìsinha é linda e amorosa e não há de ser nada grave!Força beijinhos

    ResponderEliminar
  48. Também a sigo mas não sou de comentar!Mas como mãe só consigo desejar-lhe muita persistência para encontrar respostas e até lá,muita serenidade para confiar que vai ficar tudo bem!

    ResponderEliminar
  49. Vai correr tudo bem, muita força ❤️

    ResponderEliminar
  50. A minha mais nova, se calhar com a idade da Luísa, tb esteve a coxear. Fomos ao médico, fizemos raio x. Parece que era uma inflamação vulgar nestas idades. Estive 3 dias a brufen, se não me engano e depois passou... pode ser que a Luísa demore mais tempo a passar.

    ResponderEliminar
  51. Olá Joana,
    Não há de ser nada e vai correr tudo bem. Os médicos vão ajudar, vai ver. Queria só deixar esta partilha: a minha filha, com a idade da Luísa, começou a coxear 2 ou 3 dias seguidos e o médico indicou Brufen, naturalmente. Ao 3.º dia descobri, sabe o que era? Uma borbulha chata que tinha entre as nádegas, já quase junto ao cóxis, e que a estava a magoar ou a arder! Pusemos creme hidratante e passou logo. Pode não ser isso, claro, mas não quis de deixar aqui esta nota porque, quem sabe, pode ajudar. Um beijinho

    ResponderEliminar
  52. ♥ Espero que não seja nada!
    Beijinhos!

    ResponderEliminar